Atualizado em 19 de outubro de 2020

Se tem algo que pode acabar com os seus planos de viagem ao Velho Continente é descobrir o custo total da sua viagem. A cotação do Euro, meus amigos, não está nada favorável para os brasileiros. Então, como viajar barato pela Europa?

Como dizia o Chapolin, grande filósofo contemporâneo, calma, não criemos pânico! Nós vamos dar várias dicas de como economizar e viajar barato para Europa. No entanto, vale ressaltar que elas serão apenas dicas gerais, e não regras ou leis universais, o que significa que você não precisa concordar com tudo.

Por outro lado, é justamente seguindo essa lista de recomendações que nós conseguimos reduzir cerca de 30 a 40% do nosso orçamento.

Como viajar barato para a Europa: dicas para a fase de planejamento do roteiro

Tenha um bom aplicativo de promoção de passagem aérea no celular

A primeira e mais importante dica para você viajar para a Europa barato é ter um bom aplicativo de passagem aérea no celular. Por isso, essa é a nossa primeira dica de como economizar na Europa, já que a viagem começa ainda no planejamento e o preço da passagem pode ser a primeira coisa a estourar o seu orçamento.

Como a passagem aérea é um dos itens mais caros em uma viagem, o ideal é aproveitar toda e qualquer promoção sempre que possível. Através dos sites e aplicativos de passagem você pode monitorar e ligar o alerta de preços, além de receber notificações toda vez que tem promoção para algum destino.

O Passagens Imperdíveis e o Melhores Destinos são ótimos para receber alerta de promoções, enquanto o Skyscanner, o Kayak e o Google Flights são excelentes para monitorar os preços. Se possível, aproveite o Stopover gratuito de alguma companhia aérea para conhecer mais um destino sem custo extra.

Aplicativo de promoção de passagem aérea
Aplicativo de promoção de passagem aérea

Procure formas alternativas de hospedagem e fuja de regiões extremamente turísticas

Que tal abandonar o bom e velho hotel e testar outros estilos de hospedagem? Já avaliou a possibilidade de se hospedar em um hostel?

Engana-se quem pensa que hostel é sinônimo de perrengue, ainda mais na Europa, onde existem vários deles e alguns são até melhores e mais caros que hotel. É claro que como estamos falando de economizar na Europa, estes mais caros nem vêm ao caso. Rs. Você poder ler tudo sobre o que é e como funciona um hostel aqui.

Se você pretende viajar sozinho, essa é uma das melhores formas de viajar barato pela Europa quando se trata de hospedagem. Em vez de alugar um quarto em um hotel, você pode alugar uma cama em um quarto de hostel.

Há hostels para agradar gregos e troianos. Alguns são mais íntimos, enquanto outros são mais festeiros. Há as grandes redes, os que possuem dormitórios enormes, os que são pequenininhos, os que têm quartos privados para casal, e por aí vai. Nós somos suspeitos porque adoramos o ambiente de hostel. Mesmo que a gente escolha o quarto de casal, sempre aproveitamos as dependências do lugar, já que eles costumam contar com cozinha, bar, etc.

Por outro lado, se você viaja em grupo ou até mesmo com mais alguém, alugar um apartamento ou quarto no Airbnb pode ser uma economia e tanto. Essa também é uma plataforma de hospedagem que nós usamos muito e achamos que compensa bastante. Através desse link nós te damos até 350 reais de desconto na sua primeira reserva pelo AirBnb.

Entretanto, o Booking, um dos maiores sites de reserva de hotel no mundo, também já oferece diversos apartamentos para alugar hoje em dia.

Outras opções de hospedagem barata para te ajudar ainda mais a economizar na Europa

Para finalizar as nossas dicas de escolha de hospedagem que te ajudarão a viajar barato para a Europa, há também o Couchsurfing e o Worldpackers.

O Couchsurfing é uma opção caso você não se importe de “dormir no sofá de alguém”. Em outras palavras, é uma plataforma de hospedagem onde você pede para alguém te hospedar gratuitamente ou pode oferecer a sua casa para outros viajantes. É uma ótima alternativa para quem gosta de se envolver totalmente com a cultura local e isso não significa necessariamente que você dormirá no sofá. Haha

Já o Worldpackers é uma plataforma onde você trabalha em troca de hospedagem. Você pode se candidatar para vagas em hotéis e hostels, ONGs, projetos na cidade e demais opções. Porém, é muito comum ver esse tipo de troca em hostels, onde a galera trabalha na recepção, na manutenção do lugar e até na criação de conteúdo digital (fotos e vídeos).

Se possível, fuja da alta temporada

A alta temporada na Europa acontece durante o verão europeu, entre os meses de junho e início de setembro. Isso quer dizer que uma das melhores dicas de como viajar barato pela Europa é evitar essa época do ano, já que tanto os preços de passagem aérea como de hospedagem atingem os valores mais altos possíveis. Essa lógica também vale para feriados de Natal e Réveillon. Isso sem contar que os lugares ficam lotados.

Fontana di Trevi
Fontana di Trevi lotada em setembro

É claro que se você pretende aproveitar destinos praianos, infelizmente não há como fugir muito disso. Porém, é possível planejar a sua visita para o final do verão (setembro) ou um pouco antes dele começar, nos meses de maio e junho. 

De dezembro a março, o inverno chega com tudo, em alguns países mais e outros menos, obviamente. Possivelmente você encontrará frio e neve dependendo do seu destino, mas os preços costumam ser mais baixos, o que facilita na hora de economizar na Europa. Embora muitos digam que não é uma boa época para visitar o continente, nós discordamos. Conhecemos a Toscana durante o inverno e adoramos, e viajamos pelas Dolomitas na Itália entre os meses de novembro e dezembro e ficamos apaixonados. Além disso, não há época melhor para quem quer esquiar.

Procure ou inclua destinos menos cobiçados no roteiro

De fato, os destinos europeus mais famosos são mais caros que outros não tão visitados assim. Então quer dizer que pra viajar para a Europa barato eu preciso me enfiar em cidades que ninguém conhece? Não, mesmo.

A questão é que lugares como Roma, Paris, Londres, Veneza e Amsterdam são destinos bem mais caros se comparados com Praga e Budapeste, por exemplo. Se você não tem a fissura de conhecer as capitais mais famosas na sua primeira viagem, escolha países mais baratos para viajar. Uma sugestão de sucesso são os destinos do Leste Europeu.

Castelo de Devín
Ruínas do Castelo de Devín na Eslováquia

No entanto, se você não abre mão de ver de perto a Torre Eiffel ou de encarar o Coliseu, evite programar a sua estadia nessas cidades durante o fim de semana, já que as tarifas de hotel ficam bem mais caras. Outra opção é balancear o seu roteiro entre destinos mais caros e outros mais em conta.

Contrate um seguro viagem! É sério! Isso é economia!

Embora muitos não façam ideia, para visitar os países que fazem parte do Espaço Schengen é necessário ter um seguro viagem com apólice de no mínimo 30 mil euros. Ou seja, para visitar a maioria dos países europeus, é exigido do turista brasileiro essa obrigatoriedade. Você pode ler tudo sobre o seguro viagem para a Europa aqui.

Porém, independente das questões legais, jamais viaje sem um, mesmo que aquele seu amigo diga que dá pra arriscar. Se por acaso você precisar de atendimento médico de urgência no exterior, é o seguro quem te dará assistência e cobrirá os custos. Do contrário você terá que arcar com tudo do seu próprio bolso, já que não há saúde pública para atender os viajantes na Europa. Eu já precisei de hospital quando estive no Deserto do Atacama e se não tivesse um seguro teria gastado pelo menos uns 6 mil reais com consulta e exames.

Além disso, como se trata de uma lei, uma obrigação do turista, já pensou você chegar na imigração, te pedirem a apólice do seguro e você não ter? Nesse caso, o oficial de imigração tem todo o direito de não te conceder a entrada ao país.

Você pode orçar o seu seguro viagem com a Real Seguros. Nós sempre fechamos com eles e nunca tivemos problemas. Por isso, eles se tornaram parceiros do blog e oferecem descontos para todos os nossos leitores. Além do mais, você pode pagar parcelado no cartão de crédito.

Pegue aqui o seu desconto de seguro viagem e parcele em até 12x no cartão de crédito =)

Se for reservar um carro, pague antecipadamente

Se você pretende alugar um carro na sua viagem, pagar a reserva antecipadamente é uma forma de te ajudar a economizar na Europa. Como nos últimos anos o Euro não tem sido bom amigo dos brasileiros, os gastos com moeda exterior no cartão de crédito se tornam ainda maiores com a cobrança do IOF.

Alguns portais como a RentCars oferecem a possibilidade de fazer o pagamento antecipado de forma parcelada no cartão de crédito, sem a cobrança de IOF. Ou seja, se você pagar a reserva antes de chegar no destino consegue economizar uma graninha. Fizemos dessa forma em todas as nossas últimas viagens e achamos que valeu a pena.

Como viajar barato pela Europa: dicas para economizar durante a viagem

Cozinhe a sua própria comida e seja melhor amigo do supermercado

Uma das melhores dicas de como viajar barato pela Europa começa na cozinha, ou melhor, no supermercado. Já pensou em cozinhar a sua própria comida?

Vejam bem, não se trata de cozinhar em todos os momentos do dia, do café da manhã ao jantar. Mas sim de cozinhar algumas refeições no hostel ou no apartamento que você alugou. Sem dúvidas isso te renderá uma economia que você poderá reverter para passeios ou até mesmo para comprar uma coisinha ou outra no final da viagem.

Se ainda assim você não estiver disposto a cozinhar, olhe para o supermercado com outros olhos. A maioria desses estabelecimentos na Europa vendem refeições prontas de qualidade, e não estamos falando de congelados comuns, não. Dependendo do local você encontra até pratos de camarão por um valor bem camarada. Além disso, aproveite para comprar alguns lanchinhos para comer durante o dia de passeio. Sai bem mais barato do que parar para lanchar em algum lugar.

Acredite, em uma viagem longa esse tipo de economia te ajuda a estender o seu roteiro.

Viena
Lanchinho em um dos pontos turísticos de Viena

Coma em restaurantes locais e use e abuse da comida de rua

Outra dica imperdível para quem quer viajar para a Europa barato é cair dentro da comida de rua local. Use e abuse tanto de alimentos que os moradores comem como dos restaurantes que eles mais frequentam.

Kebabs, hot dogs, fallafel, pizzas, gyros, currywurst, waffle, sanduíches de baguete, crepe, entre outros, são alguns tipos de comida de rua que você facilmente encontrará em países europeus. E o melhor de tudo é que além de serem pratos baratos, ainda são deliciosos. Só fique atento pois muitas vezes eles são vendidos em lanchonetes pequenas e simples em vez de barraquinhas de rua, como estamos acostumados no Brasil.

Além disso, sempre que possível fuja de regiões turísticas para almoçar. Afinal, um restaurante de cara para o Coliseu será sempre mais caro que um mais distante. Se no primeiro você encontrará diversos turistas almoçando, no segundo você verá a população local sentada nas mesas. Foque no segundo! rs

Kebab na Europa
Rafael comendo Kebab em Berlim

Confira os passes de transporte público da cidade

Se você pretende usar o transporte público diversas vezes, uma forma de viajar barato pela Europa é comprar um passe de transporte público em vez de comprar os bilhetes a cada viagem.

Alguns passes possuem um valor fixo para uma determinada quantidade de dias e englobam todos os tipos de transporte da cidade, o que sai bem mais barato do que comprar cada tíquete individualmente. Além disso, alguns dão descontos em museus e atrações.

Nós já usamos o Roma Pass, o Vienna City Card, o Berlin Welcome Card e o passe de transporte de Budapeste.

Vienna City Card
Vienna City Card

Aproveite os descontos e gratuidades locais

Em muitas cidades europeias o primeiro domingo do mês reserva entrada grátis em vários museus, como é o caso do Louvre em Paris, a Galleria Uffizi em Florença, o Coliseu e o Museu do Prado em Madrid. Então, verifique se a cidade que você pretende visitar faz algo nesse estilo.

No entanto, se prepare para enfrentar filas, já que por ser um dia de entrada gratuita é comum que esses locais fiquem mais cheios que o normal. Mas para economizar na Europa vale a pena, né? É só chegar cedo. rs

Se desloque de ônibus tanto entre as cidades como entre os países

Vocês já devem estar cansados de ouvir falar em como é fácil e confortável viajar pela Europa de trem, né? Mas e de ônibus? Já ouviram falar sobre isso?

Fazer os deslocamentos de ônibus entre as cidades e países europeus também é muito fácil, além de costumar ser bem mais barato. Além disso, também é confortável, já que muitos contam até com wifi.

É claro que aqui você deve colocar na balança as questões de preço x tempo de deslocamento, já que o ônibus leva mais tempo que o trem para percorrer uma distância. Mas no geral, é uma ótima sugestão de como viajar barato pela Europa.

Existem diversas empresas de ônibus atuando no continente e o serviço pode variar de país para país. Nós utilizamos a Flixbus e não tivemos problemas. Rodamos o Leste Europeu e já fomos de Milão para Lugano, na Suíça, sempre de forma tranquila e barata.

Ônibus Flixbus
Ônibus da Flixbus

Se depois das suas pesquisas a melhor opção for trem, compre a passagem com antecedência, pois se você deixar para a última hora pagará muito mais caro.

Como o deslocamento entre os destinos é algo que te trará custos de qualquer forma, se o seu orçamento estiver apertado evite colocar muitas cidades ou países diferentes no roteiro. Pode parecer bobeira, mas dependendo do trajeto a ser percorrido, o custo com deslocamento pode pesar no seu bolso.

Agora que você já sabe como viajar barato pela Europa, confira alguns destinos imperdíveis no continente:

SIGA AS NOSSAS REDES SOCIAIS E NOS ACOMPANHE EM TEMPO REAL =)
– Instagram: @cariocasemfronteiras
– Facebook: /cariocasemfronteiras

♦PLANEJE A SUA VIAGEM♦

Autor

Carioca de nascimento. Educadora Física de profissão. Viajante de coração. Apaixonada pelas coisas simples da vida e intrigada pelas complexas. Costuma dizer que adora um sol, mas não dispensa os dias nublados.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.