Atualizado em 12 de setembro de 2020

Que tal inserir mais um destino no seu roteiro sem custo extra com a passagem aérea ou pagando pouca coisa a mais ao invés de muito? Com a técnica do Stopover é possível fazer isso.

Nós já utilizamos esse método algumas vezes e vamos te explicar como funciona o Stopover e como reservar uma passagem nesse esquema. Afinal, nada como conhecer mais lugares sem estourar o orçamento, certo?

O que é Stopover

O Stopover é um recurso onde o passageiro aproveita para passar alguns dias na cidade onde o voo faz conexão ou escala, e então segue até o seu destino final.

Na maioria das vezes ele ocorre em viagens internacionais, onde há conexões maiores. Porém, algumas empresas também o oferecem em voos nacionais. Dois exemplos de companhias áreas que ofertam em voos domésticos são a Gol e a Azul, ambas com Stopover em São Paulo.

Como funciona um voo com Stopover

Para te explicar de uma forma mais prática, vamos imaginar que você quer viajar para Paris e encontra uma passagem pela TAP Portugal com um excelente preço. Nesse caso, o voo não é direto e há obrigatoriamente uma conexão em Porto ou Lisboa. Você pode solicitar o Stopover na ida ou na volta e aproveitar alguns dias em uma das duas cidades. Ou seja, você irá desembarcar, pegar as suas malas e seguir para o hotel, mas este último é por sua conta.

Como comprar passagens com Stopover

Algumas companhias aéreas oferecem a opção de reservar a passagem com Stopover no momento da compra, de um jeito muito simples, como é o caso da TAP. Na hora de comprar o seu voo você pode escolher se quer fazer a parada na ida ou na volta, além de poder ficar até 5 dias no destino de conexão sem custo extra.

Stopover TAP
Voo com Stopover da TAP Portugal

Em outros casos, para comprar um voo com Stopover é necessário escolher a opção Múltiplos Destinos na hora da sua pesquisa. Ou seja, em vez de colocar a cidade de origem e o destino final, você pesquisará de forma separada, inserindo o local de conexão no meio da pesquisa. Vamos explicar melhor em um esquema mais abaixo para você não se enrolar, ok?

Opção de Múltiplos Destinos para a pesquisa

Em grande parte das vezes o Stopover acontece na cidade base – ou HUB – da empresa aérea. Em outras palavras, a Air France o oferece em Paris, a Emirates em Dubai, a British Airlines em Londres, e por aí vai. Além disso, cada empresa tem suas próprias regras em relação a quantos dias ele pode durar e se há cobrança de custo adicional ou não.

Comprando as passagens com Stopover na opção de Múltiplos Destinos (ou Vários Stopovers dependendo do site):

Você quer voar do Rio de Janeiro para Budapeste e decide pesquisar os preços em sites como Skyscanner ou Kayak. Ao fazer a sua pesquisa você encontra um voo da KLM com conexão em Amsterdam. O próximo passo é pesquisar por Múltiplos Destinos inserindo Amsterdam no meio disso tudo. Você pode fazer isso tanto pelos próprios sites comparadores de preços como diretamente na página da companhia aérea. Então, você deverá buscar os trechos da seguinte forma:

1º trecho: Rio de Janeiro – Amsterdam

2º trecho: Amsterdam – Budapeste

3º trecho: Budapeste – Rio de Janeiro (aqui você pode escolher um voo com a menor conexão possível em Amsterdam ou pode criar um 4º trecho, ficando mais alguns dias na capital holandesa)

Stopover KLM

É importante ressaltar que no caso do Stopover utilizando a opção de Múltiplos Destinos é possível encontrar algumas diferenças tarifárias, diferentemente de quando a companhia aérea já oferece a possibilidade de marcação de Stopover na hora da compra (é rara a cobrança extra nesse caso). Ainda assim, o custo adicional costuma ser bem pequeno e acaba compensando.

Nós já fizemos o Stopover gratuito pela TAP, onde paramos 5 dias em Porto e conhecemos bastante a cidade antes de seguirmos para as Dolomitas, na Itália. Por outro lado, também já fizemos o Stopover com o Múltiplos Destinos da Alitalia, onde paramos alguns dias em Roma antes de seguirmos para Florença pelo custo de R$150,00 a mais na tarifa.

Já comprei a minha passagem, e agora?

A melhor forma de fazer um voo com o Stopover é defini-lo na hora da compra. Mas se você já comprou a sua passagem, nem tudo está perdido.

Algumas empresas aéreas permitem a sua solicitação mesmo após a emissão do bilhete. Entretanto, será necessário ligar para a companhia e nesse caso, o custo extra é praticamente certo. À vista disso, a melhor coisa é já emitir a sua passagem com o Stopover.

Por outro lado, se você já começou a viagem infelizmente não tem como solicitar o Stopover, mesmo que você tenha uma conexão na volta. Não invente ideia de tentar ficar no destino de conexão e depois seguir com o seu roteiro pois você terá que comprar outro voo e gastará um dinheirão.

Nesse caso, faça como nós que uma vez aproveitamos as horas de conexão em Roma para visitar alguns pontos turísticos e conheça também algumas coisas do local da sua escala ou conexão, caso haja tempo hábil para isso, é claro.

Quais categorias de passagens aéreas têm direito a essa técnica

Você pode emitir uma passagem com Stopover independente da classe tarifária do seu bilhete aéreo. Aliás, muitas empresas costumam lançar promoções de passagens com o Stopover incluído, o que é ainda melhor do que pesquisar por Múltiplos Destinos.

Afinal, Stopover vale a pena ou não?

Nós super recomendamos o Stopover e mesmo que haja algum valor adicional, se ele não for excessivo, achamos que vale a pena. Afinal de contas, é uma das melhores formas de acrescentar um novo destino ao roteiro sem custo ou com um custo baixo, além de também deixar a viagem menos cansativa. Até porque, ninguém merece ficar 12, 15, 18 horas em um aeroporto, certo?

Mais dicas de viagem para ajudar no seu planejamento:

1 – Guia passo-a-passo para a sua primeira viagem internacional

2 – Dicas para viajar barato pela Europa

3 – O que é Hostel e como é se hospedar em um

4 – Confira o que é Airbnb e como reservar uma hospedagem no site deles

Seguro viagem internacional: não esqueça o seu!

Se você pretende comprar um voo para outro país, não esqueça o seguro viagem internacional. Em alguns destinos, como muitos países europeus, ele é obrigatório (saiba mais sobre o seguro viagem para a Europa). Mas além disso, independente de ser obrigatório ou não, recomendamos que você jamais viaje sem um. Ainda mais porque é o seguro que te dará assistência e cobertura caso você precise de atendimento médico emergencial, evitando gastos altíssimos em outra moeda.

Nós recomendamos a Real Seguros pois eles trabalham com ótimas seguradoras e possuem planos de acordo com os países. Além disso, eles oferecem diversos descontos e facilidades de pagamento.

Pegue aqui o seu desconto de seguro viagem e parcele em até 12x no cartão de crédito =)

SIGA AS NOSSAS REDES SOCIAIS E NOS ACOMPANHE EM TEMPO REAL =)
– Instagram: @cariocasemfronteiras
– Facebook: /cariocasemfronteiras

♦PLANEJE A SUA VIAGEM♦

  • Confira a nossa página de descontos ativos e economize agora na sua viagem!
  • Reserve a sua hospedagem através do Booking e garanta as melhores tarifas. Fique tranquilo porque reservando através do nosso blog você não pagará nenhuma taxa extra. E além disso ainda nos ajuda a mantê-lo no ar, criando cada vez mais conteúdos gratuitos e de qualidade.
  • Reserve seus hostels através do Hostelworld e garanta a sua hospedagem nos melhores hostels do mundo.
  • Reserve uma casa ou apartamento através do AirBnb e ganhe até 350 reais em crédito na sua primeira reserva pelo site.
  • Compre seu seguro viagem com a Real Seguros e tenha os maiores descontos e as melhores formas de pagamento, inclusive parcelando em várias vezes no cartão de crédito
  • Reserve os melhores passeios e experiências com a Get Your Guide e com a Civitatis.
  • Alugue o seu carro com até 60% de desconto. Parcele no cartão e sem cobrança de IOF pela RentCars. Além disso, todo o valor é gerado em reais.
  • Viaje conectado! Compre seu chip de celular Viaje Conectado da Yes Brasil com internet 4G para usar no exterior.
  • Compre seus equipamentos fotográficos e roupas de inverno com a Amazon.
  • Compre seus ingressos antecipados através da Tiqets e evite filas nas atrações mais famosas do mundo.
Autor

Carioca de nascimento. Educadora Física de profissão. Viajante de coração. Apaixonada pelas coisas simples da vida e intrigada pelas complexas. Costuma dizer que adora um sol, mas não dispensa os dias nublados.

13 Comments

  1. Ótimo post para explicar o que é como funciona o stopover! Meu melhor stopover até agora foi na viagem para o Japão, em que fiquei 2 dias em Dubai tanto na ida quanto na volta. Foi maravilhoso, pois além de descansar no meio da longa viagem até o outro lado do mundo, ainda pude conhecer super bem Dubai (me hospedei em regiões bem distantes em cada trecho da viagem, assim pude aproveitar bastante cada uma, sem enormes deslocamentos). Recomendo muito!

  2. Adorei saber mais de como funciona fazer um stopover. Isso é uma informação essencial para quem está planejando uma viagem e existem pessoas que nem sabem da existência dessa possibilidade.

  3. Em nossa viagem pelo mundo usamos diversas vezes a técnica de stopover para fugir de longas estadias no aeroporto e, ao invés de ficar apenas algumas horas, trocamos por dias de visita a um novo destino. Amei as dicas, bastante explicativas!

  4. Excelente explicação obre como funcionar o stopover. Bem fácil de entender e principalmente fazer uso desse mecanismo para poupar dinheiro com passagem aérea.
    Show!

  5. Eu amei saber mais como funciona Stopover. Parabéns, post muito bom e bem relevante para tirar as dúvidas.

  6. Eu adooooro fazer stop over e aproveitar ainda mais o dinheiro gasto na passagem rs. Já conheci ou voltei a diversos lugares assim, mas nas últimas viagens preferi reservar o tempo todo para o destino final mesmo e passei 5 vezes pelo aeroporto de Paris nos últimos 4 anos sem visitar a cidade rs Fiquei com dó, mas fazer o q…

    • É, às vezes o nosso roteiro não tem tempo livre pro stopover, né? Nesses casos, é melhor ir direito pro destino final, mesmo.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.