Coliseu de Roma

Coliseu, todas as dicas para você conhecer a atração mais famosa de Roma

Eu já havia estado cara-a-cara com esse ícone mundial quando passei 8 horas em uma conexão em Roma após voltar de uma viagem pelo Leste Europeu. E mesmo só tendo tempo de vê-lo por fora, minhas primeiras impressões foram de choque. Minha visita ao Coliseu só confirmou que esse sentimento inicial não era sem motivo. O bicho é grande mesmo! Ter a oportunidade de caminhar por um lugar tão histórico foi algo que me fez imaginar o tanto de coisa que aquelas arquibancadas já viram um dia. Mas verdade seja dita: conhecer o Coliseu é conhecer só a ponta do iceberg da história Romana, mas que essa pontinha é fascinante… ah, isso é!

Coliseu visto do Palatino
Tão grande que fica difícil até de enquadrar na foto

 

 

Coliseu: um pouquinho da sua história

Há dois mil anos atrás começava a história de uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno. O Anfiteatro Flaviano – popularmente conhecido como Coliseu – começou a ser construído pelo Imperador Vespasiano no ano de 72 d.C, durante a Dinastia Flaviana. Sua construção durou 8 anos e em 80 d.C o seu filho, Imperador Tito, inaugurou o que viria a ser um dos lugares mais visitados no mundo. Mas para entender como isso tudo começou e porque o Coliseu foi construído, vamos voltar mais um pouquinho no tempo.

Nos anos de 54 a 68 d.C Roma foi governada por Nero e seu império foi marcado pela tirania. Um grande incêndio atingiu a cidade em 64 d.C e Nero foi o acusado. Mas nunca conseguiram provar que ele foi o responsável.  Convenientemente, o imperador construiu seu novo palácio justamente em uma área destruída pelo fogo, o que deixou os rumores ainda mais fortes. Nero colocou a culpa nos cristãos e esses, que já eram odiados, começaram a ser perseguidos. Seu império seguiu de forma violenta e polêmica, e em 68 d.C ele perdeu o seu apoio e se suicidou.

 

->Veja todas as dicas sobre a Itália

 

Os próximos anos foram marcados por uma bagunça na política romana. Os imperadores que assumiam o trono não se mantinham no poder – eram assassinados. Vespasiano assumiu o império e deu uma guerra de presente ao povo no intuito de garantir o seu governo. Após o sucesso invadindo Jerusalém, era preciso comemorar e entreter a cidade. Uma grande arena em formato circular com capacidade para quase 80 mil pessoas foi construída exatamente no local onde se encontrava o palácio de Nero. Sua arquibancada feita em mármore era separada por classes e se espalhava pelos três anéis inferiores. Para os membros do senado e magistrados foi construído um pódio. E em 3 minutos era possível evacuar todos que estivessem lá dentro através de um perfeito sistema de escadas.

Vista ampla dos anéis do Coliseu
Todos os anéis do Coliseu, um pequeno vislumbre dos seus subterrâneos e o que restou dos assentos do pódio em mármore à direita.

 

-> Confira os melhores hotéis com excelentes tarifas próximos ao Coliseu. Fazendo a sua reserva através desse link você não pagará nenhuma taxa a mais por isso e ainda ajuda o blog a continuar no ar.

 

Durante anos o anfiteatro recebeu eventos, alguns tão grandes que chegavam a durar dias. Muitos prisioneiros de guerra, escravos e autores de crimes batalharam entre si e contra animais em um verdadeiro banho de sangue. O banho de água também se fazia presente, mas não no sentido literal da palavra. A construção do Coliseu foi feita de forma que os seus subterrâneos eram alagados para o local sediar batalhas navais. Ao final dos eventos, vinho, comida e a carne dos animais mortos em batalhas eram servidos ao povo. Um verdadeiro pão e circo que já inspirou as telinhas do cinema, como no filme O Gladiador.

Em 523 d.C as atividades no Coliseu foram encerradas. O anfiteatro entrou em um período de abandono e além de sofrer com terremotos e incêndios, também foi alvo de saques. Muitos de seus materiais foram retirados e chegaram a fazer parte da construção de várias igrejas de Roma. No século XVII a Igreja Católica passou a defender o local em respeito aos milhares de cristãos que morreram nas batalhas, tornando a arena um ícone de peregrinação.

Anfiteatro Flaviano
Imaginem a felicidade de conhecer esse lugar?

 

 

Como comprar ingresso para o Coliseu de Roma?

Já começo esse tópico dizendo para você comprar os ingressos com antecedência. Sério, levem essa dica a ferro e fogo. As filas nas bilheterias do Coliseu são enormes e você não vai querer passar por isso. O site que vende os ingressos para o anfiteatro é o Coop Culture e o valor para compra online é de 12€ + 2€ de taxa administrativa. O legal é que o ingresso é válido para dois dias e também te dá direito a entrada no Fórum Romano e no Palatino. Ou seja, dá para visitar o Coliseu em um dia e deixar para conhecer o Fórum Romano com calma no outro dia. Infelizmente não tínhamos tempo suficiente e visitamos tudo no mesmo dia. Foi um corre-corre danado que não recomendo a ninguém. Só vale lembrar que o ingresso só dá direito a entrar uma vez em cada atração.

 

 

-> Você sabia que o seguro viagem é obrigatório para quem visita a Europa? Compre o seu seguro com a Seguros Promo e tenha 5% de desconto usando o código CARIOCA5

 

 

 

Como é a visita?

Esse ingresso mais simples não dá direito a nenhuma visita guiada. Também não há nenhuma hora marcada para o seu passeio.Você terá acesso ao primeiro e ao segundo anel do anfiteatro e à área externa, que conta com algumas exposições.

Segundo anel do coliseu
Uma das melhores vistas do segundo anel do Coliseu. Mas é bem concorrida rs

Comprando o ingresso antecipadamente basta você entrar na fila para os detectores de metais. Passando dessa fila você entrará em outra para trocar o seu voucher. Acredite, todo esse processo é bem mais fácil do que deixar para comprar o seu ingresso na hora.  Chegue cedo independente de não haver hora marcada pois com o passar do tempo essas filas ficam beeem longas. Fora que entrar no Coliseu sem ele estar lotado de gente é outra categoria! rs.

 

-> Conheça Trastevere, um dos lugares mais autênticos de Roma.

 

Há outros ingressos disponíveis?

Sim, há outros tipos de visitas disponíveis no Coliseu e você também deve comprá-las no site da Coop Culture. A boa é aproveitar que o anel superior foi reaberto e combinar esse tour com a sua visita. Nós fizemos isso e ainda visitamos os subterrâneos, e foi algo que valeu a pena demais! A visita guiada aos subterrâneos, ao anel superior e ao terraço do anfiteatro custa 15€ + 2€ de taxa administrativa. E vale cada eurozinho mais o IOF do cartão de crédito! rs. Você pode conferir como foi nossa visita lendo esse texto aqui.

Uma outra opção é fazer o tour chamado Coliseu by Night. Você visitará essa maravilha a noite, toda iluminada e vazia. Que maravilha! Esse passeio custa 20€. A única coisa meio chata é que a compra de qualquer um desses tours não tira a necessidade de comprar o ingresso de admissão geral. Ou seja, os 12€ serão certos, a não ser que… leia o próximo tópico.

 

Tem algum jeito de furar a fila no Coliseu sem comprar o ingresso antecipado?

Tem sim, senhor! Os passes de transporte públicos são muito comuns na Europa. Eles geralmente dão descontos ou até mesmo entrada grátis em algumas atrações. Nós já utilizamos esse tipo de passe em Berlim e em Viena e tínhamos transporte público ilimitado e descontos em várias atrações.

Em Roma nós usamos o Roma Pass de 72 horas. Ele nos dava direito a entrada (sem filas) em duas atrações. É claro que uma delas foi o Coliseu. Se você pretende visitar vários lugares que estão incluídos no passe e pretende ficar 3 dias na cidade, vale a pena. Também iremos fazer um post bem explicadinho sobre os passes em Roma.

 

Se ainda assim você quiser arriscar e comprar seu ingresso na hora…

Se você quiser arriscar e comprar o seu ingresso na última hora, a dica é comprar nas bilheterias do Palatino. Várias pessoas relatam ser mais vazia do que a do Coliseu. Bom, nós não testamos mas caso você teste e dê certo, volta aqui pra contar pra gente a sua experiência, tá?

Coliseu e Palatino
Estão vendo aquele tanto de gente ali em fila para comprar o ingresso? Boa sorte!

 

Como chegar no Coliseu:

O jeito mais fácil de chegar no Coliseu é utilizando a linha B do metrô e descendo na estação Colosseo. A estação fica bem de cara para o anfiteatro e não há erro. Há linhas de ônibus e de trem passando perto do local. Consulte o Google Maps para saber qual é a melhor opção de acordo com o local que você está hospedado.

 

 

 

♦PLANEJE A SUA VIAGEM♦

 

  • Reserve a sua hospedagem através do Booking e tenha opções de pagamento mais flexíveis. Mas caso você queira parcelar a sua hospedagem, confira todas as opções de parcelamento do Hoteis.com.
  • Alugue o seu carro com até 60% off, com parcelamento no cartão de créditosem cobrança de IOF e com os valores em reais pela RentCars
  • Ganhe 5% de desconto no seu seguro viagem usando o cupom CARIOCA5 em pagamentos à vista na Seguros Promo. Caso opte pelo pagamento em cartão crédito você pode parcelar em até 12 vezes sem juros.

 

 

 

 

Compartilhar

Dhebora Sancho

Carioca de nascimento. Educadora Física de profissão. Viajante de coração. Apaixonada pelas coisas simples da vida e intrigada pelas complexas. Costuma dizer que adora um sol, mas não dispensa os dias nublados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

* Checkbox GDPR / Regulamento Geral de Proteção de Dados do Usuário

*

Concordo / I agree