Atualizado em

Vistas panorâmicas, ruas charmosas e um lago com uma orla para ninguém botar defeito. De fato, Lugano é mesmo uma cidade encantadora. Bem na fronteira com a Itália, em uma região chamada Cantão de Ticino, a cidade mais italiana da Suíça agrada tanto àqueles que fazem um bate e volta, como os que gostam de ficar um pouco mais. Nós passamos duas noites por lá e vamos contar o que fazer em Lugano. E já adianto que essas dicas servem tanto para quem vai pernoitar, como para quem vai ficar apenas 1 dia.

Confirao que fazer em Lugano
Apreciar as belas paisagens já é uma dica para o que fazer em Lugano

O que fazer em Lugano, na Suíça

Não é brincadeira quando dizemos que Lugano é um cantinho italiano dentro da Suíça. Desde o idioma oficial até os nomes dos estabelecimentos, tudo remete à Itália. Tá, nem tudo, já que o Franco Suíço como moeda oficial está ali para nos lembrar a todo momento que, apesar de inúmeros fatores, estamos em território suíço. Inclusive, se tem algo que realmente te fará acreditar que está na Suíça é o preço das coisas.

Dica importante: embora a moeda oficial seja o Franco Suíço, alguns lugares aceitam numa boa o Euro. No entanto, a cotação costuma ser bem ruim. O ideal é você fazer a troca da moeda em alguma casa de câmbio da cidade. Troque aos poucos para não correr o risco de sobrarem Francos Suíços ao final da sua estadia.

Aliás, definitivamente, foi a cidade mais cara do nosso roteiro que começou lá no Porto, em Portugal, passou pelas montanhas Dolomitas na Itália e se encerrou aqui, com chave de ouro. Mas, não se assustem com a forma de falar dessa mochileira-muquirana. Dá pra conhecer a cidade sem gastar um rim. E, inclusive, é uma boa oportunidade para experimentar alguns produtos tipicamente suíços, como alguns queijos, por exemplo.

Lugano, Suíça
Há várias lojas na cidade

Para os que são mais diretos e querem saber logo o que fazer em Lugano, saibam que atividades não faltam, principalmente ao ar livre. Diversos parques e mirantes estão à sua espera! Ah, e claro, há o famoso Lago de Lugano também! Há ainda museus, bons restaurantes, cassino e lojas de grife para aqueles que estão com uma folguinha no orçamento. E para facilitar, vamos sugerir os passeios de acordo com o tempo que você tem disponível. =)

Lago de Lugano
Lago de Lugano

Caso você tenha apenas 1 dia em Lugano

Como Lugano fica bem na fronteira da Itália com a Suíça, muitas pessoas acabam fazendo somente um bate e volta até lá. Milão está apenas há uma hora de distância, enquanto Como está a cerca de 40 minutos. Ou seja, cabe perfeitamente um passeio saindo dessas cidades italianas até Lugano. Se esse é o seu caso, confira uma sugestão de atrativos para você curtir o dia.

1 – Piazza della Riforma

A Piazza della Riforma é a principal praça da cidade. É nela que se encontra o Pallazo Cívico de Lugano, ou seja, a prefeitura. No seu entorno há diversos bares e restaurantes, além de lojas dos mais diversos tipos. Também é aqui onde ocorre o Mercado de Natal no fim do ano.

Piazza della Riforma
Árvore de Natal sendo montanda na Piazza della Riforma

2 – Lungolago

Já falei lá em cima que Lugano tem um lago incrível, né? Então, a sua orla é um dos passeios mais indicados quando procuramos o que fazer em Lugano. Sério, gente! É uma delícia caminhar pela orla do Lago de Lugano, carinhosamente chamada de Lungolago. Mesmo com o tempo completamente nublado, foi uma das coisas que nós mais curtimos fazer por lá.

Lungolago
Há vários cantinhos como esse ao longo do Lago de Lugano

3 – LAC – Lugano, Arte e Cultura

O LAC é um centro cultural com sala de concertos, teatro e museu de arte. A estrutura do lugar por si só já chama atenção, já que é algo extremamente moderno. Não chegamos a entrar pois estava fechado para um evento. Mas vimos em algumas fotos que o local proporciona uma vista muito bonita para o lago.

LAC Lugano
LAC de Lugano

Contrastando com o museu, bem ao seu lado, tem a Igreja Santa Maria degli Angioli. Para quem curte esse tipo de passeio, também vale a pena visitá-la.

4 – Cassino de Lugano

Quem quiser tentar a sorte, que tal dar um pulinho no Cassino de Lugano? Como nosso dinheiro estava curto, achamos melhor não arriscar e passamos longe! haha. No entanto, pode ser uma boa oportunidade de conhecer um cassino caso você ainda não tenha entrado em nenhum. Para maiores informações, consulte o site oficial.

Cassino de Lugano
Cassino de Lugano (Foto: www.ticino.ch)

5 – Parco Ciani

O Parco Ciani é um parque lindo e super arborizado. Recomendo demais um passeio até ele, até porque, a vista que você terá das montanhas em conjunto com o lago será incrível. Nele há praias e bastante patos, mas os bicinhos são fofos e não incomodam em nada.

Parco Ciani Lugano
Entardecer lindo no Parco Ciani
Parco Ciani
O famoso portão para o lago fica nessa área

6 – Jato d’Água

Não que essa seja uma das atrações imperdíveis da cidade, mas certamente estará em todas as listas do que fazer em Lugano e, é no mínimo interessante. Trata-se literalmente de um jato d’água saindo de dentro do lago. Dizem ser uma miniatura do que tem em Genebra. O jato fica na outra ponta da orla do lago, bem perto do Hotel Ibis, na ponta oposta do Parco Ciani.

Caso você tenha 2 ou mais dias em Lugano

Se por acaso você pretende pernoitar na cidade, – o que nós super recomendamos – confira outras opções imperdíveis do que fazer em Lugano:

7 – Monte bree e Monte San Salvatore

O Monte Bree e o Monte San Salvatore são duas montanhas com vistas panorâmicas da cidade. Infelizmente o San Salvatore estava fechado quando estivemos por lá, mas visitamos o Monte Bree e ficamos apaixonados com o lugar – e com a paisagem! Contamos tudo aqui no post Monte Bre, em Lugano: tudo o que você precisa saber para visitá-lo

Monte Bree em Lugano
Visual de um dos mirantes do Monte Bree

8 – Passeio de barco para Gandria e/ou Morcote

Acabamos não fazendo nenhum passeio de barco, mas duas dicas imperdíveis são os passeios para Gandria e para Morcote, dois vilarejos à beira do lago e aos pés das montanhas. Para maiores informações sobre valores e horários, consulte o site oficial da empresa que realiza esses trajetos.

-Dica importante: se você é daqueles que pula cedo da cama para passear enquanto está viajando, talvez consiga fazer um passeio de barco ou então visitar um dos montes mesmo que pretenda fazer apenas um bate e volta. Para isso, recomendamos que você chegue em Lugano o mais cedo possível.

9 – Lido de Lugano (caso você visite a cidade no verão)

Essa é uma dica que eu acredito que só vale a pena casa você visite a cidade durante o verão. O Lido é um centro esportivo que conta com piscina, praia e toda estrutura completa para você curtir um dia de calor. É claro que toda essa organização e comodidade tem um precinho e custa 11 Francos Suíços (adultos), cerca de 9,80€.

Lido de Lugano
Lido de Lugano (Foto: www.ticino.ch)

Como chegar em Lugano

Como Lugano fica pertinho da Itália, nós aproveitamos para dar uma esticada após o nosso roteiro pelos Alpes Italianos. Chegamos na cidade após um pernoite em Milão, através de um ônibus da Flixbus. Pagamos cerca de 8€ em cada trecho (ida e volta) e a viagem foi bem tranquila, durou em torno de uma hora. Há também a opção de ir de trem e a passagem custa cerca de 24€ cada trecho pela Trenitalia. Ou seja, se você quer economizar, vá de busão! haha

De destinos da Suíça como Lucerna, Berna, Zurich e Genebra os trajetos giram em torno de 2h, 3h20min, 2h e 5h, respectivamente. Para checar demais pontos de partida e preços, confira o site oficial da companhia de trem do país.

Como se deslocar na cidade

Depois de saber o que fazer em Lugano você deve estar pensando em como se deslocar por lá. Nesse ponto, não há motivo algum para preocupação. Como a cidade é muito bem organizada, as linhas de ônibus e tram funcionam perfeitamente e você não terá problemas em relação a isso. Entretanto, é justamente nesse ponto que surge uma vantagem muito boa para quem pernoita em algum dos hotéis da cidade. Passando uma noite em hotel/hostel/qualquer coisa do tipo, você tem o direito de usar o transporte público de forma gratuita através do Ticino Ticket. Além disso, ele dá descontos em diversas outras atrações.

Acabei de chegar em Lugano, ainda não troquei os meus euros e preciso comprar um bilhete do transporte público. O que fazer? Fique tranquilo pois todas as máquinas que vendem tickets de transporte aceitam euro, porém, o troco vem em franco suíço.

Para usá-lo é muito simples. O próprio hotel se encarregará de imprimi-lo e em seguida bastará você preencher os seus dados e andar com o ticket a todo momento que utilizar o transporte. Não é necessário validar e nem nada do tipo. Ufa! Um custo a menos em um dos países mais caros da Europa! haha. Aliás, já li por aí que outras cidades da Suíça também fazem o mesmo. Caso você saiba de alguma, deixa aqui nos comentários pra gente. =)

Onde se hospedar em Lugano

Uma das vistas mais bonitas de Lugano é para o lago. Isso é fato. Por isso, seria uma excelente ideia se hospedar de frente para ele. Imagina acordar com aquele visual? No entanto, é justamente nessa região que se encontram os hotéis mais caros da cidade. Caso você esteja disposto a gastar um pouquinho mais com isso, sugiro dar uma olhada nos hotéis The View e Splendide Royal. Agora, se assim como nós, você precisa de algo mais econômico, temos algumas dicas de hospedagens em Lugano que possuem um bom custo x benefício.

Nós ficamos hospedados no Lugano Center Guesthouse, um aparthotel bem equipado a uma caminhada de cerca de 20 à 30 minutos do centrinho. Se você não gosta de andar, não tem problema. Tem um ponto de ônibus praticamente em frente ao hotel e em 10 minutos você estará na Piazza della Riforma. Há mercado nas proximidades, além de uma loja de conveniência onde era possível fazer o câmbio da moeda com uma boa cotação. Outras opções mais democráticas financeiramente para você considerar são o San Carlo Garni e o Minerva Apartments. Ah, e se você curte hostels, dê uma olhada no Hotel & Hostel Montarina e o Savosa Youth Hostel!

Hospedagem em Lugano
Lugano Center Guesthouse, nossa opção de hospedagem em Lugano

Qual é a melhor época para visitar a cidade

Lugano é um local que pode ser visitado o ano inteiro! Durante o verão você pode aproveitar as trilhas, a caminhada ao ar livre e o mergulho no lago. Já na primavera, como a cidade é bastante arborizada, dizem que as ruas ficam lindas cheias de flores. Lugano no inverno não é sinônimo total de neve, já que são raros os dias nevados – isso faz de lá um lugarzinho de fuga para quem quer fugir das temperaturas baixíssimas do país. Entendam, não é que não faça frio, mas é menos que em outros destinos da Suíça. Haha. Nós visitamos a cidade durante o outono e já estava um friozinho de leve, mas nada de absurdo. A paisagem estava típica dessa época do ano, com as árvores em tons amarelos e laranjas. Coisa mais linda!

♦PLANEJE A SUA VIAGEM♦

  • Reserve a sua hospedagem através do Booking e garanta as melhores tarifas. Fique tranquilo porque reservando através do nosso blog você não pagará nenhuma taxa extra. E além disso ainda nos ajuda a mantê-lo no ar, criando cada vez mais conteúdos gratuitos e de qualidade.
  • Alugue o seu carro com até 60% de desconto. Parcele no cartão e sem cobrança de IOF pela RentCars. Além disso, todo o valor é gerado em reais.
  • Viaje conectado! Compre seu chip de celular da Yes Brasil com internet 4G para usar no exterior.
  • Compre seus ingressos antecipados através da Tiqets e evite filas nas atrações mais famosas do mundo.
  • Reserve os melhores passeios e experiências com a Get Your Guide.

Compartilhar
Autor

Carioca de nascimento. Educadora Física de profissão. Viajante de coração. Apaixonada pelas coisas simples da vida e intrigada pelas complexas. Costuma dizer que adora um sol, mas não dispensa os dias nublados.

2 Comentários

  1. Muito bom esse post de vocês! Da maior vontade de conhecer essa cidade. Mas só depois que juntar uma boa grana, pelo visto é bem cara. Heheh.

Escreva um comentário