Atualizado em

Um palacete com uma piscina no meio, uma vista para o Corcovado e caminhos por entre jardins bucólicos. Poderia ser facilmente um cenário típico usado na televisão. Aliás, é! O Parque Lage é tão incrível que já figurou clipes de cantores internacionais como Black Eyed Peas e Snoop Dogg. Localizado no Jardim Botânico, um bairro calmo da cidade, esse é um passeio perfeito para quem quer curtir o dia ao ar livre em meio à natureza, seja você turista ou morador do Rio de Janeiro.

Parque Lage
Parque Lage, aos pés do Morro do Corcovado

A história do Parque Lage

Somente em 1957 o Parque Lage se tornou público, porém a sua história começou há muito tempo. Antigamente o local fazia parte do Engenho Del Rey, um antigo engenho de açúcar, e suas terras eram tão grandes que iam até as proximidades da Lagoa Rodrigo de Freitas.

Na metade do Século XIX as terras onde hoje se encontram o Parque Lage foram compradas por um nobre inglês. Este, por sua vez, contratou um paisagista também inglês para fazer um jardim tal qual o estilo europeu. Ao longo dos anos a chácara teve diversos donos, até finalmente ser comprada por Henrique Lage. Aliás, o nome original do lugar é Parque Henrique Lage, mas a gente abrevia para ficar mais fácil.

Henrique era casado com uma italiana e em sua homenagem remodelou a arquitetura da propriedade se inspirando nos antigos palácios romanos. Inclusive muitos mármores, azulejos e demais itens utilizados na construção do palacete que se encontra dentro do parque foram trazidos da Itália. No entanto, os tempos de dívidas chegaram e Henrique Lage teve que se desfazer da propriedade. Então, em 1957 o parque foi tombado Patrimônio Cultural, Ambiental e Paisagístico da cidade.

Parque Lage
Mais um pedacinho do Parque Lage

O que fazer no Parque Lage

O Parque Lage conta com 52 hectares que fazem parte do Parque Nacional da Tijuca. Dentro deles há vários jardins geométricos, lagos e muita natureza. Também há chafarizes, parque infantil, ilhas artificiais e até mesmo aquários em algumas paredes. Ou seja, é um lugar para você passear e relaxar, até nos dias em que o parque tem mais visitantes. Inclusive, muitas pessoas aproveitam para fazer um piquenique e até mesmo comemorar aniversários ao ar livre. Além disso, também é muito comum ver ensaios fotográficos, já que o local é de fato fotogênico.

Jardins do Parque Lage

Também existem algumas trilhas pelo parque, tanto pequenas como maiores em distância. Das trilhas longas, a mais famosa é a Trilha do Corcovado, que em mais ou menos 3 horas te levará do parque até perto do Cristo Redentor. Vale ressaltar que a trilha é considerada moderada e caso você queira fazê-la também é ideal checar as questões de segurança. Por outro lado, é possível ver o Cristo Redentor de diversos pontos do Parque Lage, mas a visão mais famosa é a que temos de dentro do palacete.

Parque Lage
Piscina dentro do palacete

Assim como o Forte de Copacabana, o Parque Lage também conta com um café da manhã famoso na cidade. O responsável por essa orgia gastronômica é o Plage Café, que serve essa e demais refeições à beira da piscina e forma grandes filas, principalmente nos finais de semana.

A parte histórica não fica para trás, já que as ruínas do antigo engenho de açúcar ainda se encontram por lá é também é possível ver a cavalariça, que é da época em que o lugar ainda era uma chácara.

Escola de Artes Visuais

Desde 1975 o parque é casa da EAV, a Escola de Artes Visuais do Parque Lage. A instituição oferece diversos cursos que abrangem as artes visuais contemporâneas e as expressões artísticas, como música, dança e teatro, entre outros. Confira mais informações sobre os cursos aqui.

Onde fica o Parque Lage e como chegar

O Parque Lage fica no bairro Jardim Botânico, na Zona Sul do Rio de Janeiro e é super acessível via transporte público. Diversas linhas de ônibus passam próximo ao local, entre elas a 439, 410, 416 e 409. De metrô também é fácil chegar, basta apenas pegar a Linha 1 ou 2 sentido Botafogo, em seguida pegar o metrô de superfície sentido Gávea e descer na estação Hospital da Lagoa. Por outro lado, quem vai de carro deve procurar estacionamento nas redondezas, já que o parque não conta com esse serviço. Nós fomos de carro e achamos vaga rápido. Para quem quer mais comodidade, é possível contratar passeios que passam pelo parque, pelo Jardim Botânico e pela Floresta da Tijuca.

Horários de funcionamento, dicas e informações importantes

O Parque Lage funciona diariamente das 8:00 às 17:00 e a entrada é gratuita. Há visitas guiadas de terça a sexta, às 14:00 e sábado às 12:30. Além disso, é possível alugar o local para eventos. Para maiores informações sobre os valores, consulte o site oficial.

SIGA AS NOSSAS REDES SOCIAIS E NOS ACOMPANHE EM TEMPO REAL =)
– Instagram: @cariocasemfronteiras
– Facebook: /cariocasemfronteiras

♦PLANEJE A SUA VIAGEM♦

  • Reserve a sua hospedagem através do Booking e garanta as melhores tarifas. Fique tranquilo porque reservando através do nosso blog você não pagará nenhuma taxa extra. E além disso ainda nos ajuda a mantê-lo no ar, criando cada vez mais conteúdos gratuitos e de qualidade.
  • Reserve seus hostels através do Hostelworld e garanta a sua hospedagem nos melhores hostels do mundo.
  • Reserve um apartamento através do AirBnb e ganhe até 179 reais em crédito na sua primeira reserva pelo site.
  • Compre seu seguro viagem com a Real Seguros e tenha os maiores descontos e as melhores formas de pagamento, inclusive parcelando em várias vezes no cartão de crédito
  • Reserve os melhores passeios e experiências com a Get Your Guide e com a Civitatis.
  • Alugue o seu carro com até 60% de desconto. Parcele no cartão e sem cobrança de IOF pela RentCars. Além disso, todo o valor é gerado em reais.
  • Viaje conectado! Compre seu chip de celular Viaje Conectado da Yes Brasil com internet 4G para usar no exterior.
  • Compre seus ingressos antecipados através da Tiqets e evite filas nas atrações mais famosas do mundo.

Autor Dhebora Sancho

Carioca de nascimento. Educadora Física de profissão. Viajante de coração. Apaixonada pelas coisas simples da vida e intrigada pelas complexas. Costuma dizer que adora um sol, mas não dispensa os dias nublados.

Deixe um comentário