Atualizado em

Apesar de ser um famoso destino de inverno na América do Sul, Bariloche no verão tem tudo para te impressionar. Esqueça as montanhas branquinhas e a neve caindo! Com temperaturas mais agradáveis, preços convidativos, céu azul e lagos esplêndidos, esse cantinho da Patagônia te espera de braços abertos. Não é por menos que os argentinos amam visitar a cidade durante essa época do ano, já que o visual consegue ser ainda mais espetacular. Nós estivemos por lá durante a semana de carnaval e vamos te dar 11 motivos para você comprar as passagens e arrumar as malas!

Isla Victoria em Bariloche
Uma das praias na Isla Victoria, ótimo lugar para curtir Bariloche no verão

E o que tem de bom em Bariloche no verão?

Visitar Bariloche é bom independente da época do ano. Isso é fato. Mas o que muitos não sabem é que a cidade tem uma vida própria que vai muito além do esqui e demais esportes de neve. Bariloche no verão é vibrante, colorida e cheia de passeios para todos os gostos.

1 – Se apaixonar com os mirantes do Circuito Chico

O Circuito Chico é um dos passeios mais clássicos porque ele passa por diversos pontos turísticos da cidade. São eles: Cerro Campanário, Colonia Suíça, Punto Panorâmico, Bahia Lopez, Hotel Llao Llao e Puerto Pañuelo. Ao longo do caminho, mirantes incríveis para os lagos e montanhas da região ganham um certo quê especial durante um roteiro por Bariloche no verão. Nós fizemos esse passeio por conta própria, já que estávamos com um carro alugado. No entanto, diversas agências de turismo o oferecem por lá. Contamos aqui no blog como foi a nossa experiência fazendo o Circuito Chico com um carro alugado.

Bahia Lopez durante Bariloche no verão
Bahia Lopez, no Circuito Chico

2 – Andar de teleférico e apreciar o visual verde vivo do Cerro Campanário

O Cerro Campanário é um dos pontos turísticos principais de Bariloche. Aqui, a graça é subir de teleférico, apreciando o visual desde o início do passeio. Afinal, estamos entre as montanhas e lagos da Patagônia. Ou seja, o que não falta é cenário bonito! No topo do cerro é possível ver o Lago Nahuel Huapi através de dois mirantes e até mesmo outras cidades vizinhas. Além disso, existem alguns circuitos de caminhada que te levam até outros pontos panorâmicos. Há ainda uma cafeteria toda de vidro, com um visual daqueles!

Cerro Campanário durante o verão em Bariloche
Visual incrível do Cerro Campanário no verão de Bariloche

3 – Navegar pelo Lago Nahuel Huapi e curtir as suas ilhas

O Lago Nahuel Huapi é o maior lago de Bariloche e por isso, ele é o principal da cidade e até mesmo da região em si. Como ele é um dos protagonistas do lugar, existem alguns passeios de navegação em suas águas. Entre eles, destacam-se a Navegação até a Isla Victoria e a Navegação até Puerto Blest. Para quem quer aproveitar Bariloche no verão, indicamos fortemente um dos dois passeios – ou os dois, por que não? rs. Nós fomos até a Isla Victoria, uma ilha linda, com praias de lago paradisíacas, trilhas e muita natureza!

DICA: a Brasileiros em Ushuaia, empresa parceira aqui do blog, também opera passeios em Bariloche e demais cidades da Argentina. Eles oferecem a Navegação até a Isla Victoria e Bosques de Arrayanes e também a Navegação até Puerto Blest e Cascada de Los Cantaros com possibilidade de parcelamento no cartão crédito. Outra empresa confiável para comprar online esses mesmos passeios é a Civitatis, no entanto, não há a opção de parcelamento.

4 – Beber uma gelada em alguma cervejaria local

Nada melhor do que beber uma boa gelada durante sua viagem por Bariloche no verão, certo? Como a cidade é uma grande produtora de cerveja, é possível encontrar diversas cervejarias por lá. Entre elas, a Cervejaria Patagônia é uma das mais famosas e visitadas. Como se não bastasse ser uma produtora de altíssima qualidade, ela ainda se encontra em um dos pontos mais bonitos da região. Localizada em um amplo terreno que conta até mesmo com uma plantação de lúpulo, o local possui um biergarden diferenciado com uma vista incrível para o Rio Negro.

Cervejaria Patagonia Bariloche
Várias mesinhas de frente para o Rio Negro

5 – Bariloche no verão tem tarifas de hospedagem mais baixas. Aproveite-as!

Uma coisa é certa: Bariloche no verão fica mais em conta! Como o inverno é altíssima temporada na cidade, tudo fica ainda mais inflacionado. Por outro lado, durante os meses de verão é possível encontrar boas promoções em relação às hospedagens. Para vocês terem uma ideia, ficamos hospedados na Hosteria Piuké, bem pertinho do centro, e pagamos cerca de 750 reais em três diárias. Entretanto, nos meses de junho, julho e agosto o preço para a mesma quantidade de dias fica algo em torno de 1000 reais.

Hosteria Piuké / Foto – Booking

MAIS DICAS DE HOSPEDAGEM EM BARILOCHE:

Nós ficamos na Hosteria Piuké e adoramos. Apesar de simples, era muito confortável, tinha café da manhã incluído e era perto de tudo. Entretanto, existem outras boas opções na cidade com um bom custo x benefício. Dê uma olhadinha no Antiguo Solar Bed & Breakfast, no Hotel Eco Max, no Tangoinn Downtown, no Hotel Tierra Gaucha e no Las Marianas Hotel, que também são muito bem localizados e possuem boas tarifas. Para quem curte hostel, o Patagonia Jazz Hostel, o La Justina Hostel, o Berkana Hostel e o Hopa são os melhores avaliados por lá!

Por outro lado, se você procura algo mais requintado, o Llao Llao Resort, o Charming Luxury Lodge & Private Spa, o Alma del Lago, o Design Suites e o NH Edelweiss são boas pedidas! Mas se você prefere apartamentos, Bariloche tem vários deles e no Booking há muitos disponíveis. Ou então, reserve através do AirBnb. A plataforma é super confiável e nós ainda te damos até 179 reais de desconto na sua primeira reserva!

6 – Ir até a base da montanha mais alta da região

O Cerro Tronador é um vulcão com mais de 3.400 metros de altitude e, consequentemente, a montanha mais alta da região. Localizado quase na divisa com o Chile, esse também é um dos passeios muito procurados pelos viajantes que visitam Bariloche no verão. Como nessa época do ano o cenário já não tem mais tanta neve, o percurso fica mais tranquilo e as paisagens ainda mais vivas. O passeio passa pelo Lago Gutierrez, pelas praias do Lago Mascardi, pelo Rio Manso, entre outros belíssimos pontos de Bariloche. Infelizmente, tivemos que deixar para conhecer o Cerro Tronador para uma próxima vez em Bariloche, pois o dia em que reservamos para ele amanheceu chovendo. Mas ainda assim, não podemos deixar de recomendá-lo aqui no blog. Vale ressaltar que é possível fazê-lo tanto por conta própria, com carro alugado, como através de agências de turismo.

Cerro Tronador (Foto: www.brasileirosemushuaia.com.br)

7 – Fazer uma das rotas mais bonitas da Patagônia Argentina

A Rota dos 7 lagos é um dos trajetos mais cênicos da Patagônia Argentina. O percurso que liga as cidades de San Martin de Los Andes e Villa La Angostura, vizinhas de Bariloche, passa por lagos e mirantes incríveis. Fazer esse trecho durante o verão te garantirá dias muito bonitos cheios de lagos azuis e verdes. Aliás, vale ressaltar que você verá mais de 7 lagos ao longo do caminho e ainda por cima, terá uma bela de uma visão panorâmica para uma cachoeira. A propósito, essa rota pode ser feita tanto com um carro alugado quanto através de passeios fechados com agências. Fizemos de carro e em breve contaremos tudo aqui no blog pra vocês.

8 – Nadar nas praias é um dos grandes motivos para viajar para Bariloche no verão

Apesar de não ter mar, Bariloche tem diversas praias de lago com águas cristalinas. Tá, tudo bem que você não encontrará temperaturas mornas como no nosso Nordeste, no entanto, durante o verão é possível se banhar sem correr o risco de uma hipotermia. Em alguns lugares, elas chegam até mesmo a ter temperaturas bem agradáveis, como no Lago Moreno, por exemplo. Mas a mais famosa de todas é Play Bonita, que conta com bares e restaurantes próximos, além de banheiros e salva-vidas.

Playa Bonita (Foto: www.welcomeargentina.com)

9 – Visitar as cidades vizinhas

Que a Patagônia Argentina é cheia de cidades encantadoras vocês já devem imaginar, mas o melhor nisso tudo é que algumas delas ficam bem pertinho de Bariloche. Ou seja, dá pra fazer um passeio de bate e volta ou então, esticar a viagem e aproveitar pra pernoitar. Boas opções que estão bem ali pertinho são San Martin de Los Andes e Villa La Angostura. Inclusive, se você estiver com carro alugado pode aproveitar para encaixar a Rota dos 7 Lagos no meio do caminho. Aliás, se você tiver pique pode até seguir viagem em direção ao Chile, para Pucón ou Puerto Varas, distantes cerca de 5h e 4h de Bariloche.

10 – Passear pelo Centro Cívico

Para aqueles que não abrem mão de bater perna nas principais ruas da cidade, o Centro Cívico de Bariloche é uma graça. Você encontrará vários bares, cafeterias, restaurantes e lojas dos mais diversos tipos. Vale a pena reservar algumas horinhas do dia para andar um pouco por ele.

Centro Cívico de Bariloche
Centro Cívico de Bariloche

11 – Bariloche no verão é sinônimo de trilhas, esportes de aventura e ecoturismo

Se você gosta de ecoturismo e pretender ir para Bariloche no verão, saiba que essa é a melhor época do ano para se jogar nas trilhas e nos esportes de aventura. Na maioria das praias de lago há a possibilidade de fazer stand up pedal, andar de caiaque, praticar windsurf e kitesurf, entre outras atividades aquáticas.

De níveis fáceis, os amantes das trilhas podem fazer uma que leva até o Cerro Llao Llao e à Villa Tacul, com aproximadamente 1h20min de duração, ou então uma caminhada ainda mais rápida e tranquila de 20 minutos até o Lago Escondido. Por outro lado, já com um nível mais elevado de dificuldade há a ascensão até o cume do Monte Tronador e a Travessia dos Quatro Albergues, que dura em torno de 4 a 5 dias e liga os albergues Frey, Jacob, Laguna Negra e López. Para maiores informações, consulte o site oficial do Turismo de Bariloche.

Dicas importantes para curtir Bariloche no verão

  • Apesar das temperaturas mais agradáveis no verão, ainda assim, estamos falando de uma cidade da Patagônia. Ou seja, não espere calor de 35° porque você não irá encontrar. E de qualquer forma, pode esfriar com o cair da noite. Em Janeiro, por exemplo, a temperatura média varia de 25° durante o dia até 8° à noite.
  • Se atente à previsão do tempo antes da sua viagem. Caso tenha alguma frente fria pra chegar, se prepare para temperaturas baixíssimas durante o dia, mesmo no verão. Nós pegamos uma frente fria no início da viagem e a temperatura chegou a 2°.
  • Apesar de não ser altíssima temporada, você não encontrará a cidade vazia. Os argentinos amam visitar Bariloche no verão. Então, se você quer muito algum hotel específico ou se pretende alugar um carro, reserve com antecedência.
  • Mesmo que as praias de lago tenham águas mais tranquilas em comparação com o mar no geral, tenha em mente que algumas delas são fundas. Por isso, é comum ver áreas específicas demarcadas para o banho. De qualquer forma, muitas delas possuem salva-vidas boa parte do dia.

Como se locomover em Bariloche

Embora o transporte público em Bariloche não seja algo extremamente amplo, há linhas de ônibus que chegam até alguns dos principais pontos turísticos da cidade. No entanto, para a maioria deles é necessário comprar o cartão SUBE, que devem ser comprados em lojas ou quiosques no centro da cidade. Para conferir quais são as linhas da cidade, veja o site oficial do Turismo de Bariloche.

A oferta de táxis e remis também é grande. O primeiro trabalha via taxímetro e possui tarifas dentro do padrão Patagônia, assim como em Ushuaia e El Calafate. Por outro lado, os remis têm valores tabelados de acordo com a distância a ser percorrida. Há ainda a opção de alugar um carro, que para nós, é a melhor forma de se locomover em Bariloche. Nós alugamos o nosso através da RentCars e não tivemos problema algum. Pagamos diretamente em reais, pelo cartão de crédito e sem a cobrança de IOF. Neste ponto, vale somente ressaltar para vocês terem cuidado em relação a deixar pertences dentro do carro enquanto ele estiver estacionado. Há diversos relatos de furtos nesse sentido.

Preciso de Seguro Viagem para viajar para a Argentina?

Apesar de não ser obrigatória a contratação de um Seguro Viagem para viajar para Argentina, nós recomendamos que você jamais faça uma viagem internacional sem um. Primeiro porque caso você tenha qualquer problema de saúde ou até mesmo de bagagem extraviada e cancelamento de voos, você terá toda a assistência necessária. E segundo porque no caso de precisar de um médico ou hospital, os custos são altíssimos. Nós sempre fechamos os nossos com a Real Seguros. A empresa é muito confiáveis, trabalha com excelentes seguradoras e possui tarifas baixas. Além disso, todos os nossos leitores têm desconto em qualquer seguro do site!

PEGUE SEU DESCONTO DE SEGURO VIAGEM NA REAL SEGUROS

Chip de celular em Bariloche

Utilizamos um chip internacional da Yes Brasil Viaje Conectado e adoramos! Já saímos do Brasil com ele e tivemos internet 4G durante toda a viagem, em todas as cidades que visitamos.

SIGA AS NOSSAS REDES SOCIAIS E NOS ACOMPANHE EM TEMPO REAL =)
– Instagram: @cariocasemfronteiras
– Facebook: /cariocasemfronteiras

♦PLANEJE A SUA VIAGEM♦

  • Reserve a sua hospedagem através do Booking e garanta as melhores tarifas. Fique tranquilo porque reservando através do nosso blog você não pagará nenhuma taxa extra. E além disso ainda nos ajuda a mantê-lo no ar, criando cada vez mais conteúdos gratuitos e de qualidade.
  • Reserve seus hostels através do Hostelworld e garanta a sua hospedagem nos melhores hostels do mundo.
  • Reserve um apartamento através do AirBnb e ganhe até 179 reais em crédito na sua primeira reserva pelo site.
  • Compre seu seguro viagem com a Real Seguros e tenha os maiores descontos e as melhores formas de pagamento, inclusive parcelando em várias vezes no cartão de crédito
  • Reserve os melhores passeios e experiências com a Get Your Guide e com a Civitatis.
  • Alugue o seu carro com até 60% de desconto. Parcele no cartão e sem cobrança de IOF pela RentCars. Além disso, todo o valor é gerado em reais.
  • Viaje conectado! Compre seu chip de celular da Yes Brasil com internet 4G para usar no exterior.
  • Compre seus ingressos antecipados através da Tiqets e evite filas nas atrações mais famosas do mundo.

Author

Carioca de nascimento. Educadora Física de profissão. Viajante de coração. Apaixonada pelas coisas simples da vida e intrigada pelas complexas. Costuma dizer que adora um sol, mas não dispensa os dias nublados.

Write A Comment