Atualizado em

Cerca de 110 km separam duas pequenas pérolas da Patagônia Argentina. De um lado, San Martín de Los Andes. Enquanto do outro, Villa La Angostura. Entre elas, a Rota dos 7 Lagos, considerada um dos trajetos mais cênicos da Ruta 40, rodovia que corta a Argentina de fora a fora. Ao longo da estrada, mirantes, lagos e montanhas. Ou seja, o cenário típico e perfeito para quem viaja por essa região. Não importa se por conta própria ou através de uma excursão, fazer esse passeio te deixará com uma dúvida enorme: escolher o lugar mais bonito do percurso. Confesso que não foi fácil, mas já escolhi o meu e conto logo abaixo nesse post completo com tudo o que você precisa saber sobre a rota.

Mirante para o Lago Nahuel Huapi na Rota dos 7 Lagos
Lago Nahuel Huapi, na Rota dos 7 Lagos

Como é a Rota dos 7 Lagos, na Patagônia Argentina

A Rota dos 7 Lagos liga as cidades de San Martín de Los Andes e Villa La Angostura. O trecho, que faz parte da Ruta 40, é uma via de mão dupla completamente asfaltada e bem conservada. Aliás, vale ressaltar que a ruta é a maior do país e corta outras cidades da Patagônia, como El Calafate, por exemplo.

A rota é famosa por abrigar nada mais, nada menos que 7 lagos incríveis da região. Quer dizer, isso sem contar os inúmero mirantes, lagos não oficiais e até mesmo uma cachoeira. Para percorrê-la você pode tanto começar o seu trajeto em San Martín como em Villa La Angostura, pois aqui, de fato, a ordem dos fatores não altera o produto. Entretanto, muita gente aproveita para fazer esse passeio saindo de Bariloche, aumentando o trajeto em mais ou menos uns 80 km. Todavia, vale ressaltar que caso você saia de Bariloche, a rota em si só começará mesmo depois de Villa La Angostura.

Uma boa opção é montar um roteiro de viagem que englobe as três cidades: Bariloche, Villa La Angostura e San Martín de Los Andes (foi o que fizemos). Ou seja, desta forma você consegue fazer um trajeto mais linear, saindo de Bariloche e encerrando em San Martín, e vice-versa. Além, é claro, de incluir uma paradinha em Villa La Angostura com direito à Rota dos 7 Lagos. Como tanto Bariloche como San Martín são assistidas por aeroportos, fica tranquilo de comprar a passagem entrando por uma cidade e saindo pela outra.

Onde se hospedar para fazer a Rota dos 7 Lagos

San Martín de Los Andes

Ficamos em dois hotéis diferentes em San Martín de Los Andes e indicamos ambos. Primeiro nos hospedamos no Hotel Turismo, que apesar de simples, foi suficiente. Os quartos eram confortáveis, tinha café da manhã básico e as tarifas estavam excelentes para a época. Depois ficamos no Manke Apart & Suites, um apart-hotel que embora fique um pouco mais distante do centro, nós adoramos! O apartamento era completo, bem equipado, muito confortável e o local ainda contava com uma piscina aquecida. Outras boas opções são o Hotel Antiguos, a Hosteria del Esquiador, o Bike Hostel e o Sherpa Hostel.

Villa La Angostura

Em Villa La Angostura ficamos na Hosteria Bajo Cero e amamos! Foi a melhor hospedagem de toda a viagem. Como viajamos em família, ficamos em um quarto duplo super charmoso e confortável, enquanto nossas mães ficaram em um apartamento lindo, mas tudo na mesma propriedade! O café da manhã foi excelente também. Outros lugares legais na cidade com bons preços são o Residencial Río Bonito, Apart Hotel y Suite del Sir, o Tierra de Mestizos e o Hostel La Angostura.

Quarto da Hosteria Bajo Cero
Quarto da Hosteria Bajo Cero

Bariloche

Nosso hotel em Bariloche foi a Hosteria Piuké. Embora simples, gostamos muito também. Está localizada bem pertinho do centro da cidade, os quartos são bons, assim como o café da manhã. Além disso, o preço foi um dos mais convidativos da região. Confira também o Antiguo Solar Bed & Breakfast, o Las Marianas Hotel, o Patagonia Jazz Hostel e o La Justina Hostel.

Quarto de casal da Hosteria Piuké – Foto: Booking

MAIS DICAS DE HOSPEDAGEM PARA CURTIR A ROTA DOS 7 LAGOS:

Essas cidades são as melhores bases para você fazer a Rota dos 7 Lagos. Para conferir mais hotéis em cada uma delas, dê uma olhadinha no Booking. O site deles conta com hotéis de todos os tipos, desde os mais baratos e simples aos mais luxosos. Além disso, muitos deles permitem que você realize o pagamento somente quando chegar na acomodação. Entretanto, se você curte se hospedar em apartamentos, que tal alugar um pelo AirBnb? É uma boa opção para quem quer economizar com restaurantes. E para te ajudar ainda mais na economia, através desse link te damos até 179 reais de desconto na sua primeira reserva pelo site.

Pontos oficiais da Rota dos 7 Lagos

Os pontos oficiais de parada na Rota dos 7 Lagos são: Lago Espejo, Lago Correntoso, Lago Escondido, Lago Villarino, Lago Falkner, Lago Machónico e Lago Lácar. No entanto, pela estrada existem vários outros lugares lindos para parar e, inclusive, alguns até aparecem nas placas de informações disponibilizadas ao longo do caminho.

Placa de orientação Rota dos 7 Lagos
Placa de orientação na Rota dos 7 Lagos

Nosso roteiro pela Rota dos 7 Lagos

Como nós fizemos o passeio por contra própria, de carro alugado, paramos em outros lugares além dos oficiais e valeu muito a pena! Fizemos a Rota dos 7 Lagos no sentido Bariloche/Villa La Angostura x San Martín de Los Andes, então, todas as nossas paradas abaixo estão exatamente nessa ordem. Vale ressaltar que durante o trajeto existem paradas diferentes para um mesmo ponto. Ou seja, alguns lagos podem ser vistos tanto dos mirantes como chegando até a beira deles. Então, o roteiro pode mudar um pouquinho de acordo com a sua disponibilidade. Além disso, fique de olho nas sinalizações, pois como em alguns momentos o GPS fica sem sinal, por vezes passamos direito de alguns lugares e tivemos que retornar no meio da estrada mesmo. rs. Já deixar todo o trajeto marcado no Google Maps é uma boa opção para evitar isso. =)

DICA DE ALUGUEL DE CARRO PARA FAZER A ROTA DOS 7 LAGOS

Alugamos o carro pelo site da RentCars, ainda no Brasil. O ponto positivo foi que efetuamos o pagamento online, sem cobrança de IOF, parcelando no cartão de crédito. Não tivemos nenhum problema nas etapas do aluguel (pagamento, retirada e devolução do veículo).

1 – Rio Correntoso, Lago Correntoso e Lago Nahuel Huapi

Nossa primeira parada foi no Rio Correntoso. Com apenas 200 metros de comprimento, dizem os locais que ele é o menor rio do mundo. Será? Como ele liga o Lago Correntoso ao Lago Nahuel Huapi, nós paramos exatamente nesse ponto, onde víamos o Correntoso de um lado, o Nahuel Huapi do outro e o rio entre eles.

As águas do Lago Correntoso são um pouco mais quentes e por isso ele costuma ser bastante procurado para o banho. Porém, não neste ponto, pois como vocês podem ver nas fotos, nós paramos em um lugar onde não é permitido mergulhar. rs.

2 – Lago Espejo Grande e Espejo Chico

A nossa próxima parada foi em um mirante para o Lago Espejo Grande. Aliás, ao longo da Rota dos 7 Lagos existem vários mirantes para esse lago, assim como também existem muitos outros para o Lago Nahuel Huapi. Inclusive, um pouco antes do mirante para o Espejo Grande há também um para o Nahuel Huapi, um dos mais importantes da região, que banha tanto Villa La Angostura como Bariloche e ainda possui ilhas acessíveis através de barco. (veja mais em: Passeio de barco até a Isla Victoria, no Lago Nahuel Huapi)

Logo em seguida pegamos um desvio na rodovia e após cerca de 2 km de estrada não asfaltada chegamos no Lago Espejo Chico. O lugar é simplesmente lindo e foi eleito por mim como o mais bonito da rota! O lago conta com camping e um restaurante com comida caseira.

Lago Espejo Chico
Lago Espejo Chico, o mais bonito de todos

3 – Mirante para o Lago Correntoso

Pegamos estrada novamente e seguimos até a próxima parada: Mirante para o Lago Correntoso. Não demoramos muito nesse ponto, fizemos umas fotos, curtimos um pouco o visual e partimos para a próxima.

Mirante do Lago Correntoso
Mirante do Lago Correntoso

4 – Lago Escondido

O Lago Escondido faz jus ao nome. Do seu mirante, ele fica completamente escondido entre a vegetação e pode até passar batido caso você não pare por ali. Contudo, basta um olhar mais carinhoso para ver o quão azul suas águas são. Aliás, percebemos que no entorno existem algumas trilhas e acredito que provavelmente uma delas deve levar até a beira do lago.

Lago Escondido
Lago Escondido

5 – Mirante para o Lago Villarino

Seguimos, então, até o Lago Villarino. Esse foi mais um que também optamos por ver somente de um dos mirantes da Rota dos 7 Lagos. Por ser cheio de trutas, ele é muito procurado para a pesca esportiva. No entanto, é necessário uma autorização prévia para praticá-la. Infelizmente achamos a visão meio escondidinha por trás da vegetação. Mas faz parte, né?

Lago Villarino
Lago Villarino

6 – Lago Falkner

Nossa parada seguinte foi no Lago Falkner, escolhido por mim como o segundo ponto mais bonito da Rota dos 7 Lagos. Nessa hora estava ventando tanto que a água fazia até umas ondinhas. A paisagem ao redor é linda, com várias montanhas para compor o cenário. Entre elas, o Cerro del Buque, que ao meu ver, rouba a cena de todas as outras. A área do lago também conta com camping, ou seja, se esse é o seu estilo de viagem, considere acampar com esse visual!

7 – Cascada Vulliñanco

E no meio de tantos lagos, uma cachoeira também se destaca. Em seguida, paramos no mirante para a Cascada Vulliñanco. Com 35 metros de queda entre as montanhas, ela é linda e com certeza merece o pit stop!

Cascada Vulliñanco
Cascada Vulliñanco

8 – Lago Machónico

Se tratando de mirantes, o do Lago Machónico é um dos mais legais e mais amplos de toda a Rota dos 7 Lagos. O lago de coloração azul escuro é muito procurado para a prática de esportes náuticos. Esse também foi um que optamos ver apenas do mirante da estrada mesmo.

Mirante do Lago Machónico
Mirante do Lago Machónico

9 – Lago Lácar

Por fim, encerramos o nosso passeio no Lago Lácar, um dos protagonistas de San Martín de Los Andes. Localizado entre as montanhas e com uma orla muito bem equipada, o lugar é muito procurado para passeios de barco, banhos durante o verão ou simples fim de tarde. Suas águas banham algumas praias com bastante infraestrutura, como a Playa Catritre, por exemplo.

Lago Lacar San Martin de Los Andes
Lago Lácar

Paradas extras para adicionar ao seu roteiro pela Rota dos 7 Lagos

Esse foi o nosso roteiro pela Rota dos 7 Lagos, mas ao longo do caminho você pode acrescentar algumas paradas que parecem ser lindas. Nós não fizemos por causa do tempo mesmo, já que começamos a rota um pouco tarde. Duas dicas bem legais para você acrescentar são:

Villa Traful

Passando a entrada para o Espejo Chico, um pouco mais à frente se encontra o acesso até a Villa Traful. A vila é uma aldeia às margens do Lago Traful, no Parque Nacional Nahuel Huapi. O vilarejo de origem Mapuche é bem pequeno, com pouco mais de 500 habitantes. Além da natureza exuberante, o local conta com camping, pousadas e alguns restaurantes. É um refúgio naquela região. (confira aqui todos os hotéis em Villa Traful)

Vila Traful – Foto: Civitatis

Lago Hermoso

O Lago Hermoso fica entre o Villarino e o Falkner, e apesar de não fazer parte das paradas oficiais da rota, muita gente também costumar dar uma voltinha por lá. O local também conta com camping, mas como o lago se encontra dentro do Parque Nacional Lanín, é necessário pegar uma autorização antes se você quiser acampar.

Lago Hermoso – Foto: Fernando Gorocica – Wikimedia

Não esqueça do seguro viagem internacional na hora de viajar! O seguro viagem é um dos itens mais importantes numa viagem, principalmente porque é ele quem de te dará uma assistência caso você precise de um atendimento médico – além de outras coberturas. Sempre fechamos os nossos com a Real Seguros e nunca tivemos problemas! Eles parcelam no cartão de crédito e ainda trabalham com as melhores seguradoras!

PEGUE SEU DESCONTO DE SEGURO VIAGEM NA REAL SEGUROS

De carro alugado ou excursão?

Para nós, a melhor forma de fazer a Rota dos 7 Lagos é com carro alugado. Dessa maneira conseguimos fazer tudo com calma, no nosso próprio ritmo, parando onde quiséssemos. Se alugar um carro não é uma opção para você, as agências de turismo oferecem o passeio saindo tanto de Villa La Angostura e San Martín como de Bariloche.

Infelizmente não há transporte público entre os lagos, o que torna inviável fazer esse trajeto de ônibus. Mas os que têm o espírito super aventureiro fazem o trecho de bike e aproveitam para acampar pelo caminho.

Quanto tempo para fazer o percurso pela Rota dos 7 Lagos

A Rota dos 7 Lagos pode durar meio dia ou um dia inteiro. Isto é, vai depender de quanto tempo você levará em cada parada. Para fazer tudo com calma, eu aconselharia reservar um dia inteiro para o passeio, começando pela manhã e encerrando à tarde. Aliás, as agências vendem esse passeio com duração de mais ou menos 9 horas.

Para um roteiro pela região, incluindo as três cidades principais (Bariloche, Villa La Angostura e San Martín de Los Andes), recomendamos pelo menos 8 dias de viagem, sendo: 3 em Bariloche, 2 em Villa La Angostura e 3 em San Martín de Los Andes.

Quando ir

A melhor época para percorrer a Rota dos 7 Lagos é durante o verão, quando não há neve na estrada e as temperaturas mais agradáveis são convidativas para um mergulho. Aliás, nessa época do ano é muito comum ver as pessoas tomando banho nos lagos. Mas, nada disso impede que você faça esse passeio durante o inverno também – aliás, muita gente faz e adora! (veja também: Motivos para visitar Bariloche no verão)

SIGA AS NOSSAS REDES SOCIAIS E NOS ACOMPANHE EM TEMPO REAL =)
– Instagram: @cariocasemfronteiras
– Facebook: /cariocasemfronteiras

♦PLANEJE A SUA VIAGEM♦

  • Reserve a sua hospedagem através do Booking e garanta as melhores tarifas. Fique tranquilo porque reservando através do nosso blog você não pagará nenhuma taxa extra. E além disso ainda nos ajuda a mantê-lo no ar, criando cada vez mais conteúdos gratuitos e de qualidade.
  • Reserve seus hostels através do Hostelworld e garanta a sua hospedagem nos melhores hostels do mundo.
  • Reserve um apartamento através do AirBnb e ganhe até 179 reais em crédito na sua primeira reserva pelo site.
  • Compre seu seguro viagem com a Real Seguros e tenha os maiores descontos e as melhores formas de pagamento, inclusive parcelando em várias vezes no cartão de crédito
  • Reserve os melhores passeios e experiências com a Get Your Guide e com a Civitatis.
  • Alugue o seu carro com até 60% de desconto. Parcele no cartão e sem cobrança de IOF pela RentCars. Além disso, todo o valor é gerado em reais.
  • Viaje conectado! Compre seu chip de celular da Yes Brasil com internet 4G para usar no exterior.
  • Compre seus ingressos antecipados através da Tiqets e evite filas nas atrações mais famosas do mundo.

Author

Carioca de nascimento. Educadora Física de profissão. Viajante de coração. Apaixonada pelas coisas simples da vida e intrigada pelas complexas. Costuma dizer que adora um sol, mas não dispensa os dias nublados.

Write A Comment