Fim de semana em Teresópolis

Fim de Semana em Teresópolis: roteiro na cidade

–Post atualizado em Janeiro de 2018–
Quando chega a temporada de inverno uma das coisas que as pessoas mais gostam de fazer é dar um pulo na Região Serrana do Rio. Não há dúvidas de que conosco não é diferente. E por isso, sempre que dá, aproveitamos alguns dias para curtir um fim de semana em Teresópolis.

 

Sobre a cidade

Teresópolis está a 97 km do Rio de Janeiro, distância que pode ser percorrida em 1:30. E de preferência, percorrida com calma e apreciando a paisagem da serra. O clima da cidade é bem gostoso e por estar 900 metros acima do nível do mar a temperatura média anual é de 19° C. O que quer dizer que sempre terá um ventinho mais fresco por lá.

 

Se você precisa alugar um carro para conhecer a cidade, dê uma olhada na RentCars. Nós sempre alugamos através deles porque além de mostrarem as melhores locadoras e os melhores preços, existe a opção de pagar parcelado no cartão de crédito.

 

Fim de Semana em Teresópolis
Curtindo um ventinho daqueles no Mirante do Soberbo

A cidade de Teresópolis não possui inúmeras atrações turísticas em si. Diferente de Petrópolis, não há muitos museus a serem visitados. O que manda por lá mesmo são as atividades de montanha. Não à toa a cidade é conhecida como a Capital Nacional do Montanhismo. Portanto, um fim de semana em Teresópolis é tempo suficiente para você passear, fazer alguma trilha simples no Parque Nacional da Serra dos Órgãos ou curtir uma cachoeira. Além disso, você também poderá aproveitar um pouquinho da culinária da cidade que certamente é maravilhosa.

Teresópolis
Fazendo foto do point mais famoso de Terê durante nosso fim de semana em Teresópolis

 

Roteiro de fim de semana em Teresópolis

Mesmo que ainda não esteja no inverno, as temperaturas podem estar pouco baixas pelo fato da cidade estar em um altitude mais elevado. Se alguma frente fria estiver presente, aí então é que fica mais frio mesmo. Dessa última vez em que estivemos na cidade, infelizmente choveu dois dias dos três que tivemos e por isso não conseguimos fazer tudo o que queríamos. Mas para facilitar a vida de vocês, segue um roteirinho esperto para aproveitar bem a cidade.

Se assim como nós você curte um friozinho, não pode perder os nossos posts sobre como é conhecer a Patagônio durante o inverno. 

 

Dia 1

Saia cedo da sua cidade para que o seu fim de semana em Teresópolis comece na sexta ainda de manhã. Dessa forma, você não perde o dia e consegue aproveitar o roteiro melhor.

 

1 – Mirante do Soberbo

Em primeiro lugar, comece o dia fazendo a primeira parada no Mirante do Soberbo. Em seguida, aproveite parar tirar boas fotos do Dedo de Deus, do Escalavrado e da Serra dos Órgãos. Esse é o ponto mais famoso de Teresópolis, aquele que está em todos os cartões postais. E inquestionavelmente também é um dos mais bonitos.

Mirante do Soberbo
Fazendo a phyna no Mirante do Soberbo

Logo depois se dirija à entrada da cidade. Bem em frente ao Centro de Informações Turísticas há barraquinhas bem arrumadas que vendem pastel e bolinho de aipim acompanhados de caldo de cana. Nós provamos e aprovamos! Sem dúvidas vale a parada!

Teresópolis
Pastelzinho delícia por 5 reais
Teresópolis
Aquela fritura que você mais respeita! haha. O bolinho de aipim também é 5 reais e o caldo de cana também, mas é liberado! Pode beber a vontade!

 

2 – Granja Comary

Em seguida, continue seu passeio e siga até a Granja Comary. Para quem não sabe, lá é a casa da Seleção Brasileira de Futebol. Infelizmente não é possível conhecer toda estrutura por dentro, mas você poderá ver os campos onde ocorrem os treinos.

Teresópolis
Entrada da CBF… olha o escudo lá no final!

 

Acredite se quiser: moramos no Rio de Janeiro e embora já tenhamos assistido a inúmeros jogos no Maracanã, nunca fizemos o tour que tem pelo estádio. Em contrapartida, já visitamos o famoso estádio La Bombonera do Boca Juniors, em Buenos Aires e achamos o tour bem legal.

 

O local vale a visita mesmo sem termos acesso às instalações da CBF e quem leva a fama por lá é o Lago Comary. A vista para o Dedo de Deus e para a Serra dos Órgãos dão um charme especial ao local e tornam esse local um must do em um fim de semana em Teresópolis.

Lago Comary
Lago Comary e sua linda vista

 

-> Veja aqui onde se encontra o lago mais alto do Brasil

 

Na verdade, a Granja Comary é um condomínio de casas e por isso o local é propriedade privada. Só é possível curtir o visual de lá aos fins de semana e feriados, quando fica aberto ao público. Portante, não esqueça de planejar a sua visita para um desses dias.

Granja Comary
Casal que compôs as nossas fotos!
Querido casal, se vocês estiverem lendo isso, entrem em contato para que a gente envie as fotos de vocês! rs

A essa altura você já estará com fome, então pode aproveitar para fazer check in no seu hotel e parar para o almoço. Uma boa opção de restaurante é o Caldo de Piranha, que como o nome já sugere é especializado em frutos do mar. Embora a gente não tenha conhecido, recebemos muitas indicações e avaliações no Tripadvisor são bem boas.

 

Teresópolis possui uma boa rede hoteleira. Você encontrará desde pousadas mais simples até hotéis fazendas mais luxuosos. Nós já ficamos hospedados na Pousada Terê Parque e achamos o lugar simplesmente sensacional! Você pode conferir um relato sobre a nossa experiência na pousada. Nós também já ficamos em um hotel chamado Athos Hotel, um pouco mais simples, mas com um ótimo custo x benefício. De qualquer forma, não deixe de conferir todas as ótimas opções existentes na cidade. Inclusive, várias delas possuem cancelamento gratuito e você só faz o pagamento quando chegar no estabelecimento.

 

 

 

3 – Vila St. Gallen

Após o almoço e um pequeno descanso, siga para conhecer a Vila St. Gallen. O local é o famoso complexo da Cervejaria Therezópolis e ao contrário do que muitos pensam a St. Gallen não é uma fábrica de cerveja como a Bohemia em Petrópolis. Na verdade eles até têm um pequeno espaço para produção de cerveja e uma parte do que é vendido nos bares e restaurantes da vila é produzida por lá. Porém, a fábrica mesmo fica em outro local.

 

Vila St. Gallen
Entrada da Vila St. Gallen com as atendentes vestidas com roupas típicas
Vila St. Gallen
Tudo tão bonitinho e bem feito

A Vila St. Gallen foi inspirada na cidade St. Gallen, que fica na Suiça Alemã, e logo ao entrar você vai se sentir em uma vila germânica. Desde a arquitetura ate as roupas dos atendentes, tudo tem um quê bem germânico por lá. Mas não pensem que o complexo é enorme. Não, não é. Embora em algumas fotos pareça que o local é gigante, a vila é até bem pequena. Antes de conhecer, eu mesma achava que era maior. Mas nada que tire o encanto do lugar. A pequena vila conta com o Biergarten, o Harlekin Pub, a St. Gallen Kapelle, a cafeteria e sorveteria Kaffee Kaus e o Bistrô 1912. Além disso, ainda há uma lojinha de souvenir para quem quiser levar um lembrancinha.

Vila St. Gallen
Harlekin Pub
Vila St. Gallen
Galera curtindo uma boa cerveja no biergarten. Detalhe para a capela ao fundo.

 

 

Tour da Cerveja na Vila St. Gallen

Nós fizemos Tour da Cerveja, que explica todo o processo de produção da cerveja e encerra com uma degustação e harmonização de 5 tipos diferentes. O valor do tour é 50 reais e embora seja legalzinho, na minha opinião só vale a pena mesmo somente pela harmonização e pelo brinde no final. haha. Caso você queira realmente conhecer como funciona uma fábrica, aconselho a conhecer a fábrica da Bohemia.

Vila St. Gallen
Sala onde ocorre a produção e o tour. O local é divido com uma parede de vidro e tem vista para o Halerkin Pub

 

Tour da Cervejaria St. Gallen
Iniciando a degustação

Mesmo se você não for adepto do sagrado “pão líquido”, acho que vale a pena escolher a Vila St. Gallen para um jantar durante seu fim de semana em Teresópolis. O Harlekin Pub, por exemplo, é ótimo! Além da comida ser bem gostosa, há vários tipos de bebidas no cardápio. Com toda a certeza a cerveja é forte do lugar, mas há outros tipos de bebidas para quem não curte muito. Além do mais, nos finais de semana costuma ter uma música ao vivo e o lugar fica ainda mais animado. Porém, chegue cedo, porque o local fica muito cheio! E caso você também queira fazer o tour, aconselho fazer a reserva antes.

Vila St. Gallen
Nosso pedido foi a linguiça recheada com queijo. Estava maravilhosa!

 

Dia 2

Acorde cedo e reserve boa parte do seu dia para conhecer o Parque Nacional da Serra dos Órgãos ou então para conhecer a Cachoeira dos Frades.

 

1 – Parque Nacional da Serra dos Órgãos

O Parque Nacional da Serra dos Órgãos, também conhecido como Parnaso, abrange os municípios de Guapimirim, Magé, Petrópolis e Teresópolis. São mais de 200 km de trilhas de todos os tipos e níveis, inclusive trilhas acessíveis para cadeirantes. Em outras palavras, é uma passeio para todo mundo!

 

Gosta de trilhas? Já viu como é o nascer do sol na trilha da Pedra Bonita, no Rio de janeiro?

 

 

Parque Nacional da Serra dos Órgãos
Parnaso (Foto: www.parnaso.tur.br)

O parque é considerado o melhor do país para a prática do montanhismo e há várias trilhas bem famosas por lá. Entre elas, é lá que acontece a famosa Travessia Petrópolis x Teresópolis, com 30 km de extensão, feita geralmente em três dias. Uma outra opção de trekking bastante famoso no Parnaso é a Pedra do Sino. O visual da trilha é sensacional, principalmente ao amanhecer, quando a maioria das pessoas gostam de estar em cima daquelas montanhas. Nós estamos mirando essa trilha aíiii!

Parque Nacional da Serra dos Órgãos
Pedra do Sino (Foto: www.icmbio.gov.br)

 

Conhecemos o Parque Nacional da Serra dos Órgãos em nosso outra visita à cidade e já contamos nossa experiência aqui no blog

 

Para aqueles que não curtem muito fazer trilhas ou então não estão com aquele preparo físico, o Parnaso possui algumas caminhadas de nível leve e moderado. A Trilha Suspensa e a Trilha do Cartão Postal são bem mais tranquilas, por exemplo. Para maiores informações sobre valores de entrada e horários de funcionamento consulte o site oficial. Como infelizmente choveu durante o todo esse nosso fim de semana em Teresópolis, infelizmente não conseguimos fazer nenhuma trilha.

Trilha do Cartão Postal (Foto: www.icmbio.gov.br)

 

2- Cachoeira dos Frades

A Cachoeira dos Frades possui uma queda de mais ou menos 10 m de altura que forma um ótimo poço para o banho. O acesso é pela rodovia Teresópolis – Friburgo, na altura do Km 20. É necessário percorrer uma estradinha de terra batida até a cachoeira, mas o percurso parece ser tranquilo. Vale lembrar que o local não possui nenhuma estrutura de banheiros e lanchonete. Ou seja, leve seu próprio lanche!

 

-> Veja mais: Circuito das Cachoeiras na Chapada dos Guimarães

 

 

Cachoeira dos Frades
Foto: www.intrip.com.br

 

3 – Viva Itália

Após um dia cheio de atividades você provavelmente vai querer jantar algo legal. Nesse caso, a minha indicação para esse momento é o restaurante É Vero, que fica dentro do Viva Itália.

Complexo Viva Itália
Complexo Viva Itália

O Viva Itália é um complexo que conta com o restaurante, sorveteria e um mercado pastifício, tudo no maior estilo italiano. Nós jantamos uma massa maravilhosa no restaurante É Vero e ainda nos deliciamos com a Taça Ferrero Rocher de sobremesa. Enfim, comemos pra cacete mas saímos felizes! haha.

Restaurante É Vero
Um dos espaços do É Vero
Restaurante É Vero
O restaurante é todo de vidro. Super charmoso!

Mas se você for um pouco menos guloso que a gente e não queira pedir sobremesa, tudo bem. Aproveite um bom gelato na sorveteria Doce Infância e não vá embora sem antes dar uma olhada nos pães, massas e queijos vendidos no Mercatto Pastifício. Sem dúvida nós trouxemos algumas coisinhas para casa.

Restaurante É Vero
Taça de Ferrero Rocher do restaurante É vero. Maravilhosoooo!

 

Dia 3

O último dia do seu fim de semana em Teresópolis chegou. Mas ainda dá para aproveitar algumas coisinhas. Então, vamos lá?

 

1- Feirarte – Feirinha do Alto

Logo após o café da manhã e o check out no hotel, siga para a Feirinha do Alto e se prepare para umas possíveis comprinhas. Isso porque a feirinha é enooorme e tem barracas de tudo quanto é coisa que você pode imaginar. Você irá encontrar roupas de frio, de ginástica, roupas íntimas e comuns, artesanato em geral, barracas de doces e bebidas, entre tantas outras. E no final da feirinha ainda tem uma praça de alimentação com restaurante e lanchonete. Embora não tenhamos provado nada, tinham uns pratos bem interessantes por lá.

Feirinha do Alto
A feirinha é enorme! Pena que estava chovendo!

 

2 – Fazenda Geneve

Em seguida, siga para a Fazenda Geneve, que fica um pouquinho distante do centro mas merece a sua visita. Ainda mais porque é lá que eu recomendo que você almoce.

Fazenda Geneve
Tudo muito bem cuidado. Uma graça de lugar

A fazenda que fica entre Teresópolis e Friburgo é famosa por possuir uma produção de queijos e leite de cabra, além de alguns outros produtos dessa origem. Antigamente existia um capril por lá, mas ao que parece o local está em reforma e as cabras agora estão no parquinho infantil (???). Apesar de eu ter achado essa parte meio zoada, tudo parecia estar na maior paz.

Fazenda Geneve
Parece que o capril está em reforma

O local é realmente bem bonitinho e se você gosta de queijo de cabra vale a pena degustar alguns e levá-los para casa. Nós provamos o mais suave e não gostamos nadinha. Então nos limitamos a conhecer o super recomendado bistrô Cremerie Geneve que fica dentro da fazenda.

Fazenda Geneve
Essa é a entrada da lojinha

O bistrô é super aconchegante e dependendo da data de sua visita o ideal é fazer uma reserva. Como o salão é bem pequeno e a procura é alta, não é difícil ter uma boa fila de espera no local. Os preços não são dos mais baratos, mas uma vez na vida a gente faz uma graça, né, mores? A comida estava maravilhosa e os pratos vieram muito bem apresentados. Coisa típica da culinária francesa. Acabou que nossa conta nem saiu tão cara. Como não pedimos nenhuma bebida alcoólica e nem sobremesa, no fim das contas valeu a pena! Enfim, recomendo bastante o lugar!

Restaurante Cremerie
O restaurante é bem aconchegante, mas é pequeno.

 

-> Ilha da Gigóia: um ótimo lugar para um almoço de fim de semana no Rio de Janeiro

 

Após um almoço maravilhoso, é hora de voltar pra casa e já planejar o próximo fim de semana!

 

Gostou do post? Então confira aqui os melhores hotéis para o seu fim de semana em Teresópolis!

 

 

♦PLANEJE A SUA VIAGEM♦

 

  • Reserve a sua hospedagem através do Booking e tenha opções de pagamento mais flexíveis. Mas caso você queira parcelar a sua hospedagem, confira todas as opções de parcelamento do Hoteis.com.
  • Alugue o seu carro com até 60% off, com parcelamento no cartão de créditosem cobrança de IOF e com os valores em reais pela RentCars
  • Ganhe 5% de desconto no seu seguro viagem usando o cupom CARIOCA5 em pagamentos à vista na Seguros Promo. Caso opte pelo pagamento em cartão crédito você pode parcelar em até 12 vezes sem juros.

 

 

 

 

Compartilhar

Dhebora Sancho

Carioca de nascimento. Educadora Física de profissão. Viajante de coração. Apaixonada pelas coisas simples da vida e intrigada pelas complexas. Costuma dizer que adora um sol, mas não dispensa os dias nublados.

40 thoughts to “Fim de Semana em Teresópolis: roteiro na cidade”

  1. Morei dois anos no Rio e da região serrana so conheço a estrada e, que pena !
    Ja ouvi falar muito bem da região e inclui-a na lista dos lugares a serem conhecidos no Brasil. Nem falo do restaurante E Vero que ja salvei também:_)

    Parabéns pelo blog

  2. Que delicia de cidade! Tenho muita vontade de conhecer. Adorei seu roteiro! Quando eu for quero fazer todas essas dicas. haha! Obrigada pelas dicas maravilhosas! =)

  3. Me senti literalmente em casa ao ler esse post, pois moro em Teresópolis!
    Você descreveu maravilhosamente a nossa Terê, que pena que estava chovendo, a feirinha é tão legal!
    Muito bom saber o que as pessoas acham do lugar onde moramos.
    Abraços!

  4. Ai gente eu amei esse post! Minha mãe mora no Rio e sempre vou pra lá mas não resisto á praia e acabo não conhecendo os arredores…. Preciso muito fazer esse roteiro de vocês, tá anotado!!

  5. Que região linda! Nem precisa ter museus com essas paisagens podendo ser contempladas ao ar livre, nesse clima de montanha delicioso.
    As fotos ficaram ótimas e o lugar é maravilhoso, mas preciso confessar, o pastel e o bolinho de aipim roubaram a cena e eu fiquei pensando neles até o final da matéria kkkk
    A parte das cervejarias também é bem interessante. Eu com certeza passaria a tarde por lá hahhaa adoro tours etílicos!
    Parabéns pela matéria. Ficou show!!

  6. Que delícia de passeio… parece Campos do Jordão dos paulistas 😉
    Adoro cidades fofas assim, com natureza, arquitetura em estilo europeu, friozinho para boas comilanças e muuito amor! Adorei, obrigada por compartilhar essa maravilha com a gente! Senti que viajei com vocês.

  7. Já fui para teresópolis mas não sabia que existia tantas coisas legais assim, visitei apenas o dedo de Deus, queria muito conhecer a serra dos órgãos mas faltou tempo, não imaginava que era tão bonito assim, quero muito conhecer, excelente post

  8. Ainda não conheço Teresópolis, mas estou querendo juntar alguns dias para fazer a Travessia Petrópolis x Teresópolis e conhecer a região serrana do Rio. Adorei as dicas!

  9. Geeeente, o post de vocês está perfeito!
    Ano passado fomos pra Petrópolis e esse ano queria conhecer Terê, amei amei cada detalhe.
    Vou usar esse roteiro.

    Muito obrigada por compartilhar.
    2 passeios que fiquei super interessada: Vila St. Gallen (que fofura) com esse tour da cerveja e a Cachoeira dos Fraes (lindaaaaa!).

    Você tem dica de hotel também?

    Beijokas

    1. Que bom que curtiu! Fico muito feliz com seu comentário!!
      Então, esses dois passeios são ótimos mesmo! Uma pena estar chovendo e não ter dado pra curtirmos a cachoeira. Quanto ao hotel, ficamos no Athos Hotel, bem pertinho da Vila St. Gallen e adoramos!

  10. Teresópolis é uma delícia, amo! Adorei as dicas dos restaurantes, principalmente o pastel com calda de cana liberado hehehehe! Muito bom o post!

  11. Nossa quanta beleza cênica tem esse lugar. Sempre quiz muito conhecer. Quando for na região serrana vou reservar um tempinho pra visitar. Bom saber dessas dicas! Excelente post!

  12. Gente, que encantador esse lugar. Cada paisagem de tirar o fôlego. Amei o roteiro e as dicas, principalemente dos restaurantes hahaha. Louca para conhecer. Obrigada por compartilhar, sou super fã do seu blog. Bjos

  13. Dicas do Rio vindo de um casal carioca, a tem que ser boa neh, gente que lugar legal. Petrópolis eu sempre ouvi falar muito bem, mas Teresópolis não conhecia tão detalhada assim, nem precisa falar que vamos programar um final de semana para conhecer. Sempre me chamam para a travessia mas sabe a historia do estar fora de forma então… prefiro a degustação das cerveja hahahahha. um grande abraço.

  14. olá. parabéns pelo blog. eu pretendo conhecer tere este ano, agora em julho, e, por isso, vou abusar um pouco de você…posso? como não tenho carro, pretendo ir e voltar de ônibus. a minha pergunta é : é possível fazer um roteiro básico por lá (granja, soberbo, feirarte e centro) a pé?

    1. Olá, Marcelo! Obrigada!! =)
      Olha, eu acho que fica um pouquinho puxado pra fazer tudo isso andando. Do Mirante do Soberbo até a Granja, por exemplo, dá uns 30 minutos de caminhada. Da Granja até a Feirarte vai dar um pouco menos, uns 20 minutos. Mas assim, os trajetos mais longos você pode fazer de ônibus, se for o caso.

      1. Juro que será a última hehe o transporte público em teresópolis funciona ? é tranquilo pegar ônibus dentro da cidade para se deslocar entre as atrações? obrigado

        1. hehe que nada… pode perguntar pois se tivermos como ajudar, sempre ajudaremos. Olha, vimos ônibus por lá, mas não chegamos a utilizar. Como as distâncias não são absurdas, acredito que você não terá problemas. Porque na verdade, esses lugares ficam um pouco distantes para ir andando, mas de carro é rápido. (se bem que tem gente que faz corrida do Mirante do Soberbo até a Granja haha) E tem os táxis também, que não deve dar caro. Uma outra opção seria você contratar um passeio de um dia, tipo um city tour, caso queira ficar mais tranquilo. Caso te interesse, temos uma empresa parceira lá com passeios diferenciados… qualquer coisa nos mande um e-mail e a gente repassa pra eles. =)

  15. estou em Petrópolis a passeio e pretendo visitar Teresópolis. Este post já ajudou muito me programar as minhas visitas!! Valeu demais !!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

* Checkbox GDPR / Regulamento Geral de Proteção de Dados do Usuário

*

Concordo / I agree