Atualizado em

A poucas horas de distância do Rio de Janeiro se encontra Petrópolis, uma cidade serrana pra lá de histórica e charmosa. Conhecida também como Cidade Imperial por ter abrigado a família real durante anos, pode ser que muitos a visitem em passeios escolares ou então em um simples bate e volta. Mas isso é muito pouco para desbravar e curtir os encantos do lugar. Por isso, vamos dar dicas do que fazer em Petrópolis em um roteiro perfeito para um final de semana na serra.

Avenida Koeler Petrópolis
Avenida Koeler com a Catedral de São Pedro de Alcântara ao fundo

O que fazer em Petrópolis, como chegar e onde ficar na cidade

Como chegar e onde ficar em Petrópolis

Cerca de 68 km separam Petrópolis do Rio de Janeiro, ou seja, algo em torno de 1h30min. Pertinho, né? Pois é essa facilidade de deslocamento que permite chegar na cidade de forma simples e prática. Os aeroportos mais próximos são o Aeroporto Internacional Tom Jobim e o Aeroporto Santos Dumont, ambos no RJ. Quem vai de carro, basta seguir pela BR 040. Em todas as vezes nós fomos com automóvel próprio, mas caso você precise alugar um, indicamos a RentCars.

Saindo de ônibus do Rio de Janeiro quem faz o trajeto é a empresa Única Fácil, com saídas do Terminal Novo Rio (rodoviária do Rio) e Terminal Alvorada, na Barra da Tijuca. Partindo de São Paulo a Viação Águia Branca faz a rota e de Belo Horizonte a responsável pela viagem é a Viação Útil.

Das duas últimas vezes em que estivemos na cidade ficamos hospedados em lugares distintos, mas recomendamos ambos. Em uma vez ficamos no hotel Casablanca Koeler muito bem localizado na Av. Koeler, dava pra fazer tudo a pé. Em outro momento ficamos na Pousada 14 Bis, um pouco mais distante do centro, mas de carro era rapidinho e o uber também dava bem barato. Recomendamos também o Um Hostel, Grande Hotel Petrópolis e Casablanca Center Hotel, todos perto do centro histórico.

O que fazer em Petrópolis em um fim de semana

Dia 1

Vamos imaginar que o seu final de semana começa na sexta. E se assim como nós você trabalha, provavelmente só conseguirá cair na estrada após o almoço, depois de combinar aquela jornada de trabalho mais curta. rs

Lanche na Casa do Alemão ou Pavelka

Comece o seu fim de semana com aquele lanchinho de estrada. Nossa primeira dica do que fazer em Petrópolis é parar na entrada da cidade e forrar o estômago em um dos dois lugares muito indicados por lá. Tanto na Casa do Alemão como na Pavelka você pode escolher o famoso pão com linguiça, ou então o idolatrado croquete. Ambos são maravilhosos!

Conheça a Catedral de São Pedro de Alcântara

Também chamada de Catedral de Petrópolis, comece um breve passeio pelo centro histórico da cidade na Catedral de São Pedro de Alcântara. Ela é toda em estilo neogótico e demorou anos para ficar totalmente concluída. Foi somente bem após o fim da monarquia que a obra realmente terminou. É na catedral que se encontra um mausoléu da família imperial, onde estão os restos mortais de Dom Pedro II, da sua esposa Imperatriz Teresa Cristina, da Princesa Isabel e do Conde d’Eu, seu marido.

Catedral de São Pedro de Alcântara
Catedral de São Pedro de Alcântara
Relaxe nos jardins do Palácio de Cristal

Em seguida vá até o Palácio de Cristal. Hora de relaxar um pouco em seus jardins. O palácio foi construído em 1984 e teve como inspiração o Palácio de Cristal de Londres e o de Porto, em Portugal. Ele foi um presente do Conde d’Eu para a Princesa Isabel.

Palácio de Cristal Petrópolis
Palácio de Cristal

Na época do império o palácio tinha a finalidade de abrigar exposições agrícolas, de flores e de pássaros que a região costumava receber. Além disso, também recebia alguns bailes da coroa. Hoje em dia é tombado pelo Patrimônio Histórico e recebe diversos tipos de eventos, como shows, demais exposições e feiras. Aliás, lá é um dos palcos da Bauernfest, a famosa Feira do Colono Alemão, regada à muita cerveja! hehe.

Beba uma boa gelada na Cervejaria Bohemia

Já que sexta é o dia do “sextou”, finalize sua noite tomando aquela cervejinha esperta. E a nossa sugestão do que fazer em Petrópolis para curtir esse momento é conhecer a cervejaria mais famosa da cidade. No entanto, aproveite para ter uma experiência completa no local. Primeiro faça o tour pela fábrica da Cervejaria Bohemia e depois encerre a noite no bar ou no restaurante. Nós optamos pelo bar e adoramos!

Cervejaria Bohemia

Dia 2

Pule cedo da cama porque hoje o nosso roteiro do que fazer em Petrópolis será longo! É dia de passeio cultural, compras e fondue com vinho!

Um pouco de história no Museu Imperial

Comece bem cedinho no Museu Imperial. Coloque ele como o primeiro passeio do dia porque costuma ficar bem cheio e com filas. Então, para evitar perrengues, procure chegar lá assim que ele abrir. O museu é o antigo Palácio Imperial e foi a residência da família imperial durante os anos do império. No local é possível conhecer tudo sobre a história da monarquia no Brasil.

Museu Imperial
Museu Imperial

O Museu Imperial abriga um enorme acervo de documentos, móveis, roupas, retratos, jóias, – incluindo as coroas – além de diversos itens da família real. É de longe um dos melhores passeios para um fim de semana em Petrópolis. Portanto, calce as suas pantufinhas (sim, só é possível transitar lá dentro com as pantufas), guarde sua câmera fotográfica (é, não pode tirar fotos dentro do museu) e relembre um pouco da história do Brasil. Para mais informações, consulte o site oficial.

Faça uma caminhada agradável na Avenida Koeler

Logo em seguida faça uma agradável caminhada pela Avenida Koeler. Essa rua é uma das mais bonitas de Petrópolis e, inclusive, é nela que se encontra a ponte super fotogênica com vista para a catedral. Também é nessa rua que se encontram a prefeitura e outros casarões históricos, como a Casa da Princesa Isabel (que não é aberta à visitação) e o Palácio Rio Negro – o que nos leva até a próxima dica do que fazer em Petrópolis.

Avenida Koeler Petrópolis
Ponte na Avenida Koeler
Se encante com a arquitetura e os jardins do Palácio Rio Negro

O Palácio Rio Negro foi construído em 1889 pelo Barão do Rio Negro, um produtor de café da época da monarquia. Em 1903 o local foi incorporado ao Governo Federal e se tornou residência oficial de verão dos presidentes da República. No entanto, o lugar era muito utilizado quando o Rio de Janeiro era a capital do Brasil e por isso, desde que Brasília assumiu esse posto, quase não há mais passagem de presidente por lá.

Palácio Rio Negro
Palácio Rio Negro

O palácio ainda conta com o museu da FEB (Força Expedicionária Brasileira) na parte de trás, onde há exposições sobre as histórias dos soldados petropolitanos que lutaram a Segunda Guerra Mundial.

Palácio Rio Negro
Jardins do palácio
Se divirta com a Casa de Santos Dumont

Siga, então, para “A Encantada”, a casa de veraneio de Santos Dumont, apelidada dessa forma por ele mesmo. Hoje em dia ela funciona como um museu e possui um acervo com diversos objetos pessoais do aviador, cartas, mobiliário, retratos e livros contando a história do Pai da Aviação. Além disso, é aqui que você verá inúmeras engenhocas e funcionalidades inventadas por ele. Mais informações no site oficial.

Museu Casa de Santos Dumont
Conheça a Casa dos 7 erros e aproveite para curtir um bom fondue

Caso a fome aperte você pode unir o útil ao agradável. Primeiro vá até a Casa da Ipiranga, ou Casa dos 7 erros, como é popularmente conhecida. A casa é chamada dessa forma porque de fato há diferença entre as metades de sua fachada. Hoje em dia local funciona como um centro cultural e conta com visitação guiada. Mas, caso você queira apenas vê-lo por fora, o que pra mim já vale bastante porque a casa é linda, tire algumas fotos e siga para os fundos do lugar.

Casa da Ipiranga
Casa da Ipiranga – Foto: mapadecultura.rj.gov.br

Na parte de trás da casa funciona o Bordeaux, um restaurante super indicado na cidade, principalmente para um vinho e um fondue. Apesar de ter os preços um pouquinho acima da média, o lugar vale a pena tanto para um almoço como para um jantar.

Restaurante Bordeaux
Restaurante Bordeaux – Foto: Restaurante Bordeaux
Compras na Rua Teresa

Tira umas horinhas do final da tarde para bater perna na Rua Teresa e quiçá fazer umas comprinhas. A rua é quase que um shopping a céu aberto e possui 2 km de lojas vendendo todos os tipos de roupa possíveis. Aqui vale a máxima de pesquisar bem o preço pois existem diversos lugares vendendo o mesmo produto por preços diferentes. Para saber mais sobre as lojas, consulte o site da associação.

Dia 3

Último dia do seu fim de semana em Petrópolis e também o dia de ir embora. Mas não pensem que por isso é melhor colocar o pé na estrada e voltar logo pra casa. Ainda há tempo para mais um passeio na cidade.

Visite o Palácio Quitandinha

Acorde cedo e siga até a entrada da cidade. É hora de conhecer o Palácio Quitandinha. O local foi construído em 1941 para ser o maior cassino da América do Sul, mas os anos de glória não duraram tanto quanto o esperado. Assim que o jogo foi proibido no Brasil o palácio passou a funcionar somente como hotel. No entanto, como o espaço era muito luxuoso, o custo de manutenção era bem alto e por isso, acabou entrando em uma época de decadência. Seus apartamentos foram vendidos e hoje em dia alguns podem até mesmo ser encontrados para alugar em plataformas como o AirBnb (ganhe até 179 reais em crédito no AirBnb). Em 2007 o SESC assumiu o lugar e promove diversas ações culturais na área. É possível fazer uma visita guiada em seu interior e dizem ser linda. Nós não fizemos, mas para maiores informações consulte o site oficial.

Palácio Quitandinha
Palácio Quitandinha
Almoce na Churrascaria Lago Sul

Caso você queira almoçar antes de voltar pra casa, a nossa dica é a Churrascaria Lago Sul. Ela fica localizada em frente ao Lago Quitandinha, com uma vista super panorâmica do lugar. Além do mais, oferece um rodízio de carnes bem gostoso por um preço não tão exorbitante. Enfim, recomendamos!

Dicas extras do que fazer em Petrópolis

Caso você tenha mais tempo na cidade, confira mais dicas do que fazer em Petrópolis para incrementar o seu roteiro:

Parque Nacional Serra dos Órgãos

Conheça o Parnaso, o Parque Nacional da Serra dos Órgãos, e aproveite para fazer algumas e cachoeiras. Nós ainda não conhecemos a sede de Petrópolis, mas já fomos na de Teresópolis e gostamos bastante. Inclusive, se você é do time dos aventureiros, pode fazer a travessia Petrópolis x Teresópolis, onde cerca de 30 km te levarão de uma cidade até a outra por entre as montanhas.

Travessia Petrópolis x Teresópolis – Foto: ICMBio

Vale do amor

Infelizmente o Vale do Amor é um dos lugares de Petrópolis que nós queremos muito conhecer e ainda não conseguimos. O local é tipo um santuário ao ar livre, com jardins, paz e uma energia que parece ser muito boa. O mais legal é que o Vale do Amor abraça todas as religiões, então, não importa qual seja a sua, pois ele não é direcionado a nenhuma em específico.

Vale do Amor – Foto: visitepetropolis.com

Tem mais dicas do que fazer em Petrópolis? Então deixa aí nos comentários que a gente acrescenta ao post! =)

♦PLANEJE A SUA VIAGEM♦

  • Reserve a sua hospedagem através do Booking e garanta as melhores tarifas. Fique tranquilo porque reservando através do nosso blog você não pagará nenhuma taxa extra. E além disso ainda nos ajuda a mantê-lo no ar, criando cada vez mais conteúdos gratuitos e de qualidade.
  • Reserve um apartamento através do AirBnb e ganhe até 179 reais em crédito na sua primeira reserva pelo site.
  • Alugue o seu carro com até 60% de desconto. Parcele no cartão e sem cobrança de IOF pela RentCars. Além disso, todo o valor é gerado em reais.
  • Viaje conectado! Compre seu chip de celular da Yes Brasil com internet 4G para usar no exterior.
  • Compre seus ingressos antecipados através da Tiqets e evite filas nas atrações mais famosas do mundo.
  • Reserve os melhores passeios e experiências com a Get Your Guide.

Author

Carioca de nascimento. Educadora Física de profissão. Viajante de coração. Apaixonada pelas coisas simples da vida e intrigada pelas complexas. Costuma dizer que adora um sol, mas não dispensa os dias nublados.

Write A Comment