Atualizado em 17 de outubro de 2021

Buenos Aires é sinônimo de cultura, boa gastronomia e um centro urbano cheio de atividades ao ar livre. A cidade que é uma das mais visitadas da América do Sul também costuma estar na lista das primeiras viagens internacionais que os brasileiros fazem. Mas se é a sua primeira viagem para Buenos Aires, confira o que esperar e saiba como aproveitar ao máximo a capital argentina.

O que você encontrará nesse artigo (pode clicar diretamente no item que você mais deseja ler):

  1. Primeiras impressões de uma viagem para Buenos Aires
  2. Quando ir para Buenos Aires
  3. Como chegar na cidade
  4. Câmbio e dinheiro
  5. Documentação necessária para visitar o país
  6. Quantos dias ficar em Buenos Aires
  7. Onde se hospedar
  8. Principais atrações turísticas
  9. Vida noturna em Buenos Aires
  10. Como se locomover pela cidade
  11. Gastronomia
  12. Internet na sua viagem
  13. Mais dicas para a sua primeira vez em Buenos Aires
Plaza de Mayo em Buenos Aires
Plaza de Mayo em Buenos Aires

Viagem para Buenos Aires: primeiras impressões

Basta anunciar que você fará uma viagem para Buenos Aires para começar a ouvir alguns comentários negativos. Há aqueles que não gostam da cidade, isso é fato. Mas eu costumo dizer que quem não gosta de Buenos Aires das duas, uma: não vê graça em centros urbanos ou viajou até a capital da Argentina no intuito de encontrar uma cidade europeia.

Sem dúvidas Buenos Aires tem muita influência da arquitetura da Europa, no entanto, não podemos esquecer que se trata de uma grande metrópole, com todos os problemas que uma capital de um país do continente sul-americano tem.

Você encontrará trânsito e transporte público lotado, uma rua mais suja e acabadinha aqui e ali e bairros periféricos, tal qual encontramos no Brasil. Porém, prepare-se para se encantar com seus parques e jardins, museus e centros culturais, prédios históricos, culinária inesquecível e com um clima que só a capital da Argentina tem.

Organizar uma viagem para Buenos Aires é aquele programão que cai bem para quem quer viajar em família, para casais em lua de mel e até mesmo para o viajante em busca de badalação. Aliás, a noite portenha é agitada, começa tarde e vai até de manhã! Mas isso é assunto para daqui a pouco. rs

Quando ir para Buenos Aires

Buenos Aires é um local que pode ser visitado o ano inteiro e as estações do ano são iguais as nossas. Já estivemos na cidade em períodos diferentes e com exceção da temperatura, não há nada que mude muito.

O verão costuma ser quente e úmido, com temperaturas máximas passando de 30°. Por outro lado, o inverno é frio e seco, e os termômetros ficam em uma média de 10°.

O meio termo se dá no outono e na primavera. Em ambas as estações as temperaturas são mais amenas e a noite pode até rolar aquele casaquinho de leve. Além disso, o cenário da cidade fica lindo e você pode encontrá-la toda florida ou com aquelas típicas folhas de outono.

Como chegar em Buenos Aires

O jeito mais fácil e prático é fazer a sua viagem para Buenos Aires de avião. Saindo de capitais como RJ e SP o voo dura cerca de 4 horas.

Buenos Aires tem dois aeroportos, um mais distante e outro próximo ao centro. O aeroporto Ezeiza, que recebe a maior parte dos voos internacionais, se encontra a 47 km do centro da cidade. Já o Aeroparque (Jorge Newbery) fica em Palermo, um bairro mais perto do centro, porém, recebe poucos voos internacionais.

Para ir do Ezeiza até o centro você pode contratar um transfer privativo, pegar um táxi oficial, uber, ônibus executivo da empresa Tienda Léon ou transporte público. Se você escolher a última opção, quem faz o trajeto é a Linha 8.

Do Aeroparque até o centro você tem as mesmas opções acima, com a diferença de que as linhas que passam pelo aeroporto são as 33, 37, 45 e 160. Mas não se esqueça de que é necessário ter o cartão SUBE de transporte e os ônibus só aceitam moedas.

Câmbio e dinheiro

A moeda do país é o Peso Argentino e uma das observações mais importantes para a sua viagem para a Argentina é não comprá-los no Brasil. Deixe para fazer o câmbio quando você chegar na Argentina pois a cotação por aqui é muito baixa e você perderá dinheiro.

Atualmente, com o dólar alto, também não vale a pena levar dólares. Portanto, leve os seus reias mesmo e troque uma parte deles (o suficiente para o primeiro dia) ainda no aeroporto, no Banco de La Nación. O restante deixe para trocar no centro da cidade. Com certeza você encontrará cotações mais atrativas.

Já no centro de Buenos Aires você encontrará muitas casas de câmbio nas ruas Sarmiento e Florida. Porém, cuidado com golpes e cotações abaixo do padrão, principalmente se forem oferecidas por pessoas aleatórias nas ruas. Outro ponto importante para você ter atenção é com o estado das notas em reais que você irá levar, já que eles só aceitam trocar notas em bom estado.

Pagamentos em cartão de crédito valem a pena se forem destinados às hospedagens. Isso porque há a isenção de 21% do IVA no valor das diárias se forem pagas por cartão de crédito ou débito emitidos fora do país.

Dica importante: para outros destinos das Argentina como Ushuaia, El Calafate e demais lugares da Patagônia Argentina a cotação do real ainda não é tão boa. Portanto, pesquise bem para ver se não vale a pena levar dólares, mesmo com o câmbio desfavorável para nós.

Documentação: preciso de passaporte e seguro viagem para Buenos Aires?

Assim como para outros países do Mercosul, você não precisa de passaporte em uma viagem para a Argentina. Você pode viajar com o seu RG tranquilamente, desde que ele tenha sido emitido há menos de 10 anos e esteja em bom estado. Quando você fizer a imigração com o seu RG receberá um papel que não pode ser perdido de forma alguma. Guarde em um local seguro pois você deverá apresentá-lo na saída do país.

O seguro viagem também não é obrigatório, porém, quando se trata de uma viagem internacional, nós sempre recomendamos que você faça um. Os gastos com saúde no exterior costumam ser altíssimos e caso você tenha uma emergência, deverá pagar tudo lá, desde consultas até as situações mais complicadas. Leia mais sobre o seguro viagem ideal para a Argentina aqui.

Eu já precisei acionar o seguro viagem quando estiver no Deserto do Atacama e se não tivesse um teria gasto cerca de 6 mil reais entre atendimento hospitalar, exames e medicações. Além disso, os bons seguros ainda oferecem cobertura para voos cancelados, bagagens extraviadas e até mesmo emergências odontológicas.

Nós sempre fechamos os nossos com a Real Seguros e não temos o que reclamar. Eles oferecem pagamento no cartão de crédito e como são nossos parceiros, ainda dão 10% de desconto para os nossos seguidores.

Pegue aqui o seu desconto de seguro viagem e parcele em até 12x no cartão de crédito =)

Quantos dias reservar para a sua primeira viagem para Buenos Aires

Buenos Aires é uma cidade inesgotável e não importa quantas vezes você a visite, sempre terá algo novo para ver. Porém, para uma primeira viagem para Buenos Aires recomendamos pelo menos uns 4 dias para aproveitar tudo com calma.

Mas para saber exatamente quanto dias você precisa na cidade é importante definir quais passeios são realmente imperdíveis no seu roteiro. Por isso, veja o nosso post sobre o que fazer em Buenos Aires, escolha as atividades que você não pode deixar de fora e depois defina quantos dias são necessários para fazê-las com calma.

No entanto, tenha em mente que caso você queira visitar o Delta do Tigre ou pretenda fazer um bate e volta até Côlonia del Sacramento serão necessários mais dias.

Onde se hospedar: os melhores bairros para você ficar

Se você busca preços mais atraentes e gosta de se hospedar em regiões centrais, procure por hotéis no centro, em San Telmo ou Retiro. São bairros que estão próximos de várias atrações turísticas do centro histórico, mas que costumam ficar bem vazios a noite. Entretanto, dizem que os arredores da estação de trem de Retiro não é uma das áreas mais seguras de Buenos Aires.

Por outro lado, se você busca um bairro mais descolado, com muitos parques e áreas verdes, bares e restaurantes, fique em Palermo. Para nós, essa é a melhor região para se hospedar em Buenos Aires, mesmo ficando mais distante do centro. Confira o que fazer em Palermo e se encante com a região!

Bosques de Palermo em Buenos Aires
Bosques de Palermo

Para os que buscam hospedagens mais requintadas, com ares nobres e europeus, Recoleta é a melhor opção. O bairro é charmoso, possui hotéis excelentes e é mais central que Palermo. Porém, o preço é mais alto por aqui.

E há ainda a opção de se hospedar em Puerto Madero se você é do time que gosta de um ambiente mais moderno. O bairro é a definição de modernidade em Buenos Aires e possui várias redes de hotéis famosos. Além disso, ele está pertinho do centro.

Noite em Puerto Madero
Puerto Madero a noite

Principais atrações turísticas

Buenos Aires é uma cidade com muitos pontos turísticos, mas na sua primeira viagem para lá alguns deles são clássicos e não podem passar despercebidos.

Em um roteiro a pé pelo centro coloque na sua lista o Obelisco e a Avenida 9 de Julho, a Casa Rosada, o Café Tortoni, a Galerías Pacífico, a Feira de San Telmo e a Catedral Metropolitana. Andando mais um pouquinho até Puerto Madero não deixe de conhecer a Puente de La Mujer.

Obelisco em Buenos Aires
Obelisco

Em um passeio por Palermo, o bairro mais verde de Buenos Aires, visite o Rosedal e toda a região dos Bosques de Palermo. Também inclua o Museu de Arte Latino-Americana e o Museu Evita no seu planejamento.

Na Recoleta, quem rouba a cena é a Floralis Generica, a famosa flor de metal da cidade. No seu entorno, vá até o Centro Cultural Recoleta e quem sabe você não visita o controverso Cemitério da Recoleta, onde há o túmulo de Eva Perón?

Flor de metal de Buenos Aires
Flor de metal de Buenos Aires

Outras atrações imperdíveis para a sua primeira viagem para Buenos Aires estão no bairro La Boca. Estamos falando do Caminito e do La Bombonera, o estádio do Boca Juniors.

Vida noturna em Buenos Aires

Buenos Aires tem uma vida noturna bem agitada! No geral, a noite começa bem tarde, depois de uma da manhã, e só termina ao amanhecer. Aliás, na capital argentina eles chamam as baladas de boliche, então, não vá confundir com o jogo, ok? rs

Os melhores e mais famosos bares se encontram em Palermo. No entorno da Plaza Serrano você encontrará muitas opções e há ruas com bares um ao lado do outro, literalmente.

Em Puerto Madero também há alguns restaurantes que viram uma baladinha ao cair da noite. Se você estiver hospedado próximo, pode ser uma boa opção.

Bares em Palermo
Bares em Palermo

Como se locomover pela cidade

A cidade é bem servida de transporte público e mesmo que antigos e cheios, os ônibus e o metrô funcionam bem. Para usá-los você precisa comprar o cartão SUBE e carregar de acordo com o seu uso. Lembrando que como já falamos acima, os ônibus só aceitam esse cartão ou moedas.

Uber e táxi também são boas opções, e no caso da segunda alternativa, tenha sempre cuidado com notas falsas.

Gastronomia em Buenos Aires

Os restaurantes da cidade são atrações à parte e merecem atenção na hora de montar o seu roteiro.

Como a gastronomia é um dos pontos fortes de Buenos Aires, há várias comidinhas que você não pode deixar de provar durante a sua viagem. Milanesas, doce de leite, alfajor, deliciosos cortes de carne, empanadas, vinhos premiados e pizzas especiais são só algumas das guloseimas imperdíveis.

Você pode ler todas as dicas de onde comer em Buenos Aires aqui, mas também não deixe de conferir as melhores comidas típicas da Argentina.

Asado de tira
Asado de tira, um corte de carne imperdível para você experimentar

Internet na sua viagem

A melhor opção para não ficar sem internet na sua viagem para Buenos Aires é comprar um chip de alguma operadora local. Esse procedimento é muito simples, basta ir até uma agência de telefonia, pedir para comprar um chip de internet e carregá-lo. Eles estão bem acostumados com turistas fazendo essa compra e facilitam ao máximo o processo.

Mas se você não quer se preocupar com isso durante a sua viagem, compre um chip de internet antes mesmo de sair do Brasil. A Viaje Conectado vende planos de internet que servem para a América do Sul e você recebe o seu chip em casa. Depois, basta trocá-lo no avião e seguir o passo-a-passo que eles enviam para ativação.

Não quer gastar dinheiro com isso? Tudo bem, sem problemas. A maioria dos lugares têm wifi.

Mais dicas para a sua viagem a Buenos Aires

A entrada da tomada na Argentina é diferente da nossa e além disso ela ainda é 220v. Então, não esqueça de levar um adaptador universal para não correr o risco de ficar sem carregar seus aparelhos eletrônicos.

Outra dica importante é sobre a segurança em Buenos Aires. Nós nunca tivemos nenhum problema, mas como em qualquer cidade grande, alguns cuidados são necessários. Tenha atenção com seus pertences e deixe sua bolsa ou mochila sempre à vista, perto de você. Em locais com maior movimento, como atrações turística e estações de metrô, tenha cuidado redobrado com furtos.

Esse é o tipo de atenção que temos que ter em qualquer lugar do mundo. Acredite, furtos são extremamente em comuns em todas as grandes cidades, até mesmo na Europa.

SIGA AS NOSSAS REDES SOCIAIS E NOS ACOMPANHE EM TEMPO REAL =)
Instagram: @cariocasemfronteiras
Facebook: /cariocasemfronteiras

***PLANEJE A SUA VIAGEM***

Autor

Carioca de nascimento. Educadora Física de profissão. Viajante de coração. Apaixonada pelas coisas simples da vida e intrigada pelas complexas. Costuma dizer que adora um sol, mas não dispensa os dias nublados.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.