Atualizado em 30 de outubro de 2021

Descolado, eclético, cultural e com muita área verde, assim é Palermo, o bairro mais bonito e convidativo de Buenos Aires.

Considerado o maior polo gastronômico da cidade, o bairro é cheio de bares e restaurantes, mas não encanta somente por isso. A região tem vida, cores, diversidade e pode ter tanto a cara de um sábado à noite como de uma manhã de sol de domingo. E não é à toa que essa é a nossa zona preferida da capital argentina e por isso vamos dar várias dicas do que fazer em Palermo.

Ruas de Palermo em Buenos Aires
Rua de Palermo

O bairro Palermo em Buenos Aires e suas divisões

Palermo é o maior bairro da cidade e conhecê-lo é uma das dicas sobre o que fazer em Buenos Aires. Mas o melhor jeito de aproveitá-lo é entendendo e visitando os seus sub-bairros. Ao todo, eles são cinco, e se dividem em Palermo Hollywood, Palermo Soho, Palermo Chico, Palermo Botânico e Las Cañitas.

Leia o nosso post com sugestão de um roteiro em Buenos Aires para ver a melhor forma de encaixar uma visita ao bairro durante a sua viagem.

Palermo Soho

Palermo Soho é a área mais alternativa e cool do bairro, e lembra as regiões do Soho de Nova York e Londres. Possui muitos cafés, bares e restaurantes versáteis, além de um ar mais alternativo, com bastante street art. O sub-bairro possui uma curiosidade bem interessante. Foi aqui, em uma de suas ruas, que morou Che Guevara. Hoje em dia a rua leva o seu nome e se chama Jorge Luis Borges.

Palermo Hollywood

Do outro lado da linha do trem você encontrará Palermo Hollywood. Toda essa localidade é a casa de muitas produtoras de tv, cinema e rádio e por isso leva esse nome. Aqui é o lugar dos jovens, cheios de bares e baladas, e também é a terra da moda, do design e dos grafites de rua. Aliás, bem pertinho do Mercado de Pulgas você encontrará um dos murais mais icônicos de Buenos Aires. Mas falaremos sobre ele mais pra frente.

Palermo Botânico

Palermo Botânico se trata da área mais verde do bairro, a que se encontra mais perto dos bosques e parques, nos arredores da Plaza Itália e do Jardim Botânico de Buenos Aires. Aliás, apesar de não estar tão próximo ao centro da cidade, Palermo possui duas estações de metrô, a Estação Plaza Itália, nesse entorno, e a Estação Palermo.

Parque 3 de Febrero
Parque 3 de Febrero na região de Palermo Botânico

Palermo Chico e Palermo Viejo

Ainda temos Palermo Chico e Palermo Viejo. Se a primeira é considerada uma área nobre, sofisticada e cheia de mansões, a segunda é mais histórica, com casinhas baixas e antigas. Ah! E se você gosta de turismo de compras de luxo, saiba que há várias lojas desse estilo em Palermo Chico. A região também abriga a Zona de Las Embajadas, onde estão a maioria das embaixadas de outros países, e está no limite com o bairro da Recoleta.

Las Cañitas

E para completar temos o mais novo sub-bairro de Palermo: Las Cañitas. Com sua enorme lista de bares, pubs e sua agitada vida noturna, a área ganhou fama na década de 90. Hoje em dia é considerada uma região bem elitizada.

O que fazer em Palermo: passeios mais imperdíveis no bairro

Bosques de Palermo

Também conhecido como Parque 3 de Febrero, os Bosques de Palermo são apelidados carinhosamente de pulmão de Buenos Aires por serem enormes e abrigarem várias outras pequenas áreas verdes e jardins.

Bosques de Palermo
Bosques de Palermo

El Rosedal

Localizado dentro do Parque 3 de Febrero e com mais de 18 mil rosas, o Rosedal é uma das principais sugestões sobre o que fazer em Palermo. Se perca pelos corredores e jardins de rosas, pelas pontes, mas também não deixe de apreciar o lago (tem pedalinho), o anfiteatro e o Pátio Andaluz.

Arcos del Rosedal

O Arcos del Rosedal é um polo gastronômico dentro dos Bosques de Palermo, bem pertinho do Rosedal. São vários restaurantes de todos os estilos para você escolher em uma região bem charmosa da cidade.

Arcos del Rosedal
Arcos del Rosedal

Jardim Japonês

Criado em 1967, o Jardim Japonês é um dos pontos turísticos de Palermo mais visitado pelos turistas. Por aqui você verá a arquitetura japonesa por toda parte, no lago com carpas, na casa de chá, na vegetação e em toda a decoração local.

jardim Japonês de Buenos Aires
jardim Japonês

Jardim Botânico

Com mais de 5 mil espécies de árvores e plantas nativas e de outros lugares do mundo, o Jardim Botânico de Buenos Aires também é uma atração imperdível no bairro Palermo. Pelos seus 7 hectares de área você verá estufas variadas, esculturas, monumentos, fontes belíssimas, além de muita, muita natureza. E o melhor nisso tudo é que a entrada é gratuita.

Jardim Botânico no bairro Palermo
Jardim Botânico

Malba

O Museu de Arte Latino-Americana de Buenos Aires é atração perfeita em Palermo para quem busca um passeio mais cultural. Sua coleção conta com muitas obras, entre elas, o clássico Abaporu de Tarsila do Amaral. Além do mais, também há peças de Frida Kahlo, Candido Portinari e muitos outros artistas.

Malba Buenos Aires
Malba

Museu Evita

O Museu Evita é um casarão de 1906 que conta toda a história de Eva Perón desde o seu nascimento até a sua morte. Documentos históricos, objetos pessoais, fotos e outros itens fazem parte da sua coleção.

Museu Evita em Buenos Aires
Museu Evita

Planetário Galileu Galilei

De longe toda a sua estrutura e cúpula de 20 metros já impressionam, mas o Planetário Galileu Galilei tem mais para te oferecer. Além do mais, ele é um ótimo passeio para se fazer em Palermo se você está com crianças. Aproveite para visitar a sua sala de projeção semiesférica e divirta-se conhecendo a sua coleção de meteoritos do Norte da Argentina.

Planetário Galileu Galilei em Buenos Aires
Planetário Galileu Galilei

Mural de Frida Kahlo e outros grafites

O bairro Palermo é cheio de grafites e artes de rua, mas um dos mais impressionantes é o enorme mural de Frida Kahlo, pintora e poetiza mexicana. Esse grafite fica na Avenida Dorrego 1600 e vale muito a pena dar um pulinho lá. Você também pode fazer um tour de street art pela cidade para conhecer melhor a história de vários grafites.

Mural Frida Kahlo no bairro Palermo em Buenos Aires
Mural Frida Kahlo

Hipódromo Argentino de Palermo

O Hipódromo de Buenos Aires é o primeiro centro hípico do país. Com mais de 140 anos, muitas figuras ilustres já o visitaram, incluindo Carlos Gardel, o cantor de tango mais famoso da história. O local possui 8 restaurantes, uma brewhouse e uma hamburgueria.

Plaza Serrano (Plaza Julio Cortázar)

A Plaza Serrano não é somente uma dica do que fazer em Palermo como também é um dos lugares mais legais para curtir Buenos Aires à noite. No seu entorno há muitos bares, pubs e restaurantes. Aos sábados e domingos você também pode curtir uma feira local com produtos variados.

Distrito Arcos

O Distrito Arcos é um shopping outlet premium totalmente a céu aberto, com mais de 50 lojas e restaurantes. Você encontrará lojas da Lacoste, Nike, Puma, Adidas, Levis Store, Ray Ban, Billabong, Quicksilver, entre outras.

Hotéis em Palermo

Já falamos em nosso guia de viagem para Buenos Aires que achamos que Palermo é a melhor área para se hospedar na cidade. Você pode conferir todos os hotéis da região aqui, mas vamos te dar algumas sugestões para facilitar o seu roteiro.

1828 Smart Hotel Boutique: hotel 5 estrelas localizado a cerca de 500 metros da Plaza Serrano, perto de muitos restaurantes e bares de Palermo. Possui quartos modernos e com decoração minimalista, além piscina e restaurante para os hóspedes.

Bourbon Exclusive Jardin Escondido by Coppola: também de categoria 5 estrelas, o hotel oferece quartos decorados com móveis de luxo e área comum com piscina e jardim.

Duque Hotel Boutique & Spa: hotel 4 estrelas super charmoso e bem decorado, com estação de metrô a cerca de 700 metros de distância. Possui serviços de spa, biblioteca e aluguel de bikes, além de piscina ao ar livre.

Sissi Haz: hotel 3 estrelas com ótimo custo x benefício no coração do bairro Palermo, a 200 metros da Plaza Serrano. Cada quarto possui decoração própria e todos eles têm aquecimento e ar-condicionado.

Bulnes Eco Suites: estúdios modernos, de categoria 4 estrelas e muito bem avaliados, para 2, 3 ou 4 pessoas. Oferece cozinha simples, mas funcional, com frigobar, chaleira, micro-ondas e utensílios básicos.

Selina: uma das redes mais famosas de hostel mundo afora possui uma unidade em Palermo. Oferece dormitórios, quartos privativos e quartos para famílias, todos eles charmosos e aconchegantes. Conta com cozinha compartilhada e um terraço com bar.

Play Hostel: simples e com diárias bem em conta, o hostel tem quartos compartilhados, alguns privativos com banheiro e cozinha compartilhada para todos os hóspedes. Está localizado próximo de bares e restaurantes do bairro.

Onde comer no bairro

Don Julio | Las Cabras | La Cabrera: casas que têm carnes e parrillas como menu principal. As três são ótimas, mas o Las Cabras é a mais em conta delas.

Burger Joint | Chori: restaurantes especializados em sanduíches, sendo que o primeiro é focado em hambúrgueres e o segundo é mestre em choripán, um sanduíche que é uma das comidas típicas da Argentina.

Frank’s Bar | The Hole Bar | Temple Bar: bares perfeitos tanto para um happy hour como para um jantar mais informal.

Para saber mais detalhes sobre esses restaurantes em Palermo e para mais dicas de onde comer na capital argentina, confira o nosso post cheio de sugestões de restaurantes em Buenos Aires.

SIGA AS NOSSAS REDES SOCIAIS E NOS ACOMPANHE EM TEMPO REAL =)
Instagram: @cariocasemfronteiras
Facebook: /cariocasemfronteiras

PLANEJE AGORA A SUA VIAGEM

Autor

Carioca de nascimento. Educadora Física de profissão. Viajante de coração. Apaixonada pelas coisas simples da vida e intrigada pelas complexas. Costuma dizer que adora um sol, mas não dispensa os dias nublados.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.