Coliseu

Conexão em Roma: como aproveitar suas horas na cidade

Aproveitou aquela promoção da Alitalia e entrará na Europa partir da Itália? Que máximo! A nossa primeira vez no Velho Continente também foi exatamente assim. E você certamente entrou nesse post porque, assim como nós, terá algumas horas de conexão em Roma e deve estar pesquisando algum jeito aproveitar seu tempo na cidade. Até pode parecer meio confuso em um primeiro momento, mas dependendo da quantidade de horas que você tiver disponível será super tranquilo deixar aquele ambiente chato de espera em aeroporto e conhecer alguns dos pontos turísticos mais famosos da capital italiana. Por isso, confira como foi o nosso roteiro e planeje de acordo com os seus interesses e seu tempo livre.

Conexão em Roma: Coliseu
Aquele beijinho de comemoração na primeira parada da nossa conexão em Roma

 

 

Conexão em Roma – De quantas horas eu preciso para ter um passeio tranquilo na cidade?

Vamos começar pelo ponto mais importante para esse roteiro ter sucesso: o quanto durará a sua conexão em Roma.

Se você tiver menos de 5 horas de conexão aconselho que você nem coloque os seus pés fora do aeroporto. Por mais que seja tentador ter um vislumbre do Coliseu, encarar trem, metrô e uma possível imigração te roubarão tempo demais e por isso, o risco de você ter problemas com o horário do seu voo será grande. Acredite. Então fique pelo aeroporto mesmo, aproveite para descansar, olhar as lojas e gastar alguns (bons) euros comendo algo por lá.

Coliseu
Já estou aqui torcendo para que você tenha mais de 5 horas de conexão e consiga ver alguns detalhes dessa belezura

Caso você tenha exatas 5 horas de conexão em Roma já podemos começar a pensar em algo. Talvez só o Coliseu e mesmo assim, um pouco apertado. Mas se você for uma pessoa bem direta no assunto e que abra mão de parar para comer algo, até dá pra se arriscar em um roteiro no estilo “Pronto! Já vi o Coliseu… estou feliz!” No entanto, se você tem mais de 5 horas de intervalo entre um voo e o outro o meu conselho é: pegue o trem, em seguida pegue o metrô, veja o Coliseu, olhe bastante coisa no entorno, coma uma pizza e enfim seja feliz!

 

 

Tá, já entendi que preciso de mais de 5 horas de conexão em Roma para ter um bom vislumbre das principais coisas. E agora?

Agora vamos te dar um passo-a-passo do que fizemos e que deu super certo para você se inspirar e não passar todas essas horas no aeroporto pensando que poderia ter visto algo na cidade. Está pronto?

Coliseu
Estávamos felizes? Sim ou com certeza?

 

Como se deslocar até o centro de Roma

Para sair do aeroporto a melhor opção é pegar o trem Leonardo Express que te deixará na Estação Termini. Como não há paradas no caminho, o trajeto dura mais ou menos 30 minutos. O guichê da empresa fica do lado de fora do desembarque. Logo, você sairá da aérea de desembarque e seguirá as placas de sinalização que indicam o caminho até o trem. Não demorará muito e você verá o balcão para comprar o seus tickets. Caso alguma autoridade te pergunte algo, não há necessidade alguma de mentir. Fale você tem uma longa conexão em Roma e que gostaria de aproveitar suas horas na cidade. Dessa forma você não correrá o risco de melar o seu passeio.

Plataforma do trem Leonardo Express
Plataforma do trem Leonardo Express integrado ao aeroporto

Cada trecho custa €14 (mas eles cobram €1 de taxa administrativa) e aconselho que você já deixe logo comprado o trecho de volta. Ter seu bilhete de retorno em mãos te fará evitar filas e com isso você irá economizar tempo durante no seu trajeto de volta ao aeroporto.

Ticket Leonardo Express
Esse é o ticket de trem Leonardo Express. Repararam que no canto esquerdo, quase saindo da foto, tem alguns números? Isso é a validação do ticket com a data e hora em que foi validado.

 

Chegando na Estação Termini

A Estação Termini possui ligações com as Linhas A e B do metrô, além de várias ligações com trens inter-regionais e para outros países europeus. Para ver o Coliseu e seguir o roteiro que nós fizemos, esqueça todas as ligações e pense somente na Linha B, pois é ela que você vai pegar. E o mais importante de tudo: nem pense em entrar em alguma atração pelo caminho! As filas são enormes! Você passará mais tempo na fila do que aproveitando suas horas na cidade.

 

-> Você sabia que o seguro viagem é obrigatório para quem visita a Europa? Apesar de muita gente não saber, é necessário um seguro com apólice de 30 mil euros para entrar no Espaço Schengen. Faça um comparativo entre os melhores seguros do mercado com a Seguros Promo. Você verá as melhores tarifas disponíveis e ainda tem 5% de desconto usando o código CARIOCA5

 

Nosso roteiro de algumas horas em Roma

Como a nossa conexão em Roma era de 8 horas, tivemos tempo suficiente para ver algumas atrações legais. Nosso desembarque em Roma e nosso embarque com imigração de volta ao Brasil não demoraram nadinha. Mas o ideal é você não contar com isso. Portanto, deixe umas duas horas de folga para esses processos. O que você ganhar de tempo é lucro!

Após pegarmos o trem da Leonardo Express, descemos na Estação Termini e logo compramos o ticket de ida e volta do metrô. Em seguida pegamos a Linha B sentido Laurentina e descemos na Estação Colosseo. Cada trecho do metrô custou €1,50 e até o Coliseu são apenas duas paradas, então foi super rápido.

Ticket de metrô em Roma
Esse furinho no ticket de metrô de Roma significa que o bilhete já foi utilizado.

Chegamos no Coliseu e ficamos sem palavras. É realmente lindo e já tinha compensado sair do aeroporto. Nós poderíamos ficar só por ali mesmo que já estava tudo certo! haha.

 

->Alguns meses depois voltamos com calma para a Itália e fizemos um roteiro que contemplava Roma e Toscana. Em Roma tivemos a oportunidade de fazer um tour incrível pelos subterrâneos do Coliseu e utilizamos uma tática de não enfrentar nenhuma fila para entrar. Nós já contamos aqui no blog como conhecer o Coliseu sem passar perrengue e ainda furar fila.

 

 

Coliseu
É tão grande que não cabe em uma foto do celular haha
Coliseu
Na GoPro até que cabe, mas deixa ele tão pequenino que não condiz com a realidade! rs

Ao redor do Coliseu você verá algumas outras atrações famosas da cidade, como o O Arco de Constantino e o Palatino, por exemplo, que estão logo ali ao lado. Além deles, o Fórum Romano também está naquela região. Sim, sem dúvidas vai dar vontade de entrar em tudo. Mas contenha-se e vá até o final do roteiro se você tiver disposição! rs

Arco de Constantino
Arco de Constantino
Arco de Constantino
Arco de Constantino

Próxima parada…

Após alguns minutos de choque olhando aquilo tudo e muitas fotos tiradas, seguimos nosso roteiro pela Via dei Fori Imperiali. Nossa intenção era chegar até a Fontana di Trevi. Do Coliseu até lá são 20 minutos andando de acordo com o GPS, mas nós conseguimos fazer em menos tempo.

Via dei Fori Imperiali
Via dei Fori Imperiali e o Coliseu lá no fundo.

Ao longo dessa “via” há inúmeros prédios históricos. E no final dela se encontra o famoso Monumento à Vittorio Emanuele. O bicho é imponente mesmo, viu? Dá pra subir suas escadarias sem custo algum, mas as fotos ficam melhores pelo lado de fora mesmo.

Monumento a Vittorio Emanuele
Monumento à Vittorio Emanuele

 

Enfim… Fontana di Trevi

Esse era ponto final do nosso roteiro. Além de ver o Coliseu, também queríamos ver a famosa Fontana di Trevi. Será que é isso tudo mesmo? E era, viu? Só que é extremamente cheia também. Lá tinha uma das maiores concentrações de gente que vimos na Europa. Pra ter seu lugar ao sol, jogar sua moedinha por cima dos ombros e garantir sua volta à cidade você terá que ter um pouquinho de paciência.

Fontana di Trevi
Pensem em um lugar lotaaado… mas lindo!
Fontana di Trevi
São tantos detalhes lindos…

Bom, nossa paciência estava em dia e além de tirar algumas fotos bem difíceis sem ninguém interferindo, tratei logo de jogar duas moedas. Só por garantia mesmo! haha…

Fontana di Trevi
Até que a foto do casal também não ficou tão ruim rs

Voltamos pelo mesmo caminho da ida e bem perto da Fontana paramos para comer umaS fatiaS de pizza. Comemos logo duas fatias cada um. Estávamos famintos, morrendo de calor e cheios de sede. Pagamos felizes €4 em cada fatia. Dane-se, era o último dia do mochilão e tudo o que não queríamos mais era nos preocupar com o preço, mas com certeza existem locais mais baratos ao longo do caminho.

Fontana di Trevi
Essa ainda era a primeira moeda rsrs

 

Veja também:
-> Trastevere: o charme e a autenticidade do bairro mais boêmio de Roma
-> O que fazer em Siena: 6 passeios imperdíveis na cidade e 2 dicas extras
-> Pienza, a jóia do Val d’Órcia na Toscana
-> O que fazer em Florença em um roteiro a pé pelos principais pontos da cidade

 

 

Hora de voltar

Voltamos caminhando pela Via dei Fori Imperiali e ainda paramos para mais algumas fotos. Não ficamos enrolando, mas posso dizer que andamos com calma até o metrô Colosseo. Pegamos novamente a Linha B, só que agora sentido Termini. Entramos no trem e em meia hora estávamos no aeroporto novamente. É, posso dizer que faria isso de novo se tivesse outra conexão em Roma, pois valeu a pena cada hora que não passamos no aeroporto!

Pôr do sol no Coliseu
Não ficamos para assistir, mas o pôr do sol no Coliseu deve ser lindo!

 

Veja mais: Como economizar na Europa: 11 dicas para a sua viagem ao Velho Continente

 

INFORMAÇÕES IMPORTANTES – LEIA COM ATENÇÃO!

  • Nosso voo de Budapeste chegou em Roma às 14:00. O desembarque foi bem rápido e às 15:00 nós já estávamos dentro do Leonardo Express.
  • Nosso voo de volta para o Brasil era às 22:00 e às 18:40 nós já estávamos na Estação Termini pegando o trem de volta para o aeroporto.
  • Assim como a maioria dos lugares da Europa, não esqueça de validar seus tickets de trem antes de embarcar. A multa é bem salgada e certamente o fiscal irá passar no Leonardo Express.
  • Para nós, o roteiro não foi nada corrido. Mas se você achar que é muito para você e ficar com medo de perder o voo, monte o roteiro no seu tempo. As atrações de Roma continuarão lá lindas e belas te esperando em uma próxima visita. Por isso, nosso roteiro é apenas uma sugestão do que pode ser feito.
  • Não há necessidade de você se preocupar com bagagem pois as suas bagagens despachadas irão direto para o seu destino final. Mas caso você tenha bagagens de mão que atrapalhem, você poderá deixá-las no locker do aeroporto. No entanto, se isso for necessário, separe mais um tempo do seu roteiro para resolver essa questão.
  • Roma é uma cidade grande e lotada e consequentemente o seu transporte público também cheio. Com certeza haverá muitas pessoas passando por você. Neste caso, sempre é bom lembrar de ter atenção com seus pertences.

 

 

♦PLANEJE A SUA VIAGEM♦

 

  • Reserve a sua hospedagem através do Booking e garanta as melhores tarifas. Fique tranquilo porque reservando através do nosso blog você não pagará nenhuma taxa extra. E além disso ainda nos ajuda a mantê-lo no ar, criando cada vez mais conteúdos gratuitos e de qualidade.
  • Alugue o seu carro com até 60% de desconto. Parcele no cartão de crédito sem cobrança de IOF pela RentCars. Além disso, todo o valor é gerado em reais.
  • Ganhe 5% de desconto no seu seguro viagem usando o cupom CARIOCA5 em pagamentos à vista na Seguros Promo. Ou então, parcele em 12 vezes sem juros no cartão de crédito.

 

 

Compartilhar

Dhebora Sancho

Carioca de nascimento. Educadora Física de profissão. Viajante de coração. Apaixonada pelas coisas simples da vida e intrigada pelas complexas. Costuma dizer que adora um sol, mas não dispensa os dias nublados.

36 thoughts to “Conexão em Roma: como aproveitar suas horas na cidade”

  1. Sempre fico com receio de sair do aeroporto nas conexões, por isso eu prefiro voos com pequenas conexões. Mas quem sabe um dia né? Achei as dicas ótimas, o roteiro é rápido mas passa pelos principais pontos. Muito bom. Beijosss

  2. Muito bem aproveitadas estas horas em Roma! Parabéns!
    Dá um certo medo de perder o voo, mas quando há opções de metrô, é mais seguro. O problema é quando depende de trânsito, aí os riscos ão grandes.

  3. Nossa! Aproveitaram bem, hein? Não sei se conseguiria ficar só umas horinhas em Roma com tanto para fazer. hahaha
    Mas amei as dicas! Realmente ótimas para quem quer dar uma corridinha pela cidade. 🙂

  4. Roma é uma loucura. Eu fiz isso uma vez com meu marido, mas fomos apenas ao Vaticano, ele queria conhecer a Basílica de São Pedro porque eu sempre falava que qualquer igreja era pequena comparado aquilo. Acredita que chegamos 3 minutos antes de fechar? Imagina passar por todo o perrengue de trem etc e o negócio estar fechado?
    òtimo seu post

  5. Seu post é ótimo… estou com viagem programa para Paris, com conexão em Roma pela Alitália e temos exatamente 8 hs e 20 minutos de um vôo para o outro. Estou querendo fazer o mesmo roteiro que vcs fizeram… conhecer o coliseu e redondeza… Espero que tudo dê certo. Em outro Post orientaram a falar com o pessoal da imigração que passaria o dia na cidade e evitar mostrar as passagens de conexão, caso não seja solicitado. O que vc acha disso? obrigado

  6. Olá! Muito bom o seu post, nos ajudou muito! Temos conexão de mais de 10h em Roma a caminho de Florença, e pegamos essa conexão mais longa intencionalmente. Como nosso tempo é maior, tínhamos a ideia de investir um tempinho no Fórum Romano, e sentar para almoçar. Há algum restaurante pelo caminho, a preço mais em conta, ou apenas as pizzas de rua?
    Muito obrigada pelas dicas! Você coloca de um jeito que parece fácil! Tira um pouco o nosso medo… 😉

    1. Oi, Fernanda! Que bom que o nosso post te ajudou! Ficamos felizes!! =)
      Então, não lembro de ter visto nenhum restaurante com preço mais em conta, não. Todos os que vimos achamos meio salgadinho no quesito preço rsrs. Mas pizza de rua tem bastante e valem a pena! São boas e geralmente são baratas. Aproveite a sua conexão sem medo. Claro, é preciso ficar atento aos horários, mas 10 horas são horas suficientes pra curtir um pouquinho. Beijos e boa viagem!

  7. Muito interessante seu post. Vou fazer uma escala de dez horas em Roma e quero ter essa coragem de sair do aeroporto, mas assim…rsrs não falo inglês, não falo italiano e estarei sozinha. Existe alguma chance de me perder ou de não conseguir me comunicar? O que você me aconselha? kkkkkk

    1. Oi, Mariana! Bom, eu te aconselho a não ter medo! haha… é claro, entendo o fato de você ficar apreensiva e tal, mas mesmo sem o inglês dá pra se comunicar. Muitas vezes o italiano é bem compreensível também (a língua). E com a internet, tudo fica mais fácil. Bota no maps e vai que vai! rs…

  8. Excelente, teremos 10 hs em Roma, e vou fazer intercambio com meu filho em Malta, tem algum roteiro que podemos conhecer estadio de futebol além dos sugeridos por vocês?

  9. Olá gostei bastante das informações, como vocês eu tbm vou ter 8 hrs de espera para Valência E será em agosto, gostaria de aproveitar esse tempinho, bem provavel que eu esteja sem internet no celular, então tenho medo de me perde rsrsrs, mais eu gostaria de ir pelo menos até o Coliseu, esse período acredita que de tempo? A imigração foi tranquila pra vocês?

    1. Siiim! Super dá tempo, Scheila! Assim que você chegar já faça direto esse trajeto, sem desvios hehe… Mas é aquilo, eu recomendo somente conhecê-lo por fora, assim como nós fizemos. Enfrentar fila para entrar no Coliseu eu já acho um pouco arriscado em relação ao horário. A imigração foi bem tranquila. Tendo tudo certinho é de boa 😉

  10. Parabéns pelo seu post!! As informações foram ótimas, você deu coragem a qualquer um(Rsss),
    devo ir em novembro e vou seguir as suas dicas, só gostaria de uma informação, você acha que esse tour que vocês fizeram, fazer com uma criança de 3 anos é tranquilo?
    Obrigado.

    1. Oi, Daniele! Que bom que o post te ajudou!! =D
      Olha, se vocês forem de boa em carregar a criança no colo, acho que é tranquilo. Se for pra ela andar tudo, creio que seja um pouco puxado… daí se concentrem mais no Coliseu e arredores mesmo, que de qualquer forma já vai valer super a pena, né rs

  11. Olá gente, amei o post, real. Tenho um bilhete de Guarulhos para Barcelona com conexão de 9:30 em Roma. Estou muito afim de fazer esse roteiro, amei. Gostaria de saber se como meu primeiro país na Europa vai ser a Itália, estou com medo de perder muito tempo na imigração e não conseguir fazer esse defeito maravilhoso. Será que mesmo passando na imigração eu ainda consigo fazer o roteiro?! Obrigado e parabéns pelo Blog

    1. Oi, Pedro! Então, das vezes em que fizemos imigração em Roma tudo foi bem rápido. Acredito que se você tiver 8 horas livres, já contando com um tempo extra na imigração, não terás problemas em relação ao roteiro. 😉

  12. Oi querida li o seu post Estou com tanto medo de sair do aeroporto eu tô indo sozinha para Espanha com conexão em Roma de 7 horas e eu como não sei falar outras línguas só português fica com muito medo mas adoraria conhecer a Basílica de São Pedro e o Coliseu você acha que dá tempo .

    1. Oi, Marisa! Cara, conhecer a Basílica não dá não. É longe do centro de Roma e vai ficar muuito corrido, fora a fila que tem pra entrar. Mas conhecer a parte externa do Coliseu super dá! Seguindo direitinho os passos não tem erro! rs…

  13. Muito legal a sua experiência. Em fevereiro terei conexão de 6:40hrs em Roma. Vc acha que consigo ver o coliseu e a Fontana di trevi?
    PARA pegar o Leonardo express passamos pela imigração? Como funciona? É a minha primeira vez na Europa…

    1. Oi, Dai!! Tudo bem?
      Então, acho que com esse tempo de conexão eu arriscaria somente o Coliseu mesmo justamente por conta da imigração. Pelo o que eu entendi, a conexão é no seu voo de ida, certo? Caso sim, você terá que passar pela imigração para pegar o trem

  14. Nossa amei cada detalhe do seu post. Sou louca para conhecer Roma, mas a viagem que conseguir comprar no momento é para Espanha, passarei em Portugal Também, que são lindos… Mas não resisti em pesquisar o que eu poderia fazer com a minha conexão em Roma, no retorno para o Brasil. São 7h55m de espera, chegarei no aeroporto de Roma às 13:50 e meu voo para o Brasil será às 21:45. Será que consigo dar uma boa volta na cidade? Me contento em ver o coliseu só por fora mesmo, ver as atrações principais e mais próximas do coliseu, fontana di trevi haaa meu Deus! Obrigada por compartilhar conosco a suua experiência, ajuda muito os marinheiros de primeira viagem.

    1. Oi, Adriana!! Sua viagem vai ser incrível! Portugal é bem bonito! A Espanha ainda não conhecemos, mas deve ser tão lindo quanto! Em relação ao passeio, com esse tempo de conexão você consegue dar uma voltinha sim. É só ter foco no roteiro hehe

  15. Bom dia!

    Estou querendo fazer uma aventura como essa, porém como vocês utilizam o Google Maps e outros apps que dependem de internt? Vocês adquiriram algum sim card? Como funciona?
    Adoro os posts de vocês, sempre muito útil!

    1. Oi, Angelica! Tudo bem? Muito obrigada!!! Então, usamos o maps sim!!! Compramos chip local na maioria das vezes porque ainda não tínhamos gostado do serviço de chip saindo aqui do BR. Mas recentemente testamos o chip da Yes Brasil e ele foi ótimo! Funcionou 4G na Europa… dá uma olhada 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

* Checkbox GDPR / Regulamento Geral de Proteção de Dados do Usuário

*

Concordo / I agree