Atualizado em

Eu poderia simplesmente falar que Cusco é cheia de atrações turísticas tanto para quem apenas fica pela cidade como para quem passeia pelos seus arredores. Poderia também falar que a cidade é a melhor base para conhecer Machu Picchu e o Valle Sagrado, mas provavelmente isso vocês já devem imaginar. Ou então, poderia simplesmente começar o texto falando sobre a enorme quantidade de história antiga capital do Império Inca possui. Mas a verdade é que há tanto o que fazer em Cusco que esse seria um parágrafo interminável. Dito isto, vamos tornar as coisas um pouco mais práticas? Neste post você verá:

1 – Sobre Cusco

2 – Roteiro pelo centro histórico + mapas de roteiros

3 – Passeios ao redor de Cusco

4 – Como chegar

5 – Onde ficar em Cusco

6 – Quantos dias ficar

7 – Quando ir

Dicas do que fazer em Cusco
Cidade de Cusco

Sobre Cusco

Se você não perder o ar com cada cantinho, rua ou então com cada construção histórica de Cusco, pelo menos pra altitude você perderá o fôlego. Localizada a 3400 metros acima do nível do mar, é uma das cidades mais altas da América do Sul, além de ser também uma das mais incríveis – culturalmente falando. Não é a toa que Cusco é considerada Patrimônio Cultural da Humanidade, pela Unesco. Apesar de muito procurada por ser a melhor base para conhecer Machu Picchu e o Valle Sagrado dos Incas, Cusco vai muito além disso. A cidade tem uma gastronomia impecável, museus que valem a visita, sítios arqueológicos bem pertinhos do centro e muito do toque das antigas civilizações em cada esquina.

Em Cusco é possível ver, de fato, o misto perfeito entre a arquitetura colonial espanhola e a inca, provenientes da mistura dessas civilizações durante a colonização. Muitos estabelecimentos mantém até hoje em seus muros algumas construções incas perfeitamente encaixadas, por exemplo. Mas além disso, há ainda o toque especial dado pelo mix cultural que existe nas ruas da cidade. Você consegue sentir isso no Mercado Central de San Pedro, onde viajantes e locais se deliciam com iguarias típicas. Ou então ao avistar uma chola – a camponesa andina – se comunicando no idioma Qechua, tal qual seus antepassados. Ou quiçá ao observar uma artesã tecendo com técnicas tradicionais antigas no pátio do museu enquanto diversos turistas visitam o local. Cusco tem história pra dar, vender e te encantar!

O que fazer em Cusco em um roteiro pelo centro histórico

Além dos tradicionais passeios ao redor da cidade, há muito o que fazer em Cusco, principalmente em seu centro histórico. Por isso, vamos dar 9 dicas que achamos imperdíveis para você conhecer quando estiver batendo perna por lá.

1 – Plaza de Armas (Plaza Mayor)

Como toda cidade com colonização espanhola tem uma Plaza de Armas, começaremos aqui a nossa sugestão do que fazer em Cusco. Nessa praça existiam vários templos e construções incas que deram origens às igrejas quando os espanhóis chegaram. Ao seu redor há inúmeros restaurantes, bares, lanchonetes, lojas, casas de câmbio e agências de turismo.

2 – Catedral de Cusco

A Catedral de Cusco foi a primeira construída na América do Sul e fica bem ali na Plaza de Armas e ainda é uma das maiores na America Latina. Sua construção envolve toda história da colonização espanhola. Além de ter sido construída em cima de um templo inca, os próprios incas escravizados foram responsáveis por essa empreitada. Pesado, não?

No local é possível ver várias obras da Escola de Arte Cusquenha, entre outras católicas pintadas e construídas com símbolos incas, até porque, isso na época era uma forma de evangelização. Além disso tudo, há altares com muito ouro e muita prata. Sem dúvidas, é um lugar impressionante até mesmo para aqueles que não curtem muito igrejas.

Infelizmente não é permitido fotografar dentro da Catedral, mas garantimos que a visita vale a pena. Existem duas formas de conhecê-la: através do City Tour em Cusco ou por conta própria. Nós fomos por conta própria e o valor da entrada com áudio guia nos custou 25 soles.

3 – Bairro San Blas

Para chegar até o bairro de San Blas você precisará de oxigênio (rs). Isso porque ele fica na parte alta da cidade, mas o esforço é recompensado assim que você chegar. Inúmeras lojinhas simples de artesanato e vendedores hippies dividem espaço com lojas de artesãos mais sofisticados, deixando as ruas ainda mais charmosas.

Ladeira para San Blas em Cusco
Subindo para San Blas

4 – Pedra dos 12 ângulos

Bem ali pertinho de San Blas, na divisa entre a Calle Hatum Humiyoc e Calle Triunfo, tem a pedra inca mais famosa da cidade. A Pedra dos 12 ângulos só perde em ângulos para uma que tem 32 deles e fica em Machu Picchu. É, gente, os incas eram assim mesmo.

Muro Inca em Cusco
Vestígios de um muro Incano meio de Cusco

Pode parecer difícil de achá-la ao ver aquele enorme muro inca no meio da cidade. Mas suas dificuldadesacabarão no momento em que você reparar que vários grupos com guias também estarão no local. Ou seja, você nem precisará procurá-la.

Pedra dos 12 ângulos em Cusco
Olha aí… pode contar, gente! rs

5 – Jardim Sagrado e Museu Arqueológico do Sítio de Qorikancha

O Templo de Qorikancha é um outro ponto turístico que costuma ser visitado durante o city tour em Cusco, um passeio que costuma ser feito em alguns pontos da cidade e arredores. No entanto, a visita em seus jardins e ao museu arqueológico não fazem parte do tour. Por isso, o ideal é você voltar depois por conta própria para visitá-los.

Templo de Qorikancha
Templo de Qorikancha visto do Jardim

O Jardim Sagrado é uma graça e rende algumas boas fotos. Será normal encontrar moradores locais curtindo o dia por lá com suas famílias.

Logo abaixo do jardim há o Museu Arqueológico do Sítio de Qorikancha. O lugar está incluído no Boleto Turístico de Cusco e você pode saber mais sobre o funcionamento no post Boleto Turístico de Cusco: o que é?. Por lá há objetos de origem pré-inca e inca. Há muitos artefatos de combate, utensílios do cotidiano, cerâmicas e etc. Há também crânios, múmias e várias explicações sobre o processo de mumificação inca. O museu é pequeno e em menos de uma hora você já terá visto tudo.

6 – Monumento Inca Pachacuteq

Tá, essa atração não é no meio do centro turístico de Cusco em si, mas ainda assim vale a visita. O Monumento Inca Pachacuteq fica lá no final da Avenida El Sol, depois do Centro Artesanal de Cusco. Poucos turistas vão até lá e nós demos o azar de ter fechado mais cedo no dia em que fomos, então, só o vimos por fora. Mas para a alegria de todos essa atração também está incluída no boleto turístico. O local também funciona como um museu. Em cada andar é contada a história da civilização inca e também do Inca Pachacuteq, que foi o maior responsável por grande parte da expansão do Império Inca. Há um mirante para a cidade na parte mais alta do monumento.

Monumento Inca Pachacuteq
Monumento Inca Pachacuteq

7 – Mercado Central San Pedro

Escolher o que fazer em Cusco além de ver atrações referentes ao período inca pode até ser um pouco difícil, mas o Mercado Central de San Pedro pode ser uma dessas escolhas. Aqui a dica mais importante para o sucesso do passeio é: VÁ COM O SEU CORAÇÃO ABERTO! haha. Alguns dizem que o local não é uma atração turística propriamente dita. Outros também não concordarão com o fato dele estar nessa lista. Realmente, o mercado não está ali no vuco-vuco do centro. Mas como nada em Cusco é longe, é molezinha chegar lá.

Mercado San Pedro em Cusco
Corredores de artesanato

Particularmente, nós adoramos conhecer esse tipo de lugar. Gostamos ver como os locais agem, o que eles mais comem e como é o cotidiano deles. Amamos conhecer supermercados, por exemplo. Vai entender… haha. Então, é claro que não terminaríamos esse post sem citar o Mercado San pedro! Nele há vários corredores divididos por setores. Inúmeras barracas vendendo artesanato, roupas e souvenirs. Várias outras vendendo grãos, pães, queijos e azeitonas. Umas não tão agradáveis vendendo carnes e aves (tenso). Mas o que chamou minha atenção mesmo foram as barracas de verduras, legumes e frutas. Sério, gente! Nunca vi cores tão vivas! E nem frutas e legumes tão grandes quanto os de lá! haha…

As refeições mais baratas de Cusco

Se você for corajoso pode tomar um suquinho em uma das barracas. Ou então, se a fome apertar, pode almoçar super barato por lá também. Vimos vários gringos enchendo a pança, mas deixamos para um outra oportunidade. Aliás, como eu já havia sofrido com uma gastroenterite braba alguns dias antes desse tour, achei melhor nem arriscar! rs. Entretanto, muita gente indica o Mercado Central San Pedro como uma ótima opção pra comer bem barato na cidade. E uma coisa é certa: é tudo baratinho mesmo!

8 – Museu Inka

Ok. Eu sei que chega uma hora em que esse museus são meio que mais do mesmo. Mas o maior acervo de arte inca está aqui! Tem muita coisa mesmo! E quando o assunto é o que fazer em Cusco, esse é um dos museus que eu indico de olhos fechados caso você queira entender um pouco mais sobre a cultura deles.

Museu Inka em Cusco
Entrada do Museu

Um coisa bem interessante do Museu Inka é que por lá existem maquetes de vários sítios arqueológicos e algumas permitem até interação. Você consegue ver exatamente onde acontecia cada atividade dentro dos sítios. Você aperta o botão e uma luz acende onde a atividade acontecia, por exemplo. Esse museu não está incluído no boleto turístico e o valor da entrada nos custa 10 soles. Vale lembrar que não é permitido fotografar lá dentro.

Pátio do Museu Inka
Pátio do museu e uma artesã trabalhando

9 – Museu Histórico Regional

Conhecido também como Casa Del Inka Garcilaso, o Museu Histórico Regional conta a histórica de Cusco e foi a casa do escritor Garcilaso Vega. Ele foi um mestiço que procurou através da literatura guardar as tradições de sua mãe quechua.

A casa por si só já é uma bela atração. E além de contar tudo sobre Cusco e sua colonização, há inúmero objetos arqueológico expostos. Infelizmente as fotos só são permitidas nas áreas externas. Mas felizmente o museu também faz parte do Boleto Turístico de Cusco.

Museu Histórico Regional em Cusco
Pátio do Museu Histórico Regional de Cusco

Mapas com opções de roteiros a pé pelo centro histórico de Cusco

A) Plaza Mayor + Catedral de Cusco + Jardim Sagrado e Qorikancha + Monumento Inca Pachacuteq
B) Plaza Mayor + Catedral de Cusco + Casa Garcilaso + Mercado Central de San Pedro
C) Plaza Mayor + Catedral de Cusco + Pedra dos 12 ângulos + San Blas

O que fazer em Cusco: passeios nos arredores

Além das diversas atrações que se encontram bem próximas e/ou no centro turístico de Cusco, existem vários passeios que podem ser feito no entorno da cidade. Entre eles, há até mesmo opções para os mais aventureiros que não perdem uma boa trilha.

City tour em Cusco

Esse é um dos passeios mais tradicionais na cidade. O City Tour em Cusco passa por alguns sítios arqueológicos bem pertinhos do centro de Cusco. O roteiro costuma incluir a Catedral de Cusco, Qoricancha, Sacsayhuaman, Qenqo, Puca Pucara e Tambomachay. É uma boa pedida de passeio para fazer assim que você chegar na cidade, pra ter uma breve introdução à cultura inca. rs. Você pode fazê-lo tanto através de excursões em agências como contratando um guia privativo. É claro que como tudo tem o seu preço, a segunda opção é bem mais cara. Há ainda quem prefira fazer tudo por contra própria, com carro alugado, no entanto, você pode perder muitas informações importantes sobre os lugares. É possível comprá-lo nas diversas agência próximas à Plaza de Armas ou então antecipadamente, pela internet. Veja o preço e compre online aqui.

Sacsayhuaman
Ruínas incas da fortaleza de Sacsayhuaman

Machu Picchu

É certo que Machu Picchu é a grande atração do Peru e um dos motivos para a maioria das pessoas incluírem Cusco no roteiro. Aliás, a Cidade Perdida dos Incas é de longe uma das melhores dicas do que fazer em Cusco, embora não faça parte da cidade. Para saber mais, confira nosso post sobre Machu Picchu aqui no blog e veja também quanto custa uma viagem para Machu Picchu.

vista de machu picchu
Vista de Machu Picchu da parte alta

Vale Sagrado

Conhecer o Vale Sagrado dos Incas é uma outra dica do que fazer nos arredores de Cusco. Esse passeio de um dia passar por várias cidades à beira do Rio Urubamba, dito como sagrado para os Incas e por isso o tour leva essa nome. As cidades visitadas são: Pisac, Ollantaytambo e Chinchero. Assim como o city tour, você pode tanto comprar o passeio quando chegar em Cusco como antecipadamente pela internet. Se você é do tipo que já prefere viajar com tudo resolvido, confira aqui os preço para o tour pelo Vale Sagrado.

Parte das ruínas de Ollantaytambo
Parte das ruínas de Ollantaytambo

Maras e Moray

As Salinera de Maras e as ruínas incas de Moray são outras duas atrações imperdíveis em Cusco. A maioria dos passeios costumam visitar as duas no mesmo dia, o que eu particularmente acho bastante válido. Apesar de estarem longe do mar, as famílias da região de Maras trataram logo de dar um jeitinho de produzir e comercializar o sal nas montanhas. Isso se tornou possível porque há uma nascente de água salgada na região. São mais de 4 mil poços de sal na encosta da montanha. Incrível, né? Já Moray era um antigo laboratório agrícola da civilização inca, onde eles faziam experimentos para deixar todo o plantio em nível máximo de qualidade. Para comprar o tour antecipadamente, confira aqui.

Rainbow Mountain

Aberto somente em 2016, a trilha pela Rainbow Mountain – ou Montanha Colorida – tem sido uma das trilhas mais procuradas por quem visita Cusco. De fato, o visual é incrível! A trilha tem 6 km ida e volta, no entanto, por conta da altitude chega até pouco mais de 5 mil metros, é considerada de nível difícil. O passeio dura o dia inteiro e geralmente começa ainda de madrugada. Por volta das 4 da manhã as agências buscam o turista no hotel e o retorno é somente após às 16 horas. Para deixar reservado o seu passeio, você também pode comprá-lo antecipadamente.

Rainbow Mountain (Foto: Civitatis)

Laguna Humantay

Outro tour muito recomendado nos arredores de Cusco é a Laguna Humantay. Assim como a Rainbow Mountain, é para chegar até a laguna é necessário fazer uma trilha bem cansativa. Desta forma, o ideal é se programar e também fechar esse passeio com alguma agência. Apesar da dificuldade, principalmente por causa da altitude, o visual te tirará do sério de tão lindo!

Laguna Humantay (Foto: Civitatis)

Vale Sul

Embora o passeio para os sítios arqueológicos que fazem parte do Vale Sul não seja tão procurada como os demais, essa também é uma boa dica do que fazer em Cusco, principalmente se você tem um tempinho a mais na cidade. Os lugares visitados são Tipón, Pikillacta e Andahuaylillas. Saiba mais sobre os preços e roteiro do passeio aqui.

Tipón (Foto: Civitatis)

Onde ficar em Cusco

Uma das melhores coisas em Cusco é que ela é uma cidade com hospedagem para todos os bolsos possíveis. Você encontrará desde hotéis 5 estrelas até os hostels mais simples possíveis. E claro, nesse meio termo ainda há aquelas ótimas opções com bom custo x benefício. Para galera que curte hostel, indicamos o Milhouse e o Pariwana, ambos muito bem avaliados e com localização central. Para uma hospedagem no estilo mais pousadinha, indicamos a La Posada del Viajero, com preço e a poucos passos da Plaza de Armas. Por outro lado, se você procura algo com luxo, uma boa opção é o Belmond Hotel Monasterio. Aqui nos blog nós temos um post com dicas de onde ficar em Cusco unindo preço e boa localização.

Como chegar em Cusco

Como não há voo direto do Brasil para Cusco você obrigatoriamente terá que fazer uma escala em Lima. As duas empresas que fazem essa rota são a Avianca (voamos por ela) e a Latam. Também existe ônibus de Lima para Cusco, no entanto, a viagem dura em torno de 24 horas. De qualquer forma, caso essa seja a sua opção, uma empresa muito indicado para o trajeto é a Cruz del Sur. Também é possível ir de La Paz, na Bolívia, para Cusco de ônibus, fazendo um pit stop na cidade de Puno.

Quantos dias ficar

Escolher quantos dias ficar em um lugar é muito relativo porque vai de acordo com os interesses de cada um. Entretanto, para conhecer o mínimo de atrações, incluindo Machu Picchu e o Vale Sagrado, acredito que o ideal seria pelo menos de 4 a 5 dias na cidade.

Quando ir

A melhor época para visitar Cusco é de maio até setembro, quando chove menos na cidade. Mas de qualquer forma, a cidade pode ser visitada o ano inteiro. Basta apenas levar em consideração que o período do verão é justamente o que mais chove. Se bem que conheço pessoas que viajaram em janeiro e não pegaram um dia de chuva sequer! rs.

E aí? Tem mais sugestões do que fazer em Cusco além dessas que já falamos? Conta aqui pra gente nos comentários e ajude os outros viajantes a incrementarem seus roteiros! =)

SIGA AS NOSSAS REDES SOCIAIS E NOS ACOMPANHE EM TEMPO REAL =)
– Instagram: @cariocasemfronteiras
– Facebook: /cariocasemfronteiras

♦PLANEJE A SUA VIAGEM♦

  • Reserve a sua hospedagem através do Booking e garanta as melhores tarifas. Fique tranquilo porque reservando através do nosso blog você não pagará nenhuma taxa extra. E além disso ainda nos ajuda a mantê-lo no ar, criando cada vez mais conteúdos gratuitos e de qualidade.
  • Reserve seus hostels através do Hostelworld e garanta a sua hospedagem nos melhores hostels do mundo.
  • Reserve um apartamento através do AirBnb e ganhe até 179 reais em crédito na sua primeira reserva pelo site.
  • Compre seu seguro viagem com a Real Seguros e tenha os maiores descontos e as melhores formas de pagamento, inclusive parcelando em várias vezes no cartão de crédito
  • Reserve os melhores passeios e experiências com a Get Your Guide e com a Civitatis.
  • Alugue o seu carro com até 60% de desconto. Parcele no cartão e sem cobrança de IOF pela RentCars. Além disso, todo o valor é gerado em reais.
  • Viaje conectado! Compre seu chip de celular da Yes Brasil com internet 4G para usar no exterior.
  • Compre seus ingressos antecipados através da Tiqets e evite filas nas atrações mais famosas do mundo.

Author

Carioca de nascimento. Educadora Física de profissão. Viajante de coração. Apaixonada pelas coisas simples da vida e intrigada pelas complexas. Costuma dizer que adora um sol, mas não dispensa os dias nublados.

19 Comments

  1. Tenho bastante vontade de conhecer Cusco e toda essa riqueza cultural! Deve ser bem interessante, obrigada por compartilhar essas dicas conosco 😉

  2. Nosso sonho conhecer esse local, bem que poderíamos marcar para irem como nossos guias né. Belo post, muito bem escrito, o que nos leva para dentro desta viagem com vocês.

  3. Quanta coisa para fazer e com essas dicas fica ainda mais fácil, só montar o roteiro e partiuuuu…. Quem sabe logo não vamos conhecer essa cidade incrível. Forte abraco @viajandodebarraca

  4. Keul Fortes Reply

    Adorei as atrações! Fiquei com vontade de conhecer Cusco. A cidade parece ser demais! Obrigada pelas dicas. Só falta achar uma boa promoção para conhecer o lugar.

  5. Ano passado tinha uma viagem programada a Machu Picchu, mas precisei desmarcar… Com certeza vou me programar novamente e precisarei passar uns dois dias em Cusco, então adorei essas dicas!

  6. Adoreei esse post! Adoro fazer as coisas por conta própria quando elas são tudo pertinho e simples de chegar, e esse seu post está perfeito para quem quer visitar o centrinho de Cusco assim. Com certeza quando for para lá vou imprimir todinho, rs! Bjss

  7. Caroline Rivera Reply

    Adorei o post, não conhecia muito sobre Cusco. Muita coisa boa pra ver, mesmo!
    Amei o Jardim Sagrado lindo!!!! E achei o Mercado Central San Pedro imperdível! Comprinhas!!! \o/
    Babando nesses morangos, meu jabuti ia morrer hehehehe.
    O que é esse milho preto embaixo dos morangos? [Depois li a legenda e é eralmente milho preto omg]
    Adorei os mapas no final. Post super completo! Arrasou.

    Beijokas

  8. Que bacana seu post! São dicas imperdíveis para incluir no meu roteiro em Cusco. O mais interessante é que as atrações ficam próximas uma das outras. Amei e com certeza quero conhecer todas. Obrigada por compartilhar essas dicas tão valiosas.

  9. Amo conhecer lugares cheios de histórias! E também gosto de conhecer os gostos locais! O que é aquele milho preto? Você experimentaram?

  10. Fomos para Cusco ha 4 anos e fizemos exatamente todas essas caminhadas pelo centro e um pouco mais. Na época, não tínhamos pesquisado sobre a cidade e sabíamos de nada. Seu post iria ajudar bastante 😉 De Cusco, foram para outras cidades ?

  11. Daniela Milagres Reply

    Que maximo! Adorei conhecer mais de Cusco, achei super detalhado e fora do óbvio. E aquela lhama descendo a rua com a senhora é seu bebê no sling? É muito amor! Mas me
    Tire uma curiosidade, o que é aquele milho pret/amora gigante? Haha

  12. Sou completamente apaixonada pelo Peru e por Cusco em especial desde a minha adolescência.
    Meu esposo foi há dez anos anos atrás quando nem sonhava em me conhecer e vivo pedindo para irmos juntos.
    Viajei nas fotos e no roteiro.
    Parabéns pelo post.
    Abraços.

  13. Sem dúvida umas das viagens mais gostosa que já fiz. O Peru me surpreendeu positivamente e me deixou com um gostinho de quero mais, dicas do que eu deixei de fazer já foram devidamente anotadas para a próxima viagem.

  14. Kássia Maria Reply

    Sou apaixonada pelo pelo Peru e suas cidades e história. Estou programando uma viagem para Cusco e valeu muito a pena ler cada dica nesse blog. Com certeza irei a aproveitar mais ainda a minha viagem. Abçs.

Write A Comment