Atualizado em 10 de agosto de 2020

Os picos Tre Cime di Lavaredo e o Rifugio Auronzo são dois pontos turísticos emblemáticos nos Alpes Italianos. Enquanto o primeiro se trata de três cumes muito representativos da cadeia montanhosa das Dolomitas, o segundo é um refúgio alpino bastante procurado tanto por montanhistas como por turistas em busca de belos visuais.

A melhor parte nessa história toda é que como um fica no caminho para o outro você pode conhecer os dois no mesmo dia, assim como nós fizemos. Aliás, há uma rota saindo diretamente do refúgio até os três cumes.

Conhecemos o Rifugio Auronzo e Tre Cime di Lavaredo através de uma das trilhas mais percorridas na região e vamos contar como é o trekking. Além disso, para os menos aventureiros, dá pra chegar no refúgio de carro e nós vamos explicar direitinho como você deve fazer.

Rifugio Auronzo
Rifugio Auronzo nas Dolomitas

Rifugio Auronzo: refúgio histórico nas Dolomitas

Os refúgios de montanha são extremamente presentes nas Dolomitas e dizem por aí que há centenas deles espalhados pelos alpes. Alguns são até mesmo bases de esqui, enquanto outros são estratégicos e históricos, como é o caso do Rifugio Auronzo.

Em nossa viagem pela região, queríamos conhecer pelo menos um, mesmo sabendo que por ser baixa temporada dificilmente os encontraríamos abertos. Você pode saber mais sobre a melhor época para conhecer as Dolomitas nesse guia completo sobre lugar.

O Rifugio Auronzo foi um dos escolhidos justamente pela sua localização estratégica e incrível, o que fez dele um lugar histórico. Como ele foi construído durante o período da Primeira Guerra Mundial, o refúgio fez parte do embate territorial entre Itália e Áustria que deu origem a toda a essa área italiana. Para os que gostam de História, explicamos bem essa briga em nosso post sobre os lugares mais bonitos do Trentino-Alto Ádige e do Tirol do Sul.

Rifugio Auronzo
Rifugio Auronzo

A princípio, a construção do refúgio foi por proteção territorial. Ao perceberem que os austríacos estavam construindo refúgios nas montanhas mais próximas, os italianos sentiram a necessidade de fazer o mesmo. Então, eles definiram que a área de Tre Cime di Lavaredo, onde o Rifugio Auronzo se encontra, era perfeita para esse fim e em 1912 o refúgio começou a ser construído. Porém, em 1915, quando faltava pouco para finalizá-lo, ele foi bombardeado durante a guerra.

Sua reconstrução foi retomada somente em 1925, após os acordos de paz e divisão de territórios entre os dois países. Mas ao longo dos anos, mais mazelas fizeram parte da sua história. Em 1955 o refúgio pegou fogo e apenas em 1957 ele foi erguido novamente.

Rifugio Auronzo e a área de Tre Cime di Lavaredo nos dias de hoje

Atualmente, a região de Tre Cime di Lavaredo é uma das mais famosas dos Alpes Italianos e atrai turistas o ano inteiro em busca de trekkings e muita beleza natural. Diante disso, o Rifugio Auronzo não fica pra trás, já que a sua localização a 2.333 metros de altura proporciona uma vista panorâmica que merece estar no roteiro de quem viaja por essas bandas.

Tre Cime di Lavaredo
Trilhas na área de Tre Cime di Lavaredo

Hoje em dia o refúgio possui 25 quartos que acomodam até 6 pessoas, além de uma sala de jantar que comporta tranquilamente cerca de 120 indivíduos, trilheiros ou não.

O local oferece um pacote de diárias com meia pensão incluída para quem pretende passar alguns dias explorando a área de Tre Cime di Lavaredo. No entanto, se você pretende pernoitar apenas uma noite para continuar alguma travessia no dia seguinte, também é possível fechar só uma diária. Para maiores informações, consulte o site oficial do refúgio.

Como chegar no Rifugio Auronzo e em Tre Cime di Lavaredo

Durante a alta temporada, ou seja, no verão e no inverno, é simples e fácil chegar no Rifugio Auronzo. A partir do Lago Misurina você deve pegar a estrada chamada Rota Panorâmica e em cerca de 7 km você chegará no início da área de Tre Cime di Lavaredo, e consequentemente, no refúgio. No entanto, para percorrer essa estrada há um custo de mais ou menos 30€ que deve ser pago em uma espécie de pedágio.

Pegadio Rota Panoramica Rifugio Auronzo
Pedágio no início da Rota Panorâmica

Mas, como nem tudo são flores, nós estivemos nas Dolomitas em novembro, na baixa temporada, e nessa época do ano a Rota Panorâmica está fechada. Então, a única solução para chegar no refúgio era através de alguma trilha que levasse até ele e Tre Cime di Lavaredo.

Trekking para Tre Cime di Lavaredo e Rifugio Auronzo

Antes de viajarmos pesquisamos várias formas de chegar até Tre Cime di Lavaredo além da Rota Panorâmica, já que embora tanto a estrada como o refúgio estivessem fechados, o acesso a pé até ele está sempre aberto. Inclusive, precisamos ressaltar que isso vale para todo e qualquer refúgio dos Alpes Italianos. Ou seja, segundo o próprio órgão de turismo local nos respondeu, a pé você pode chegar em qualquer lugar e ainda é de graça.

A princípio, a primeira opção de trekking até Tre Cime di Lavaredo que nós encontramos foi um saindo do Lago Antorno. Mas como era extremamente pesado, continuamos nossa busca por outra opção.

Mais uma vez recorremos ao órgão de turismo, e eles nos orientaram que poderíamos subir a tal da estrada caminhando. Ok, uma ideia um pouco melhor, mas nada atrativo subir diversas curvas pelo asfalto. Continuamos pesquisando por alternativas mais tranquilas, em vão. Eis que um milagre aconteceu!

Encontramos um relato em italiano, de um casal também italiano, que havia feito o trekking até Tre Cime di Lavaredo através de um acesso em uma trilha chamada Avvicinamento 101. Procuramos na Rota Panorâmica no Google Maps e pelo Street Views vimos que esse acesso ficava um pouco antes do pedágio da rota. Bom, eles fizeram a trilha em 40 minutos com duas crianças nas costas. Logo, não seria tão difícil para nós.

Trekking Avvicinamento 101 Tre Cime di Lavaredo
Acesso da trilha Avvicinamento 101

Paramos o carro no estacionamento do Lago Antorno, que era o limite máximo permitido para seguir, e pegamos o tal acesso na trilha. Aliás, a melhor forma de conhecer as Dolomitas é de carro alugado e indicamos o aluguel pela RentCars, por onde alugamos e pagamos online, sem cobrança de IOF.

Olhamos o início da trilha e apesar dos -5° de temperatura, estávamos animados. Até então, seria bem tranquilo, certo? Errado.

Como é a trilha

Poderíamos fazer uma expectativa x realidade aqui, mas desconfiamos que aquele casal não fez a trilha toda até Tre Cime di Lavaredo em 40 minutos, mesmo.

O trekking em si não tem dificuldades de abismos, barrancos, escaladas e coisas nesse estilo. Por outro lado, era uma subida eterna e por muitas vezes extremamente íngreme. Além disso tudo, a trilha é longa e demanda um certo condicionamento físico. Mas todo o caminho é completamente sinalizado, o que achamos maravilhoso e precisamos bater palmas.

Passamos por lugares incríveis, vistas panorâmicas para as montanhas e vales que até pareciam de mentira, mas morremos de cansaço. Primeiro porque não estávamos preparados para esse tipo de trekking, nem psicologicamente e nem com comida o suficiente. E segundo porque estava um frio do cão.

O finalzinho do trekking, antes de chegar no Rifugio Auronzo, ainda contou com duas escadarias puxadas de pedras, em uma mistura de escalaminhada com degraus desgastantes para pernas curtas. Haha. No fim das contas, chutamos o balde e terminamos os últimos 200 metros pela Rota Panorâmica, mesmo. Aliás, nesse momento eu já estava pensando que deveria ter feito isso desde o início.

Caminhada até Tre Cime di Lavaredo

Assim que chegamos no Rifugio Auronzo éramos só alegria e nem lembrávamos mais das 1h30min de trilha. Afinal, a paisagem era tão surreal, mas tão surreal, que não conseguíamos pensar em mais nada. Descansamos um pouco e seguimos pelo caminho que levava em direção a Tre Cime di Lavaredo.

Vista perto do Rifugio Auronzo
Vista perto do Rifugio Auronzo

A caminhada é tranquila e apesar de alguns abismos, a trilha é bem espaçosa, de forma que até quem tem medo de altura faz numa boa. Vide o Rafael que não me deixa mentir. Rs.

Todo o percurso é beirando as montanhas e o cenário é capaz de deixar qualquer um impressionado com a grandiosidade daquilo tudo. Ao longo da trilha passamos por uma igrejinha e pouco mais à frente há outro refúgio, o Rifugio Lavaredo. Assim como o Auronzo ele estava fechado, mas o utilizamos de base para comermos o pouco que havia sobrado dos nossos lanches.

Igreja em Tre Cime di Lavaredo

Poderíamos ter subido um pouco mais ao longo da trilha para chegarmos aos pés de Tre Cime di Lavaredo de fato. Porém, estávamos exaustos e já satisfeitos em termos chegado até ali. Além disso, em novembro já escurece bem cedo e como não queríamos fazer o caminho de volta no escuro (e em um frio ainda maior), resolvemos que aquele seria o destino final do dia.

Tre Cime di Lavaredo
Tre Cime di Lavaredo

Retorno e pôr do sol no Lago Antorno

Aos poucos começamos a fazer o caminho de volta sem muita vontade de ir embora, confessamos. Mas tínhamos uma certeza na cabeça: não voltaríamos pela trilha Avvicinamento 101 por nada! Haha

Descemos pela estrada e apesar de bem mais monótona, valeu a pena. Por incrível que pareça, havia alguns atalhos na própria rua, entre uma curva e outra, e conseguimos descer mais rápido do que imaginávamos. Caso você tenha um tempo apertado para fazer o trekking até Tre Cime de Lavaredo, sugerimos que faça o mesmo.

Chegamos no Lago Antorno a tempo de pegarmos o pôr do sol e sem dúvidas fechamos o nosso dia com chave de ouro!

Pôr do sol no Lago Antorno
Pôr do sol no Lago Antorno

Daqui pra onde?

Se você gosta de trilhas, uma sugestão bem legal é fazer o Giro delle Torri saindo do Rifugio 5 Torri. Porém, se você quer um passeio mais leve, mas com visuais fantásticos, aproveite para conhecer o Lago di Braies, eleito por muitos como o mais bonito dos Alpes Italianos.

Onde se hospedar para conhecer o Rifugio Auronzo e fazer o trekking até Tre Cime di Lavaredo

O melhor lugar para se hospedar para conhecer o Rifugio Auronzo e fazer o trekking até Tre Cime di Lavaredo é Cortina d’Ampezzo. Além de ser super charmosa, a cidade oferece uma boa estrutura de hotéis e restaurantes. Aqui você pode ler tudo sobre Cortina d’Ampezzo.

Você pode conferir aqui todos os hotéis com cancelamento gratuito em Cortina d’Ampezzo. Além do mais, há muitos apartamentos disponíveis para alugar no Airbnb. Caso você nunca tenha usado a plataforma, através desse link nós te damos até 179 reais de desconto na sua primeira reserva.

Nós ficamos em um ótimo apartamento alugado pelo Airbnb, com vista para as montanhas e tudo. Esse aqui é o link para a acomodação.

Dolomitas em Cortina d'Ampezzo
Área externa do prédio do nosso apartamento

Não esqueça o seguro viagem obrigatório

O seguro viagem internacional é obrigatório para quem viaja para a Itália e diversos outros países da Europa. Aqui você pode ler tudo sobre o seguro viagem obrigatório para a Europa e como comprar um barato.

No entanto, além das questões legais, nós recomendamos que você jamais viaje sem um, principalmente porque é o seguro viagem que te dará assistência e cobertura em caso de atendimento médico emergencial. Além disso, muitos planos também oferecem auxílio jurídico, cobrem atendimentos odontológicos de emergência e dão assistências em caso de voos cancelados. Sempre indicamos e fechamos os nossos com a Real Seguros e como eles oferecem muitos descontos e trabalham com ótimas seguradoras, viraram parceiros aqui do blog.

Pegue aqui o seu desconto de seguro viagem e parcele em até 12x no cartão de crédito =)

SIGA AS NOSSAS REDES SOCIAIS E NOS ACOMPANHE EM TEMPO REAL =)
Instagram: @cariocasemfronteiras
Facebook: /cariocasemfronteiras

Autor

Carioca de nascimento. Educadora Física de profissão. Viajante de coração. Apaixonada pelas coisas simples da vida e intrigada pelas complexas. Costuma dizer que adora um sol, mas não dispensa os dias nublados.

10 Comments

  1. Pingback: Dolomitas, tudo o que você precisa saber sobre os Alpes Italianos

  2. Pingback: Lago di Braies, um dos mais incríveis das Dolomitas e da Itália

  3. Parabéns pelo blog!
    O mais completo sobre as Dolomitas!!! 👏🏼👏🏼
    Me identifiquei totalmente com vcs!
    Meu desejo de conhecer o “país da bota”, começou pelo fascínio que tenho pelas Dolomitas. Vamos conhecê-la agora em julho! 🙏
    Vamos no verão. Vcs foram no outono.
    Vc saberia dizer se os picos (que podemos ter acesso por teleféricos) tem neve permanente, como os Alpes da Suíça?
    Minha dúvida não é visando esquiar, pois não é temporada de esqui, mas para saber sobre roupas apropriadas!
    Desde já, muito obrigada!
    Um abraço,
    Ana Maria – RJ

    • Oi, Ana! Tudo bem?
      Nossa, vocês vão amar aquele lugar! Sério! É coisa de outro mundo!!!
      Olha, pelo o que nos falaram, não costuma ter neve nas áreas onde chegamos de teleférico, somente nos picos dos picos mesmo, onde não temos acesso rs. Acredito que você não precisa se preocupar muito com roupas impermeáveis e tal, só com roupas que cortem o vento no geral.

    • Julio Balthazar Responder

      Dhebora, boa tarde. Setembro do ano que vem vou participar de um cicloturismo pedalando desde Donauworth na Alemanha até Trento. Lendo sobre a sua experiência fiquei motivado a conhecer o Tre Cime de Lavaredo, afinal estaremos na região. Você tem alguma dica para bikers? A trilha de subida pode ser feita de bike ou é muito pesada? Obrigado. Julio- Niterói.

      • Oi, Julio! Tudo bom?
        Então, acredito que a trilha, de fato, partindo do pedágio é um pouco complicada para fazer bike (tem umas subidas com pedras e tal). No entanto, vocês podem fazer o trecho via estrada (que é um subida) e, então, seguir para Tre Cime partindo do Rifugio Auronzo. Pra ser sincera com você, eu não lembro de ter visto ninguém de bike em nenhum dos trechos, mas pelo pouco que sei de trilhas com bike (acredite, é pouco mesmo haha), acho que dá pra fazer dessa forma que eu falei. O ideal é mandar um email para o Rifugio Auronzo pedindo a opinião deles. Depois você volta pra contar pra gente como foi???

  4. Karina Germine Responder

    Boa tarde Dhebora!

    Obrigada por compartilhar sua experiência! Ajudou bastante no roteiro que estou montando…

    Só fiquei preocupada com a estrada talvez estar fechada pois irei em outubro. Pesquisei e vi que a estrada foi aberta dia 7 de junho mas não achei a data que ela irá se fechar. Você tem essa informação?

    Obrigada!

    • Oi, Karina! Que bom que nosso post te ajudou! =)
      Geralmente a estrada e o Refugio funcionam somente até final de setembro. Acredito que em outubro ela já tenha fechado. A melhor forma de confirmar é mandando uma mensagem para o Rifugio Auronzo no Facebook, através da página deles. Eles costumam demorar uns 5 dias pra responder, mas respondem hehe… Caso esteja fechada e você queira muito ir até Tre Cime de forma mais tranquila, vá caminhando pela estrada mesmo.
      Beijos!

  5. Oi! Puxa, obrigada pelos relatos! Estou indo pra Cortina D’Ampezzo daqui um mês e o blog tem me ajudado muito.
    Fiquei chateada que os refúgios estarão fechados hehe, mas achei interessante a ideia da trilha…
    Coloquei no mapa essas referências que você citam aqui e me pareceu que o Rifugio Auronzo fica antes do Rifugio Lavaredo, mas pelo que entendi no post, vocês chegaram primeiro no Rifugio Lavaredo, certo? Foi por causa do caminho da trilha?

    • Oi, Camila. Tudo bem? Fico muito feliz que os nossos posts tenham te ajudado! =)
      Então, o Refugio Lavaredo fica após o Auronzo. A trilha leva até o Auronzo e de lá ainda há uma pequena caminhada até o Lavaredo, aos pés de Tre Cime.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.