Atualizado em

Se tinha uma coisa que queríamos muito conhecer nas Dolomitas era algum refúgio de montanha. A região tem dezenas deles e, teoricamente, a única dificuldade seria escolher alguns em vez de todos. Mas durante a baixa temporada, época em que visitamos os Alpes Italianos, a tarefa não foi assim tão simples. Como todos estavam fechados, seus teleféricos também não estavam funcionando e por isso, o jeito era chegar até eles através de trilhas. Então, unimos o útil ao agradável. Fizemos a trilha para o Rifugio Auronzo e para Tre Cime di Lavaredo e conhecemos um dos picos mais incríveis dessa cadeia montanhosa!

Rifugio Auronzo
Rifugio Auronzo, lá no alto das montanhas. Coisa linda!

O Rifugio Auronzo, mais antigo do que parece

A história do Rifugio Auronzo começou há muito tempo, lá no Século XX. Ao perceber que os austríacos estavam construindo refúgios nas montanhas próximas, os italianos também sentiram a necessidade de construir um para proteger seu território. A área de Tre Cime di Lavaredo era excelente para isso e em 1912 o refúgio começou a ser construído. Sua construção estava quase no fim, mas em 1915 ele foi bombardeado durante a 1ª Guerra Mundial. (site oficial do refúgio)

Refúgio Auronzo
Rifugio Auronzo mais de pertinho =)

Após os acordos de paz e com os ânimos mais tranquilos, a construção do refúgio finalmente foi retomada em 1925. Ao longo dos anos muitas pessoas passaram pelo Rifugio Auronzo, mas infelizmente, em 1955 ele pegou fogo. Somente em 1957 ele foi reconstruído.

E como é a estrutura do Rifugio Auronzo

Localizado a 2.333 metros de altura e com uma vista incrível para a região das Dolomitas, o refúgio possui 25 quartos que acomodam até 6 pessoas. Além disso, o local conta com uma sala de jantar que cabe tranquilamente 130 pessoas. Para aqueles que querem ficar mais dias, é possível fechar um pacote de diárias com meia pensão incluída. Mas caso sua necessidade seja de somente pernoitar para continuar alguma trilha, também é possível fechar só uma diária.

DICA DE ONDE SE HOSPEDAR PARA CONHECER O RIFUGIO AURONZO E FAZER A TRILHA PARA TRE CIME DI LAVAREDO


A melhor cidade base para se hospedar é Cortina d’Ampezzo. Mesmo tendo preços mais altos, nós ficamos 4 dias por lá e super recomendamos que a coloque em seu roteiro (veja mais – O que fazer em Cortina d’Ampezzo). Ficamos em um apartamento do AirBnb e gostamos bastante. Aliás, através desse link te damos até 179 reais de desconto na sua primeira reserva pelo AirbnB.

Para hotéis na cidade recomendamos o Hotel Olimpia e o Hotel Aquila, que são opções com bom custo x benefício. Caso você precise economizar mais um pouco, San Vito di Cadore fica a 20 minutos de Cortina e possui preços mais competitivos e uma ótima estrutura também. Por lá indicamos o Albergo Antelao e o Hotel Alemagna, ou então o Appartamenti Codàn. Se você quiser ver mais opções de hospedagens, confira todas as opções que o Booking oferece para Cortina d’Ampezzo e para San Vito di Cadore. Fique tranquilo pois o Booking é um dos melhores e mais seguros sites para reservar hotéis.

Como chegar

Durante a alta temporada (verão/inverno), a coisa mais fácil do mundo é chegar no Rifugio Auronzo. A partir de Misurina você pode pegar a estrada chamada Rota Paranorâmica e em 7 km você estará em um dos lugares mais bonitos da região. Entretanto, chegar de carro até lá em cima tem um custo. O início da estrada conta com uma espécie de pedágio e o valor gira na faixa de 30€.

Pedágio Refúgio Auronzo
“Pedágio” da Rota Panorâmica para o Rifugio Auronzo

LEIA MAIS E INCREMENTE O SEU ROTEIRO PELAS DOLOMITAS:

-Saiba tudo sobre as Dolomitas, nos Alpes Italianos
Confira o nosso roteiro pelas Dolomitas em um post completo dia-a-dia
-Veja como é a trilha Giro delle Torri, saindo do Rifugio 5 Torri
-Se encante com o Lago di Braies, um dos mais incríveis das Dolomitas
-Conheça Bolzano, mais uma cidade imperdível na região
-Visite o Lago di Tenno, um achado em Trentino-Alto Ádige

Mas nós fomos na baixa temporada, logo…

Nós fomos a pé. Isso mesmo. E já adianto que apesar de ter sido incrível, foi bastante cansativo. Como a estrada estava fechada por causa da baixa temporada, só nos restava a opção de fazer uma trilha para chegar no Rifugui Auronzo e, consequentemente, em Tre Cime di Lavaredo.

Tre Cime di Lavaredo é uma das montanhas mais bonitas das Dolomitas e sem dúvidas não voltaríamos de lá satisfeitos se não fizéssemos um trekking naquela área. E fomos. Capengando, mas deu tudo certo! rs

Tre Cime di Lavaredo
Tre Cime di Lavaredo

Trilha para o Rifugio Auronzo e Tre Cime di Lavaredo

Antes da viagem buscamos várias formas de chegar até Tre Cime di Lavaredo além da Rota Panorâmica. Apesar da estrada e do Rifugio Auronzo ficarem fechados, o acesso a pé continua livre e isso vale para todos os refúgios das Dolomitas. Ou seja, como o próprio órgão de turismo local nos respondeu, a pé você pode chegar em qualquer lugar que quiser e de graça.

De cara achamos uma opção de trilha bem puxada, saindo do Lago Antorno, e no mesmo momento refutamos a ideia. Ok, fomos em busca de outra solução. Mais uma vez recorremos ao órgão de turismo e eles nos informaram que poderíamos fazer a Rota Panorâmica caminhando. Tá, uma ideia melhor mas ainda assim, não pareceu muito agradável subir diversas curvas no asfalto.

Foi quando achamos o relato de um casal italiano que havia subido até Tre Cime di Lavaredo pegando o acesso da trilha Avvicinamento 101 que fica um pouco antes do tal pedágio da rota. Bom, eles fizeram a trilha em 40 minutos com duas crianças nas costas, logo, não seria tão difícil para nós.
Paramos o carro no estacionamento do Lago Antorno, que era o limite máximo para ir com o automóvel, e seguimos até o acesso da trilha. Pois erramos e feio!

Trilha Avvicinamento 101
Início da Avvicinamento 101, em direção ao Refúgio Auronzo e Tre Cime di Lavaredo

Como foi a trilha

Poderíamos fazer um expectativa x realidade aqui, mas desconfio que aquele casal não fez mesmo a trilha em 40 minutos. Pensem numa subida por muitas vezes íngreme… então, foi assim! A trilha em si não tem dificuldades de abismos, escalaminhadas e coisas do tipo, mas ela é longa. Bem longa e íngreme.

Avvicinamento 101
No meio da trilha Avvicinamento 101 para Tre Cime di Lavaredo

Passamos por muitos lugares bonitos, vistas incríveis para montanhas e vales que pareciam até de mentira, mas morremos de cansaço. Primeiro porque não estávamos preparados para esse tipo de trilha (psicologicamente falando e tínhamos pouca comida também), e segundo porque estava um frio de -5°.

Trilha para Tre Cime di Lavaredo
Pega esse visual!

O finalzinho da trilha ainda contou com duas escadarias brabas em pedra. Era quase uma escalaminhada? Sim, mas sem os riscos que a maioria costuma ter. No fim das contas, terminamos os últimos 200 metros pela estrada, mesmo. Aliás, era o que deveríamos ter feito desde o início.

Trilha Rifúgio Auronzo
Um vale incrível no meio da trilha

Caminhada até Tre Cime di Lavaredo

Chegar no Rifugio Auronzo foi só alegria! Nem lembrávamos mais das 1:30 de trilha, até porque, a paisagem era tão incrível, mas tão incrível, que não conseguíamos pensar em mais nada. Descansamos um pouco e seguimos em direção a Tre Cime di Lavaredo.

Refugio Auronzo e Tre Cime di Lavaredo
Indescritível a sensação de estar em lugar desses

A caminhada é tranquila e apesar de alguns abismos, a trilha é bem espaçosa, de forma que até quem tem medo de altura faz na boa. Vide o Rafael hehe. O trajeto inteiro é beirando as montanhas e realmente ficamos impressionados com o tamanho daquilo tudo. Pelo caminho passamos por uma igrejinha e um pouco à frente há mais um refúgio, o Rifugio Lavaredo. Obviamente também estava fechado, mas fizemos dele nossa base para comermos o que havia sobrado dos nossos lanches.

Tre Cime di Lavaredo
Quem anima de renovar os votos em uma igrejinha dessas? rs
Refúgio Auronzo
Parte da trilha no trajeto do Refúgio Auronzo até Tre Cime di Lavaredo

Poderíamos ter subido um pouco mais para chegar realmente aos pés de Tre Cime di Lavaredo, mas estávamos satisfeitos de chegar até ali. Além disso, em novembro já começa a escurecer bem cedo e não queríamos descer no escuro. Para quem tem mais tempo, existem diversas trilhas por ali e todas elas parecem valer muito a pena. Talvez seja o caso até mesmo de pernoitar em um dos refúgios para curtir tudo com mais calma.

Rifugio Auronzo e Tre Cime di Lavaredo
Lanchamos com essa vista =)

Hora de voltar…

Aos poucos começamos a fazer o caminho de volta e deixamos a região de Tre Cime di Lavaredo para trás. Uma coisa era certa: não voltaríamos pela trilha raiz por nada! rs. Descemos pela estrada, e apesar de um pouco mais monótona, valeu a pena. Havia alguns atalhos na própria rua e por isso, conseguimos descer mais rápido e em tempo de pegar o pôr do sol. Com toda a certeza, o sunset no Lago Antorno nos fez fechar o dia com chave de ouro.

Lago Antorno
Na descida da trilha fomos presenteados com esse fim de dia maravilhoso
Antorno Lake
O dia indo embora e a lua dando as caras! Memorável!

Não esqueça do seguro viagem!

Além do seguro viagem ser obrigatório para quem viaja para a Europa, jamais viaje sem um caso você pretenda fazer trilhas e/ou esportes de aventura. Caso você precise de um atendimento médico, com o seguro você estará completamente amparado, sem a necessidade de gastos extras, que costumam ser bem caros e em euros, ainda por cima. Sempre fechamos os nossos com a Real Seguros e nunca tivemos problemas. O site é de fácil uso, eles trabalham com as melhores seguradoras e permitem o pagamento parcelado no cartão de crédito.

PEGUE SEU DESCONTO DE SEGURO VIAGEM NA REAL SEGUROS

SIGA AS NOSSAS REDES SOCIAIS E NOS ACOMPANHE EM TEMPO REAL =)
– Instagram: @cariocasemfronteiras
– Facebook: /cariocasemfronteiras

♦PLANEJE A SUA VIAGEM♦

  • Reserve a sua hospedagem através do Booking e garanta as melhores tarifas. Fique tranquilo porque reservando através do nosso blog você não pagará nenhuma taxa extra. E além disso ainda nos ajuda a mantê-lo no ar, criando cada vez mais conteúdos gratuitos e de qualidade.
  • Reserve seus hostels através do Hostelworld e garanta a sua hospedagem nos melhores hostels do mundo.
  • Reserve um apartamento através do AirBnb e ganhe até 179 reais em crédito na sua primeira reserva pelo site.
  • Compre seu seguro viagem com a Real Seguros e tenha os maiores descontos e as melhores formas de pagamento, inclusive parcelando em várias vezes no cartão de crédito
  • Reserve os melhores passeios e experiências com a Get Your Guide e com a Civitatis.
  • Alugue o seu carro com até 60% de desconto. Parcele no cartão e sem cobrança de IOF pela RentCars. Além disso, todo o valor é gerado em reais.
  • Viaje conectado! Compre seu chip de celular da Yes Brasil com internet 4G para usar no exterior.
  • Compre seus ingressos antecipados através da Tiqets e evite filas nas atrações mais famosas do mundo.

Author

Carioca de nascimento. Educadora Física de profissão. Viajante de coração. Apaixonada pelas coisas simples da vida e intrigada pelas complexas. Costuma dizer que adora um sol, mas não dispensa os dias nublados.

10 Comments

  1. Pingback: Dolomitas, tudo o que você precisa saber sobre os Alpes Italianos

  2. Pingback: Lago di Braies, um dos mais incríveis das Dolomitas e da Itália

  3. Parabéns pelo blog!
    O mais completo sobre as Dolomitas!!! 👏🏼👏🏼
    Me identifiquei totalmente com vcs!
    Meu desejo de conhecer o “país da bota”, começou pelo fascínio que tenho pelas Dolomitas. Vamos conhecê-la agora em julho! 🙏
    Vamos no verão. Vcs foram no outono.
    Vc saberia dizer se os picos (que podemos ter acesso por teleféricos) tem neve permanente, como os Alpes da Suíça?
    Minha dúvida não é visando esquiar, pois não é temporada de esqui, mas para saber sobre roupas apropriadas!
    Desde já, muito obrigada!
    Um abraço,
    Ana Maria – RJ

    • Oi, Ana! Tudo bem?
      Nossa, vocês vão amar aquele lugar! Sério! É coisa de outro mundo!!!
      Olha, pelo o que nos falaram, não costuma ter neve nas áreas onde chegamos de teleférico, somente nos picos dos picos mesmo, onde não temos acesso rs. Acredito que você não precisa se preocupar muito com roupas impermeáveis e tal, só com roupas que cortem o vento no geral.

    • Julio Balthazar Reply

      Dhebora, boa tarde. Setembro do ano que vem vou participar de um cicloturismo pedalando desde Donauworth na Alemanha até Trento. Lendo sobre a sua experiência fiquei motivado a conhecer o Tre Cime de Lavaredo, afinal estaremos na região. Você tem alguma dica para bikers? A trilha de subida pode ser feita de bike ou é muito pesada? Obrigado. Julio- Niterói.

      • Oi, Julio! Tudo bom?
        Então, acredito que a trilha, de fato, partindo do pedágio é um pouco complicada para fazer bike (tem umas subidas com pedras e tal). No entanto, vocês podem fazer o trecho via estrada (que é um subida) e, então, seguir para Tre Cime partindo do Rifugio Auronzo. Pra ser sincera com você, eu não lembro de ter visto ninguém de bike em nenhum dos trechos, mas pelo pouco que sei de trilhas com bike (acredite, é pouco mesmo haha), acho que dá pra fazer dessa forma que eu falei. O ideal é mandar um email para o Rifugio Auronzo pedindo a opinião deles. Depois você volta pra contar pra gente como foi???

  4. Karina Germine Reply

    Boa tarde Dhebora!

    Obrigada por compartilhar sua experiência! Ajudou bastante no roteiro que estou montando…

    Só fiquei preocupada com a estrada talvez estar fechada pois irei em outubro. Pesquisei e vi que a estrada foi aberta dia 7 de junho mas não achei a data que ela irá se fechar. Você tem essa informação?

    Obrigada!

    • Oi, Karina! Que bom que nosso post te ajudou! =)
      Geralmente a estrada e o Refugio funcionam somente até final de setembro. Acredito que em outubro ela já tenha fechado. A melhor forma de confirmar é mandando uma mensagem para o Rifugio Auronzo no Facebook, através da página deles. Eles costumam demorar uns 5 dias pra responder, mas respondem hehe… Caso esteja fechada e você queira muito ir até Tre Cime de forma mais tranquila, vá caminhando pela estrada mesmo.
      Beijos!

  5. Oi! Puxa, obrigada pelos relatos! Estou indo pra Cortina D’Ampezzo daqui um mês e o blog tem me ajudado muito.
    Fiquei chateada que os refúgios estarão fechados hehe, mas achei interessante a ideia da trilha…
    Coloquei no mapa essas referências que você citam aqui e me pareceu que o Rifugio Auronzo fica antes do Rifugio Lavaredo, mas pelo que entendi no post, vocês chegaram primeiro no Rifugio Lavaredo, certo? Foi por causa do caminho da trilha?

    • Oi, Camila. Tudo bem? Fico muito feliz que os nossos posts tenham te ajudado! =)
      Então, o Refugio Lavaredo fica após o Auronzo. A trilha leva até o Auronzo e de lá ainda há uma pequena caminhada até o Lavaredo, aos pés de Tre Cime.

Write A Comment