Atualizado em 17 de agosto de 2020

Uma porteira de madeira à beira da rodovia é a porta de entrada do Rifugio 5 Torri, nas montanhas do Norte da Itália. Logo ao entrar, uma pequena ponte e uma estradinha sinuosa te convidam a subir cordilheira acima. Ao final, o refúgio e a paisagem dos Alpes estarão de braços abertos, mas não termina por aí. O início da trilha Giro delle Torri começa logo atrás do refúgio e é um chamado para aventura e cenários fabulosos na região.

Entrada do Rifugio 5 Torri
Entrada do Rifugio 5 Torri

Rifugio 5 Torri e sua vista panorâmica aos pés das montanhas

Se você já leu o nosso guia sobre as Dolomitas nos Alpes Italianos pode até pensar que o Rifugio 5 Torri é apenas mais um refúgio nas montanhas. Porém, não é bem assim. Assim como o Rifugio Auronzo, esse daqui tem uma particularidade, um detalhezinho que o destaca dos demais. Ele está simplesmente aos pés das 5 Torri, uma das formações rochosas mais famosas nas Dolomitas.

5 Torri
Uma parte das 5 Torri

Inaugurado em 1904, o Rifugio 5 Torri nos encanta desde o momento em que passamos pela sua porteira de madeira, antes mesmo de chegarmos em sua base. A estrada cheia de curvas que dá acesso a ele mais parece ter saído de um filme do que qualquer outra coisa. O caminho estreito e cheio de árvores dá a sensação de estarmos dirigindo em um bosque e no nosso caso, cheio de neve, já que fizemos o nosso roteiro pela região bem próximo do inverno.

A vontade de parar diversas vezes para apreciar o lugar e tirar fotos foi grande, mas o amor à vida foi maior e nos fez seguir viagem e não parar, já que não há acostamento.

Rifugio 5 Torri
Rifugio 5 Torri

A área do refúgio

Chegar em frente ao Rifugio 5 Torri é quase que como um choque à visão. O estacionamento e o mirante para os Alpes se misturam, de forma que nem é preciso se esforçar muito para descobrir de onde se tem a melhor vista do lugar. Está tudo bem ali, na nossa frente.

Vista do Rifugio 5 Torri
Vista do estacionamento do refúgio

De imediato vem à cabeça a ideia de dormir e acordar com aquele visual… ah, quem me dera! Mas não em novembro, na época em que visitamos o refúgio. Infelizmente ele só abre no verão, entre os meses de junho e setembro.

Se a sua viagem for durante o verão, por cerca de 68€ por pessoa em um quarto duplo com direito a meia pensão você pode dar bom dia a esse cenário. Mas se não quiser dormir por lá, pode pelo menos provar os famosos ravioles que o restaurante do refúgio serve durante as refeições. Aliás, os mais afortunados podem ainda reservar um jantar nas alturas, em cima das montanhas, literalmente.

Mas esse não era o nosso caso. Estávamos ali para fazer a Giro delle 5 Torri, uma trilha que sai de trás do Rifugio 5 Torri, contorna as 5 Torri e pode seguir até o Rifugio Scoiattoli, além de outras rotas. Então, após curtirmos um pouco do mirante, fomos em direção ao nosso destino final do dia.

Trilha Giro delle Torri no Rifugio 5 Torri

Mal começamos a Giro delle Torri e já ficamos bobos com o cenário. De um lado havia as montanhas, o vale e um pedacinho da estrada que havíamos percorrido. Do outro havia um enorme paredão rochoso que nos lembrava o quão pequenos somos diante da natureza.

Ao longo da trilha havia muita neve, o que nos exigia atenção redobrada. O caminho em si não é difícil, além de ser muito bem sinalizado. Mas o percurso beirando a montanha pedia olhos atentos o tempo inteiro.

Giro delle 5 Torri
Giro delle 5 Torri

Um pouco mais à frente as 5 Torri nos deram boas-vindas e foi necessário ter ainda mais atenção. Em um determinado momento o Giro delle 5 Torri passa por dentro das torres de fato. São alguns metros de uma pequena subida que vez ou outra tinha uma pedra solta, tudo isso em meio a neve. Nesse ponto, nem preciso ressaltar do quão importante é estar com roupas e calçados apropriados para esse tipo de atividade, certo?

O caminho até o Rifugio Scoiattoli

Assim que passamos pelas 5 Torri já avistamos o próximo ponto da nossa trilha. Faríamos um pequeno desvio no Giro delle Torri para alcançarmos o Rifugio Scoiattoli e de lá desceríamos novamente até o Rifugio 5 Torri. Bom, faríamos…

Rifugio Scoiattoli
Rifugio Scoiattoli

Fomos pegos por uma neblina muito intensa que não nos deixava ver um palmo adiante. Seguimos mais um pouco através da trilha principal no intuito de acharmos um lugar mais seguro para esperarmos passar o mal tempo e então continuarmos com o nosso objetivo. Porém, a montanha tem a sua própria vontade e precisamos respeitá-la.

A neblina não cessou e se continuássemos lá em cima poderíamos nos complicar. Decidimos fechar a trilha Giro delle Torri e seguimos para o caminho de retorno. Apertamos o passo, mas descemos de forma tranquila e em pouco tempo estávamos no Rifugio 5 Torri novamente.

Quando chegamos novamente no primeiro mirante o tempo não havia melhorado e ao contrário do que esperávamos, estava ainda pior. Ou seja, descer foi realmente a melhor decisão. Aproveitamos para lanchar dentro do carro e fugir do frio. Nesse momento todo o cenário para os Alpes Italianos estava coberto de nuvens, mas tudo bem, já havíamos visto tanta beleza que não precisávamos de mais nada.

Mais um pouco do que vimos nas montanhas

Como chegar no Rifugio 5 Torri

A melhor forma de chegar no Rifugio 5 Torri é por conta própria, de carro. A cidade mais próxima com maior infraestrutura é Cortina d’Ampezzo, distante cerca de 14 km. Como estávamos hospedados por lá e com um carro alugado, não tivemos problemas. Se você precisa alugar um carro, recomendamos a RentCars, por onde fizemos a nossa reserva e pagamos online, parcelado e sem cobrança de IOF

A rodovia que liga Cortina ao refúgio é a SR48. Ela é bem tranquila, asfaltada e sinalizada. No entanto, é importante frisar que ela fica fechada nas três semanas centrais de agosto, de forma que você deverá utilizar um serviço de transporte que é colocado à disposição de quem quer ir até o refúgio. (mais informações aqui).

Onde se hospedar para fazer a trilha Giro delle Torri

Se você pretende fazer a trilha Giro delle Torri a melhor opção é se hospedar em Cortina d’Ampezzo. A cidade possui uma boa rede hoteleira e conta com vários hotéis que oferecem o cancelamento gratuito caso seja necessário.

Outra alternativa é alugar uma casa ou apartamento através do Airbnb, já que também há vários disponíveis na cidade. Nós alugamos um apartamento de um quarto super charmoso e adoramos. Se você nunca utilizou a plataforma, através desse link nós te damos até 179 reais de desconto na sua primeira reserva.

Reserve o seu seguro viagem para a Itália, ainda mais se você pretende fazer trilhas nas montanhas

Não esqueça de contratar o seu seguro viagem internacional antes de viajar! Além dele ser obrigatório para todos os brasileiros que viajam para a Itália, você terá cobertura em caso de atendimento médico de urgência. Além disso, para quem coloca trilhas e esportes de aventura no roteiro, o seguro viagem é ainda mais essencial, pois com ele você terá assistência no caso de uma emergência.

Nós recomendamos a Real Seguros pois além de trabalharem com excelentes seguradoras, a maioria dos planos ainda oferece assistência odontológica, cobertura no caso de bagagem extraviada, entre outros benefícios. Como sempre fechamos com eles e eles são nossos parceiros, todos os nossos leitores têm desconto em todo o site.

Pegue aqui o seu desconto de seguro viagem e parcele em até 12x no cartão de crédito =)

SIGA AS NOSSAS REDES SOCIAIS E NOS ACOMPANHE EM TEMPO REAL =)
Instagram: @cariocasemfronteiras
Facebook: /cariocasemfronteiras

Autor

Carioca de nascimento. Educadora Física de profissão. Viajante de coração. Apaixonada pelas coisas simples da vida e intrigada pelas complexas. Costuma dizer que adora um sol, mas não dispensa os dias nublados.

4 Comments

  1. Antonedson Franca Responder

    Boa noite! Procede essa informação de que a distância de Cortina D’Ampezzo até o Rifugio 5 Torri é de 114 km? Do meu hotel em Cortina está dando 9 km… Obrigado!

    • Olá, Antonedson! Tudo bem?
      Cara, muito obrigada por comentar… o texto estava com um erro, com um número 1 a mais. São cerca de 14 km de Cortina até lá, podendo ser menos, dependendo de onde fica o seu hotel.

  2. OII.. Sabe dizer quanto tempo levou para fazer essa trilha? ou quantos km foram?

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.