O que fazer em San Gimignano

O que fazer em San Gimignano, uma das cidades mais medievais da Toscana

Fazer uma viagem pela Toscana é praticamente como fazer parte do cenário de um filme. Talvez eu esteja sendo clichê. Tá, com certeza eu estou sendo clichê! Mas viajar por uma das rotas mais incríveis da Itália fazem a gente se sentir um tanto quanto… nostálgica. Principalmente ao avistar as inúmeras vinícolas pelo caminho, bem próximas às estradinhas cenográficas. Ou então ao conhecer cidades tão medievais que guardam até hoje não somente história, mas também todos os detalhes da arquitetura da época. É provável que tenha sido a junção de todas essas coisas que fizeram eu me encantar pela cidade tema desse post. Por isso, se liga aí! Se você procura o que fazer em San Gimignano, esteja preparado para se apaixonar antes mesmo de terminar de ler.

San Gimignano
O que fazer em San Gimignano senão admirar essa cidade completamente medieval…

 

 

San Gimignano, a cidade medieval das torres gigantes

Com mais de 100 mil anos de história e pouco mais de 7 mil habitantes, San Gimignano é considerada uma das cidades mais medievais da Toscana. Sua arquitetura é tão preservada que simplesmente parece que a cidade parou no tempo. O que muitos não sabem é que San Gimignano de fato parou no tempo por um momento. Embora a cidade tenha tido um enorme crescimento durante a Idade Média, no Século XIV houve uma grande epidemia de peste que assolou o lugar. Em seguida, a cidade medieval entrou em um longo período de decadência que culminou com a sua rendição à cidade de Florença.

San Gimignano
Da estrada é possível ver as torres da cidade

 

O que fazer em San Gimignano

Embora seja encantadora, San Gimignano é bem pequena e pode ser conhecida em um dia. Talvez até mesmo em meio dia, caso você seja rápido e vá direto ao assunto. Por isso, escolher o que fazer em San Gimignano não será um problema muito grande, já que a cidade não possui uma lista infinita de atrações turísticas. Aliás, a cidade por si só já é uma atração à parte. E é exatamente por conta disso que ela é uma ótima opção de bate e volta para quem está em Florença ou Siena. Como durante o nosso roteiro na Toscana fizemos de Siena uma de nossas bases, nossa rota começou por lá.

 

Fizemos toda a nossa viagem pela Toscana de carro. Como sempre, fizemos nossa reserva através da RentCars. O bom de reservar através deles é que o valor total é cobrado em reais e sem IOF. Além disso, ainda podemos parcelar no cartão de crédito. Faça a sua cotação e garanta os melhores preços.

 

 

 

1 – Passar pelo Portão de San Giovanni e caminhar pela Via San Giovani

O Portão de San Giovanni é a principal entrada da cidade. Ou seja, inevitavelmente você passará por ele de qualquer forma. Em seguida, continue seu trajeto pela Via San Giovanni. Não tem erro, é uma caminhada literalmente reta. rs. Nessa rua há inúmeros restaurantes, lojas, bistrôs e até mesmo um pequeno mercado agrícola.

Portão de San Giovanni
Portão de San Giovanni, entrada principal da cidade

 

Via de San Giovanni
Via de San Giovanni

 

2 -Apreciar a arquitetura da Piazza della Cisterna

A Piazza della Cisterna é a principal praça da cidade.  É tudo tão bonito e tão intacto que a gente fica bobo só de olhar!

Piazza della Cisterna
Piazza della Cisterna e o poço que deu origem ao seu nome

Traduzindo para o português, o nome da piazza quer dizer Praça do Poço. Esse nome é porque ali era o local onde antigamente as pessoas costumavam buscar água.

Piazza della Cisterna
Até que a cidade estava relativamente vazia. Dizem que no verão essa praça fica lotada

 

 

> Você sabia que o seguro viagem é obrigatório para quem visita a Europa? Apesar de muita gente não saber, é necessário um seguro com apólice de 30 mil euros para entrar no Espaço Schengen. Faça um comparativo entre os melhores seguros no mercado e compre o seu seguro com a Seguros Promo. Você verá as melhores tarifas disponíveis e ainda tem 5% de desconto usando o código CARIOCA5

 

 

3 – Tomar um gelato na Gelateria Dondoli

Que a Itália é a Terra do Gelato vocês já devem saber. Mas o que provavelmente vocês não sabem é que essa sorveteria leva a fama de ter o melhor sorvete da Itália. Tudo isso porque nos anos de 2006/2007 e 2008/2009 ela foi eleita como tal. Enfim, se realmente é o melhor gelato ou não, eu não sei. O que eu sei é que eu provei um de chocolate e de Nutella que estava maravilhoso!

Gelateria Dondoli
Estava uma delícia!

 

4 – Admirar as enormes torres e quiçá subir em uma delas

As torres de San Gimignano são bem famosas na região. É possível avistá-las da estrada, antes mesmo de chegar na cidade. A princípio, existiam 72 delas. Porém, como muitas foram destruídas entre os Séculos XI e XIX, hoje em dia restam apenas 14.

Via de San Giovanni
Uma das famosas torres ao fundo

As torres eram um símbolo de riqueza das famílias que moravam ali. Quanto mais alta a torre, mais poder aquela família tinha. Rezam as lendas que era uma briga danada para ver quem construía a maior torre. Alguns registros históricos também dizem que além delas fazerem parte da casa de fato, elas também serviam como um sistema de defesa. Fiquei imaginando no meio de um conflito as famílias jogando coisas lá de cima! haha

Vale lembrar que das 14 torres restantes, é possível subir somente em duas delas. São elas: Torre Grossa e Torre Salvucci Maggiori. Mas a subida é a pé. Ou seja, degrau por degrau! rs. Infelizmente nós não subimos em nenhuma. Como o tempo estava bem fechado e estava até mesmo chovendo, não veríamos nada lá do alto. Mas já vi em fotos que vista lá de cima é incrível!

 

Para visitar San Gimignano, utilizamos Siena como cidade base. As opções de hospedagem em Siena são enormes, desde hotéis até apartamentos. Nós ficamos em um apartamento super bem localizado e com um ótimo preço, ainda por cima. Mas caso o seu encanto seja ainda maior e você queira se hospedar dentro de San Gimignano, dê uma olhada nas charmosas opções disponíveis.

 

 

5 – Conhecer a Piazza del Duomo

Como toda cidade italiana, tem que ter uma Piazza del Duomo. No caso de San Gimignano, a Duomo de San Gimignano é pequena, até mesmo para combinar com a cidade. Mas ela não deixa de ter os seus encantos.

San Gimignano
Duomo de San Gimignano e Torre Grossa

É nessa praça que se encontram alguns edifícios importantes da cidade, como o Palazzo Comunale e o Palazzo dei Salvucci, por exemplo. O primeiro é o antigo edifício público da cidade, enquanto o segundo abriga a Torre Salvucci. Aliás, é na Piazza del Duomo que também se encontra o Museu Civici, local onde é vendido o ingresso para a Torre Grossa.

 

6 – Apreciar a paisagem no entorno da cidade

Aproveite as inúmeras portinhas e passagens pela cidade. A princípio, elas parecem não levar a lugar algum. Mas ao final, sempre há uma varanda com uma vista incrível para algum lugar. O que fazer em San Gimignano senão aproveitar toda essa beleza? Já que está ali, né? rsrs. Uma pena o fato do tempo estar tão fechado.

San Gimignano
Uma pena estar chovendo. Em dias de sol, essa vista deve ser ainda mais incrível!
San Gimignano
Será que San Gimignano é só amor? rs

 

7 – Fazer degustação em alguma vinícola familiar da região

O que fazer em San Gimignano se você quer finalizar o seu passeio com chave de ouro? Faça uma degustação em alguma vinícola familiar da região. Embora o que não falte na Toscana sejam vinícolas de excelente qualidade, reserve um momento para conhecer alguma que seja menos comercial. Nós, por exemplo, recebemos uma ótima indicação enquanto estávamos fazendo um tour a pé por Florença e fizemos uma degustação que foi um dos pontos altos da nossa viagem. Nossa escolha foi a Vinícola Fontaleoni e nós não nos arrependemos.

Vinícola Fontaleoni
A entrada da Vinícola Fontaleoni já é um charme!

 

Como chegar em San Gimignano

San Gimignano se encontra a 60 km de Florença e a mais ou menos 45 km de Siena. Então, é bem pertinho das duas cidades. Desta forma, independente se você vai de carro ou de transporte público, o seu tempo de viagem não será absurdo.

  • De carro você não gastará mais de uma hora de viagem, seja qual for a sua base (Florença ou Siena). Como tínhamos alugado um carro em Florença e estávamos fazendo todos os deslocamentos com ele, essa foi a nossa opção. Lembrando que nesse momento da viagem a nossa base já era Siena, o que tornou o nosso trajeto ainda mais curto.
  • De ônibus você terá opções tanto saindo de Florença, como saindo de Siena. No entanto, a viagem partindo de Florença requer uma baldeação em uma cidade chamada Poggibonsi. Nesse caso, você pegará um ônibus na rodoviária Busitália Nord (ao lado da estação de trem Santa Maria Novella), descerá em Poggibonsi e pegará um outro ônibus para San Gimignano. Se a sua viagem começa em Siena, ela será bem mais fácil, já que você terá que pegar apenas um ônibus.
  • De trem também possível chegar em San Gimignano. Entretanto eu acredito que essa seja a opção mais complicada, pois independente de você sair de Florença ou de Siena, não há nenhuma opção de viagem direta. Em suma, em ambos os casos você terá que pegar um trem e descer em Poggibonsi, para então pegar um ônibus até o destino final. Trabalheira, não?

 

Tem mais dicas sobre o que fazer em San Gimignano? Conta pra gente nos comentários!

 

 

♦PLANEJE A SUA VIAGEM♦

 

  • Reserve a sua hospedagem através do Booking e garanta as melhores tarifas. Fique tranquilo porque reservando através do nosso blog você não pagará nenhuma taxa extra. E além disso ainda nos ajuda a mantê-lo no ar, criando cada vez mais conteúdos gratuitos e de qualidade.
  • Alugue o seu carro com até 60% de desconto. Parcele no cartão de crédito sem cobrança de IOF pela RentCars. Além disso, todo o valor é gerado em reais.
  • Ganhe 5% de desconto no seu seguro viagem usando o cupom CARIOCA5 em pagamentos à vista na Seguros Promo. Ou então, parcele em 12 vezes sem juros no cartão de crédito.

 

 

Compartilhar

Dhebora Sancho

Carioca de nascimento. Educadora Física de profissão. Viajante de coração. Apaixonada pelas coisas simples da vida e intrigada pelas complexas. Costuma dizer que adora um sol, mas não dispensa os dias nublados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

* Checkbox GDPR / Regulamento Geral de Proteção de Dados do Usuário

*

Concordo / I agree