Atualizado em 18 de junho de 2020

Dizem por aí que uma boa viagem pela Toscana sequer acontece na falta de um bom vinho. Bom, permitam-me concordar. Eu diria que Toscana e Vinho são como Feijão com Arroz, Pipoca com Guaraná e até mesmo Queijo com Goiabada, o qual eu não gosto nem um pouco. Mas a verdade é que conhecer uma vinícola na Toscana é um dos passeios mais imperdíveis na região.

Como a província é a maior produtora de vinho da Itália, não faltam opções de vinhedos para o seu roteiro. Porém, uma das melhores alternativas é visitar uma vinícola de administração familiar, indicada por locais. Nos indicaram conhecer a Fontaleoni, em San Gimignano, e o sucesso foi tão grande que ela veio parar aqui no blog.

Vinícola na Toscana
Fontaleoni, a vinícola na Toscana

Vinícola na Toscana: por que visitar um vinhedo familiar?

Apesar das grandes vinícolas serem incríveis, com um nível de estrutura muito maior, uma vinícola na Toscana com administração familiar faz você se sentir muito mais dentro do processo. Aliás, na maioria das vezes você será recepcionado pelos donos do local e são eles que te guiarão tanto pelo passeio como pela degustação.

Além disso, a maioria das vinícolas familiares mantém tradições seculares, o que deixa a sua visita mais interessante. Isso sem contar no ambiente acolhedor e no fato do tour ser mais intimista, justamente por ser menos procurado pelos turistas.

Vinícola Fontaleoni, em San Gimignano, na Toscana

Com um total de 50 hectares, a vinícola Fontaleoni foi fundada em 1959 em San Gimignano e desde então mantém algumas tradições que garantem uvas de altíssima qualidade. A colheita, por exemplo, é feita totalmente de forma manual até hoje em dia. Além disso, sua administração segue nas mãos da Família Troiani, a mesma que a fundou.

O caminho até essa vinícola na Toscana é um tanto quanto especial, apesar do tempo chuvoso do inverno. A propósito, nós visitamos a Toscana durante o inverno e nesse post aqui explicamos o porquê você não deve desistir da sua viagem caso só possa viajar nessa época.

As estradinhas contornadas por parreirais se fazem presentes por todo o caminho e os barris de carvalho decorados com flores e uma placa indicativa mostram que estamos próximos do vinhedo. Como alugamos um carro para fazer esse roteiro, podíamos parar em diversos pontos para aproveitar a paisagem e fotografar. Alugamos ainda no Brasil, pela RentCars, sem a cobrança de IOF.

Passeio na Fontaleoni

A Fontaleoni oferece três tipos de tours. São eles:

  • Classic: tour pela vinícola + degustação de três tipos de vinho, acompanhados de pães e queijo pecorino.
  • Toscany: tour pela vinícola + degustação de quatro tipos de vinho, acompanhados de uma travessa de frios.
  • Lunch Tasting: tour pela vinícola + cinco tipos de vinho, acompanhados de um menu típico da Toscana.

Como nós tínhamos acabado de passar um dia visitando a cidade de San Gimignano (leia tudo sobre San Gimignano aqui), estávamos cheios de fome e optamos pelo Lunch Tasting, o tour completo.

Tour de degustação na Vinícola Fontaleoni

Para o tour, fomos recebidos por Simona, uma das atuais donas da vinícola, filha do fundador Giovanni Troiani. Desta forma, tivemos um atendimento tão próximo que nos sentimos extremamente acolhidos. Ou seja, foi algo completamente diferente do passeio que fizemos pela Concha y Toro, no Chile, pela Miolo, na Serra Gaúcha e pela cave de vinho do Porto Sandeman, em Portugal.

Fontaleoni
Entrada da Fontaleoni

Conforme esperávamos, a propriedade era pequena, exatamente do jeito que queríamos. Mal estacionamos o carro e já foi possível ver uma parte dos vinhedos.

Fontaleoni

Como o salão de degustação da vinícola Fontaleoni é pequeno, é recomendável que você faça uma reserva, ainda mais se a sua visita for na alta temporada. Confira aqui as informações no site oficial.

Como nós estávamos viajando durante a baixíssima temporada, só havia a nossa família por lá. Ou seja, o lugar era todo nosso. Rs

Degustação + almoço

O Lunch Tasting nos custou €35 por pessoa e tamanha foi a nossa surpresa quando fomos agraciados com 6 vinhos para a degustação, em vez de 5. Certamente começamos com o pé direito!

Se você viaja com menores de idade, como foi o nosso caso, eles servem suco de uva, além da água que é para todos. Se porventura refrigerante for importante para você, o ideal é consultar a disponibilidade porque não chegamos a ver isso.

A degustação começou com uma enorme tábua de frios de entrada para cada um de nós, acompanhada de um espumante.

Em seguida, vieram vinhos pelos quais a casa tem fama, dois do tipo Vernaccia di San Gimignano, o vinho branco DOC da província, o primeiro a receber a denominação de origem controlada no país. Vale ressaltar que embora seja uma vinícola familiar na Toscana, a Fontaleoni é uma das mais conceituadas produtoras desse estilo, feito com a uva Vernaccia.

Ainda nos foram servidos um vinho rosé e dois tintos clássicos da celebrada uva Chianti para acompanhar o almoço.

Típico menu toscano

Para o prato principal nos foi servido um Fetuccine à bolonhesa – uma linda uma pasta quentinha e saborosa. E quando pensávamos que a comilança teria fim, veio uma sobremesa típica da região. Era uma tábua com uns biscoitinhos doces e um licor, onde deveríamos molhar o biscoito no licor antes de comê-lo. Uma delícia!

 Você sabia que o seguro viagem é obrigatório para quem visita a Europa? Apesar de muita gente não saber, é necessário um seguro com apólice de 30 mil euros para entrar no Espaço Schengen. Sempre compramos os nossos através da Real Seguros porque eles são confiáveis e praticam bons preços. O melhor nisso é que leitor do Carioca tem desconto em qualquer seguro oferecido por eles. Explicamos tudo isso direitinho no post Seguro Viagem Europa: é necessário? Quanto custa? Como comprar barato?

Pegue aqui o seu desconto de seguro viagem e parcele em até 12x no cartão de crédito =)

Tour pela vinícola e pela adega

Após a degustação seguimos para conhecer o processo de produção e a adega da Fontaleoni. Como se trata de um estabelecimento relativamente pequeno, essa parte do tour não é tão longa. Porém, caso você visite uma vinícola na Toscana que seja de grande porte, sugiro reservar um pouco mais de tempo no seu roteiro para isso.

Fontaleoni
Barris de vinho da Fontaleoni

Batemos um longo papo com a Simona, dona da vinícola, que gentilmente nos contou tudo nos mínimos detalhes e fez questão de mostrar alguns processos que ocorrem desde que o local abriu. Da mesma forma, ela nos apresentou todo o processo de envase e os tanques de armazenamento da vinícola. Foi um bate e papo e tanto!

Encerramos o passeio em um mirante com vista para os parreirais, certos de que fizemos a escolha certa na hora de escolher uma vinícola familiar para conhecer na Toscana.

Ah, antes que eu me esqueça! Há uma pequena loja no local onde você pode adquirir os produtos produzidos pela Fontaleoni. Ao contrário de várias vinícolas na Toscana, há azeites e vinhos com preços acessíveis. O icônico Vernaccia di San Gimignano Riserva, por exemplo, custava €15 e alguns outros vinhos estavam na faixa de €10.

Enfim, se puderem, visitem esse estilo de vinícola na Toscana! Vocês não vão se arrepender!

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR:

-Roteiro na Toscana: 3 sugestões para quem vai pela primeira vez
-Tudo sobre o que fazer em Siena
-Conheça Florença e se encante com a cidade
-Cave Sandeman, no Porto: como é conhecer uma cave de vinho do Porto

SIGA AS NOSSAS REDES SOCIAIS E NOS ACOMPANHE EM TEMPO REAL =)
– Instagram: @cariocasemfronteiras
– Facebook: /cariocasemfronteiras

♦PLANEJE A SUA VIAGEM♦

  • Confira a nossa página de descontos ativos e economize agora na sua viagem!
  • Reserve a sua hospedagem através do Booking e garanta as melhores tarifas. Fique tranquilo porque reservando através do nosso blog você não pagará nenhuma taxa extra. E além disso ainda nos ajuda a mantê-lo no ar, criando cada vez mais conteúdos gratuitos e de qualidade.
  • Reserve seus hostels através do Hostelworld e garanta a sua hospedagem nos melhores hostels do mundo.
  • Reserve um apartamento através do AirBnb e ganhe até 179 reais em crédito na sua primeira reserva pelo site.
  • Compre seu seguro viagem com a Real Seguros e tenha os maiores descontos e as melhores formas de pagamento, inclusive parcelando em várias vezes no cartão de crédito
  • Reserve os melhores passeios e experiências com a Get Your Guide e com a Civitatis.
  • Alugue o seu carro com até 60% de desconto. Parcele no cartão e sem cobrança de IOF pela RentCars. Além disso, todo o valor é gerado em reais.
  • Viaje conectado! Compre seu chip de celular Viaje Conectado da Yes Brasil com internet 4G para usar no exterior.
  • Compre seus equipamentos fotográficos e roupas de inverno com a Amazon.
  • Compre seus ingressos antecipados através da Tiqets e evite filas nas atrações mais famosas do mundo.

SIGA AS NOSSAS REDES SOCIAIS E NOS ACOMPANHE EM TEMPO REAL =)
– Instagram: @cariocasemfronteiras
– Facebook: /cariocasemfronteiras

Autor

Carioca de nascimento. Educadora Física de profissão. Viajante de coração. Apaixonada pelas coisas simples da vida e intrigada pelas complexas. Costuma dizer que adora um sol, mas não dispensa os dias nublados.

24 Comments

  1. Como assim não gosta de queijo com goiabada? Eu adoro goiabada (com ou sem queijo), felizmente já se encontra facilmente no supermercado aqui em Portugal. Mas tem razão, vinho e Toscania combinam mesmo. E que lindas paisagens proporcionam. Mesmo quem não é apreciador de vinho só pode amar este roteiro.

  2. Essa regiao da Italia é uma delicia para viajar comer e baber. E com certeza uma visita à Toscana nao é completa sem uma visita a uma vinícola. O bacana do enoturismo nessa regiao é que a grande maioria dos produtores sao pequenos ou medio porte e a experiencia é bem mais intimista que numa Miolo ou Concha e Toro.

      • Oi, tudo bom?? Eu e minha namorada fomos no dia 22/06/2019 após ler a dica aqui no blog. É sensacional, vale muito a pena. Passamos de manhã por San Gimignano e chegamos na vinícola as 12:30h. Estava vazio, porém após um tempo chegou mais gente. Fomos atendidos pela filha do dono. Muito simpática e atenciosa. Fizemos a degustação com almoço por €35 por pessoa.

        Até fomos em vinícolas renomeadas, mas não se compara.. está apesar de pequena e familiar, oferece a melhor experiência.

        Muito obrigado pela dica! Valeu a pena demais!

        • Oi, Rodrigo! Tudo bem? Muito obrigada por voltar para contar sua experiência!! =)
          Ficamos muito felizes de saber que a visita na Fontaleoni foi show e que nossa dica serviu pra vcs! Os proprietários são muito gente boa, né? E o almoço delicioso! hehe Beijos!

  3. Ola deborah, você sabe me dizer (se lembrar) os valores que vocês pagaram por pessoa pra participar do tour clássico?????? Obrigada. Beijos

    • Oi, Raphaela! Tudo bem?
      Vixi, nós não fizemos o tour clássico. Nós fizemos o Lunch Tasting por 35 euros por pessoa. Acredito que deve ser mais barato que isso…
      Quem reservou tudo pra gente foi o Gustavado da Pomodoro Tours. Qualquer coisa entra em contato com ele… eles têm Instagram/Facebook/Site.

  4. Pingback: Restaurantes em Florença, veja 5 dicas de onde comer bem na cidade

  5. Marcela Freitas de Paula Kirilos Responder

    Oiee!! Quais as datas que vcs foram? Vou no inverno em dezembro e estou preocupada que não tenha passeios em vinícolas hahaha

  6. Ola! Estou planejando viajar para a Itália em março e adorei a dica de ir conhecer essa vinícola, pode me dizer se foram de carro alugado e se é tranquilo dirigir na região?

  7. Tamirys Leles Responder

    Vou em fevereiro de 2020, quanto tempo vocês gastaram na venicola? Pq vou dormir em Siena 1 noite e na outra em São gimininano.. to pensando em passar na Venicola n meio do caminho…

    • Oi, Tamirys. Então, nós aproveitamos pra almoçar, fazer a degustação e o tour sem pressa. Então, não sei te dizer ao certo quanto tempo ficamos lá. Mas acredito que pelo menos umas 3 horas.

  8. Olá!
    Adorei as dicas e pretendo seguí-las quando for pra lá em Junho/20, estamos um pouco receosos de alugar carro e fazer os tours, já que não dá pra dispensar os vinhos… foi tranquilo dirigir ou tem muita fiscalização?
    Obrigada!

    • Olá, Jaqueline! Que bom que curtiu!! =)
      Então, quando estivemos por lá não vimos nenhuma fiscalização não, mas fomos na baixa temporada. Não sei como é no verão…

Deixe um comentário