Inverno na Patagônia

Inverno na Patagônia: O que vestir?

Quando decidimo que iríamos passar a nossa lua de mel durante o inverno na Patagônia de cara nos preocupamos com as roupas que iríamos vestir. Até porque, até o momento nós não tínhamos nenhum tipo de roupa de neve. Além disso, às vezes em que precisamos de uma, acabamos optando por alugar, como quando alugamos para subir o Vulcão Villarrica, por exemplo. Mas dessa vez passaríamos muitos dias em meio a neve e o aluguel sairia bem mais caro. Por isso, não tínhamos outra opção senão correr atrás desses pequenos (e caros) detalhes.

Glaciar Martial em Ushuaia
Glaciar Martial cheio de neve durante o inverno na Patagônia

 

Como é o inverno na Patagônia?

Frio. Muito frio! Com muito vento, muita neve e temperaturas bem baixas. Sabe aquela botinha de couro que usamos para viajar para Gramado e Canela, no Sul do Brasil? Então, ela não presta! Sabe aquela luvinha fofinha que usamos para passar uns dias em Buenos Aires durante o inverno? Também não serve! Sabe aquele casaquinho esperto que usamos para curtir uma serra em Campos do Jordão? Nada feito. Enfim, nossas roupas comuns de inverno não servem para o frio que nos espera nessa parte do continente.

Lago Fagnano Ushuaia
Só nossos rostinhos do lado de fora, porque o frio e o vento estavam de matar aí em frente ao Lago Fagnano

Para enfrentar o inverno na Patagônia você irá precisar de roupas mais quentes e de preferência impermeáveis. E certamente também precisará de um bom calçado. Principalmente se fizer todos aqueles passeios maravilhosos de Ushuaia ou se fizer trekking na região, como o trekking no Glaciar Perito Moreno, por exemplo.

 

Nós fizemos o trekking no Glaciar Perito moreno em El Calafate e se não fosse por estar calçando um bota de trekking apropriada o Rafael certamente teria se machucado bem no final no passeio, já que ele tropeçou e pisou com o grampone no próprio pé. Apesar desse pequeno incidente, esse passeio foi um dos mais maravilhosos que nós fizemos na região e você pode conferir nosso relato pra já começar a se encantar.

 

Glaciar Perito Moreno
Calçados impermeáveis são essenciais para o trekking no Glaciar Perito Moreno

 

Como se vestir para o inverno na Patagônia

Aquela máxima de se vestir em camadas nunca foi tão verdadeira para aguentar o inverno na Patagônia. Dificilmente você irá tirar alguma camada do corpo, nem mesmo sob o sol de meio dia – que vocês irão perceber que só faz figuração.

Lago Fagnano
O sol fazendo figuração no Lago Fagnano

Nós só conseguíamos tirar alguma camada quando estávamos dentro de um restaurante bem quentinho. E antes de voltar para a rua já vestíamos tudo de novo porque não somos bobos, é claro. A diferença térmica é tão absurda que era capaz de ficarmos gripados na primeira rajada de vento! rs. Mas apesar do frio e do vento, sobrevivemos sem nenhuma gripe ou dor de garganta rs.

 

Além de possuírem aquecedor, tanto os restaurante em Ushuaia como os em El Calafate possuem uma culinária de dar água na boca. Como nosso roteiro em Ushuaia foi de muitos dias, experimentamos vários lugares na cidade e selecionamos 10 opções de restaurante na Terra do Fogo. Embora tenhamos ficado menos dias em El Calafate, também fizemos uma pequena seleção de onde comer bem na cidade.

 

El Bodegón Fueguino
Bem quentinhos com o aquecedor do restaurante.

 

1ª camada – Segunda Pele (térmica)

Algumas pessoas menosprezam a segunda pele, mas eu não sei viver sem ela! E sem dúvidas, para o inverno na Patagônia ela é fundamental. Até o Rafael que se sente super incomodado com essas roupas mais coladas não conseguiu ficar sem. Usávamos todos os dias as blusas de manga comprida e as calças térmicas.

Segunda Pele para o frio
Segunda Pele (térmica) da marca Wed’ze. Foto: www.decatlhon.com.br

As nossas são da Wed’ze e compramos tudo na loja Decathlon. Vale lembrar que meias térmicas e luvas térmicas também são bem importantes. As nossas luvas térmicas são daquelas que tem o dedinho indicador “touch” e nem precisávamos tirá-las para mexer no celular.

Parque Nacional dos Glaciares
Reparem nas mangas rosinhas da minha segunda pele

 

2ª camada – Fleece ou lã

Essa é a camada que realmente vai te esquentar. É aquele casaco e aquela calça bem fofinhos, que você irá vestir por cima da segunda pele. Os nossos são da marca Quechua e nós adoramos! Além de serem bem quentinhos, são confortáveis e costuma ter um bom preço. Muita gente diz que um bom casaco de moletom, daqueles de verdade, também serve como segunda camada. Nós nunca testamos, mas já ouvimos de várias pessoas que deu certo. Então, se você tiver um, vale a pena levar.

Parque Nacional dos Glaciares
Meu fleece preto, super quentinho com uma gola roxa bem fashion hahaha… e por baixo dele tem a térmica. Nesse dia estava uns 3 graus em El Calafate. Como estávamos acostumados com temperatura negativa em Ushuaia estava até calor rs.

Aqui vai uma dica bem legal: Se você vai para um destino de neve vale a pena investir em uma calça própria para a neve, que já tenha o fleece por dentro e seja impermeável por fora. Foi o que eu fiz e deu super certo!

Lago Fagnano
Nossas calças para a neve: impermeáveis e quentinhas

 

3ª camada – Impermeáveis e corta-vento

Usar uma terceira camada que seja impermeável e corta-vento é um dos itens imprescindíveis não só para quem vai encarar o inverno na Patagônia, como também para quem vai para essa região em qualquer época do ano. Isto porque se tem algo que irá te acompanhar durante toda a sua viagem são os ventos patagônicos. E acredite, eles farão parecer estar muito mais frio do que a temperatura mostrada pelos termômetros.

Os ventos são tão intensos que em alguns passeios eles chegam a incomodar e atrapalhar. Na navegação pelo Canal de Beagle, porexemplo, o vento era tanto que eu sentia o meu rosto congelar.  Em alguns momentos o vento era tão surreal que as coisas voavam de forma insana. Durante o Off-road pelos Lagos Fagnano e Escondido uma menina perdeu a touca enquanto arrumava o cabelo para uma foto e o Rafael perdeu a luva enquanto a ajeitava. Ou seja, leve o vento patagônico a sério porque ele não brinca em serviço. rs

 

Fizemos todos os passeios em Ushuaia com a Brasileiros em Ushuaia. Além do excelente atendimento, a oferta de atividades é tão grande que você fica com vontade de fazer tudo. E ainda por cima, você consegue reservar todos os seus passeios pela internet, antes mesmo de sair do Brasil. Com toda a certeza indicamos a empresa de olhos fechados e certamente fecharemos os passeios de verão com eles quando voltarmos à cidade para ver os pinguins. 

 

Paso Garibaldi em Ushuaia
Cabelo todo pra um lado por causa do vento no mirante Paso Garibaldi, a caminho do Off-Road

A necessidade de ser impermeável eu nem preciso explicar muito. Imagina brincar ou passear na neve e sair todo molhado de lá? Com certeza não será algo muito confortável, ainda mais no frio. As nossas jaquetas e calças impermeáveis também são da Quechua e nos serviram super bem! Fizemos snowboard no Glaciar Martial, andamos de moto de neve em um centro invernal e não nos molhamos nem um pouquinho.

 

Embora o seguro viagem não seja um item obrigatório para quem viaja para a Argentina, a contratação de um seguro é algo de suma importância durante qualquer viagem. Ainda mais se o seu roteiro incluir algum tipo de esporte de aventura. Nós sempre fazemos o nosso seguro através da Seguros Promo pois sempre encontramos ótimas opções de preço. Faça um comparativo entre os melhores seguros do mercado através da Seguros Promo. Você verá as melhores tarifas disponíveis e ainda tem 5% de desconto usando o código CARIOCA5

 

Neve no Glaciar Martial
Toda feliz e sequinha na neve do Glaciar Martial

 

Qual calçado usar?

Calçado de trekking impermeável e ponto final. Você estará indo para um dos maiores destinos de aventura da América do Sul – quiçá do mundo. O seu tênis do dia-a-dia não irá te ajudar. A sua bota de couro de cano longo muito menos. Sandálias e sapatilhas então… esqueça. Você passará por neve na maioria dos passeios. Terá que caminhar em terrenos irregulares muitas vezes. E mesmo se você estiver pensando em usar algo mais arrumadinho para jantar a noite na cidade talvez nem valha tanto a pena. Inclusive, muito provavelmente a rua do seu hotel estará molhada e não ser que você se teletransporte para dentro do quarto, terá que pisar no chão. rs

 

Dica de hospedagem para o seu roteiro: inicialmente havíamos escolhido um hotel mais distante do centro para os nossos dias em Ushuaia. Só que como as ruas ficam com muita neve, achamos melhor escolher algo um pouco mais perto. O problema é que hospedagem em Ushuaia é algo bem caro. Então foi aí que encontramos a Posada del Fin del Mundo, com cerca de 20 minutos de caminhada até a rua principal, café da manhã, chá e bolos a tarde e precinho justo.

 

Placa del fin del mundo em Ushuaia
Saindo de tarde para passear na cidade com nossas botinhas de trekking no pé. Não se enganem com a calça jeans, tem muito pano por baixo dela haha

Ou seja, no geral, as ruas da cidade estarão molhadas. Ou estarão com neve. Ou estarão com lama. Ou estarão com tudo isso ao mesmo tempo. E as pessoas se vestem de uma forma mais despojada por lá. De verdade. Então pra quê levar um peso a mais na sua mala?

Rua de Ushuaia
Cheio de neve pelas ruas de Ushuaia

Nós usamos nossa bota guerreira de trekking, também da Quechua. Achamos o custo x benefício ótimo e usamos ela em vários tipos de trilha. Nunca tivemos problemas. Nossos pés sempre ficaram secos e confortáveis.

Lago Rocca
Nossas botinhas de trekking

– Eita! Tudo isso é caro, né?

Sim. Se você comprar tudo de uma vez sairá caro sim. Compre aos poucos nos meses que antecedem a viagem. Ou então faça igual a gente: parcele tudo em 10x no cartão e seja feliz! haha

 

 

♦PLANEJE A SUA VIAGEM♦

 

  • Reserve a sua hospedagem através do Booking e tenha opções de pagamento mais flexíveis. Mas caso você queira parcelar a sua hospedagem, confira todas as opções de parcelamento do Hoteis.com.
  • Alugue o seu carro com até 60% off, com parcelamento no cartão de créditosem cobrança de IOF e com os valores em reais pela RentCars
  • Ganhe 5% de desconto no seu seguro viagem usando o cupom CARIOCA5 em pagamentos à vista na Seguros Promo. Caso opte pelo pagamento em cartão crédito você pode parcelar em até 12 vezes sem juros.

 

 

Compartilhar

Dhebora Sancho

Carioca de nascimento. Educadora Física de profissão. Viajante de coração. Apaixonada pelas coisas simples da vida e intrigada pelas complexas. Costuma dizer que adora um sol, mas não dispensa os dias nublados.

15 thoughts to “Inverno na Patagônia: O que vestir?”

  1. Olá Dhebora, tudo bem? Estou adorando as dicas, mas a única que não sei se vou conseguir seguir é das roupas… vou viajar agora em 04/ago, mas só chegaremos em Ushuaia no dia 08/ago, tô pensando em comprar um casaco em Buenos Aires e alugar as botas e roupas impermeáveis em Ushuaia… será que a bota que uso aqui conseguirei usar lá a noite, para ir aos restaurantes, por exemplo?! Tô levando um kit de roupa segunda pele (meia, calça, blusa) e só tenho casacos que uso aqui…

    1. Oi, Fernanda! Se tiver neve nas ruas vai ficar complicado usar as botas que usamos aqui. 🙁
      Você pretende esquiar?? A ideia de comprar um casaco em Buenos Aires é até boa, mas os preços são os mesmos daqui, sendo que aqui você tem a possibilidade de parcelar.
      Fico feliz que nossas dicas estejam ajudando!!!

      1. Ah, bom saber que são os mesmos preços… Pretendo, mas quando for esquiar estou pensando em alugar as roupas impermeáveis… Na previsão do tempo diz que não irá nevar, por isso não quero investir em comprar as botas.

        1. Entendi…. bom, se tiver nevado dias antes da sua chegada as ruas estarão com neve. A bota que você quer levar é de couro? O couro não esquenta nada. Você terá que caprichar nas camadas nos pés. Quanto ao esqui, se você for esquiar somente uma vez, melhor alugar mesmo. Agora se você pretende ser adepta do esporte, é melhor comprar.

  2. Olá Dhebora!

    Adorei suas dicas. Estou indo para Ushuaia e El Calafate em Setembro. Vou passar 7 dias por lá.
    Tem ideia de quantas destas peças devo levar (entre 1ª, 2ª e 3ª camada e calçados) para passar a semana?
    Pois já que vamos ter que comprar tudo, gostaria de comprar apenas o necessário para não gastar muito mais.
    Muito obrigada!!
    Bjs
    Nathalia

    1. Oi, Nathalia!
      Olha, nós ficamos duas semanas e eu levei um calçado só, duas mudas de térmica por causa do suor (parte de cima e parte de baixo), dois casacos fleeces, apenas um casaco impermeável e uma calça impermeável. E levei coisas complementares como jeans, lã, casacos grandes… Meu conselho? Leva um só de cada mesmo! Varie as camadas de dentro. Quando você for sair a noite para jantar nem precisa de casaco impermeável. Pode ser algum casaco potente que você tenha em casa e como 2ª camada pode usar casacos quentinhos de lã e moletom (não precisa ser necessariamente um fleece).

  3. Ola Dhebora.

    Suas dicas estão sendo ótimas!
    Vamos para Calafate no dia 06/08 e ficaremos ate dia 10/08, queremos fazer alguns passeios, mas ainda sim tenho duvidas com algumas situações (Valores), tipo:
    – Quanto custa o ingresso do Parque Mountain Park?( Cada site me aponta um valor diferente, e eu estou em duvida se vale a pena fechar aqui ou na própria cidade).
    – Qual o melhor passeio para se fazer em El Calafate? (Ja desisti de caminhar no Perito Moreno, pq vi em um site que no período que eu vou, este passeio não estará disponível pelo tempo úmido).
    – Voce sabe +ou- o valor das roupas de neve para locação?

    Desculpe te aportunar com essas perguntas, mas os outros sites ou blogs, não parecem tão esclarecedor.

    Mas caso voce consiga responder, ficaria muito feliz!!!

    Obrigada desde já! bj

    1. Olá, Welleice! Tudo bem?
      Que legal saber que você vai pra El Calafate! É uma cidade incrível!
      Eu dei uma pesquisada aqui na internet e acho que o Mountain Park virou MilOutdoor. Dá uma olhada nesse site aqui que acredito que os valores estejam mais corretos: https://miloutdoor.com.ar/pt/
      Mesmo que você não faça o trekking no Perito Moreno, vá até o Parque Nacional vê-lo das passarelas! É incrível e para mim, é o mais imperdível dos passeios.
      Quanto ao aluguel de roupa de neve, eles devem seguir os mesmos preços das lojas de Ushuaia. A Jumping é uma das mais famosas em Ushuaia, dá uma olhada no site deles pra ter uma ideia dos valores http://www.jumpingushuaia.com.ar//images/sampledata/st_deep/our-team/2-grande.jpg

  4. Olá Dhebora!

    Gostei muito de suas dicas. Estou indo para a Patagônia em Setembro desse ano. Vou passar 6 dias por lá.
    Durante a leitura do seu post me surgiram algumas dúvidas:

    1 – Pra sair a noite é necessário utilizar as roupas dry fit como primeira camada? Pois pelo que entendi a primeira camada é mais usada pra quando se vai fazer as trilhas e trekking.
    2 – Para as mãos e pés também devo me vestir em camadas ou bastaria uma luva e uma meia térmica boas?

    Obrigado desde já!
    Abraço!

    1. Olá, Francisco!

      Eu aconselho a usar a primeira camada caso você saia a noite e faça o deslocamento a pé. É bem frio mesmo na rua e a primeira camada térmica vai te ajudar. Quanto às luvas, caso sua luva seja daquela bem grossinha e pesada de inverno, não vejo necessidade. Se não for (o caso das nossas), há a necessidade, sim. Quanto às meias, se o seu sapato for bem adequado, uma boa meia de inverno dará conta ?

  5. Bom dia. Amei suas postagens!!! Parabéns!!!
    Estou indo pra Ushuaia e gostaria de saber se eu colocar a roupa térmica e depois usar um casaco de couro para sair à noite, na cidade, se aguenta o frio??? Ou só pode ser corta vento? Obrigada.

    1. Oi, Marlize! Então, acho que somente a combinação roupa térmica + couro não será suficiente para aguentar o frio da noite. Mas acredito que se você colocar uma segunda camada mais quentinha entre eles e se o couro for legal, deve dar pra segurar um pouco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

* Checkbox GDPR / Regulamento Geral de Proteção de Dados do Usuário

*

Concordo / I agree