Atualizado em

Anos atrás vi uma foto de uma cachoeira com água azul na Chapada dos Veadeiros. Fiquei com isso na cabeça um tempo, mas logo me esqueci. Afinal, são tanto lugares desse mundo que quero conhecer que constantemente mudo o destino da próxima viagem. Acredito que os inquietos de plantão com certeza me entendem. O tempo passou e nada de Veadeiros entrar no meu roteiro. Até para a Chapada dos Guimarães eu fui, encarando conexão e tudo para chegar em Cuiabá. Mas nada… nada da tal cachoeira com água azul que era tão mais fácil de chegar através de um voo rápido do RJ até Brasília. Mas eis que, finalmente, a Cachoeira Santa Bárbara entrou na minha vida e de quebra veio acompanhada da Capivara pra arrebatar de vez o coração dessa carioca que vos fala.

Cachoeira Santa Bárbara na Chapada dos Veadeiros: é isso tudo mesmo?

Pois é, meus amigos, eu diria que a Cachoeira Santa Bárbara é isso tudo isso, sim! E acreditem, depois de tanta espera para visitar esse lugar eu ainda tive a sorte de conhecê-la em um dia completamente nublado. Provavelmente vocês devem estar pensando que eu sou maluca. Onde já se viu chamar de sorte conhecer uma das cachoeira mais bonitas da Chapada dos Veadeiros em um dia chuvoso e cinzento?

Julguem-me se quiserem, mas graças à chuva eu pude encontrar esse paraíso praticamente vazio. E ainda por cima, pude ficar mais tempo que o normal, já que o fluxo de turistas era bem baixo naquele dia. E o melhor nessa história toda? Nem uma gota d’água enquanto eu estava por lá e uma água com temperatura consideravelmente confortável, visto que estamos falando de uma cachoeira, né? Agora me digam: como posso chamar isso de azar? rs.

Cachoeira Santa Bárbara
Quem diria que encontraríamos um água com temperatura agradável na Cachoeira Santa Bárbara

Como chegar na Cachoeira Santa Bárbara

A Cachoeira Santa Bárbara fica localizada em Cavalcante, um município que fica a mais de 80 km de Alto Paraíso, onde nos hospedamos. Em geral, muitas pessoas fazem o que mesmo que a gente. Ou seja, ficam em Alto Paraíso e de lá visitam os atrativos da Chapada dos Veadeiros. No entanto, isso significa 1 hora de estrada até o CAT de Cavalcante (Centro de Atendimento ao Turista) e mais 30 km de estrada de terra até ao CAT da comunidade Kalunga, responsável pela área da cachoeira. Eita, Dhebora! Tô confuso! Então calma, porque vou explicar tudo direitinho.

CAT Comunidade Kalunga
CAT da comunidade Kalunga

Cavalcante é o local guarda a Cachoeira Santa Bárbara

Na verdade, a Cachoeira Santa Bárbara está localizada na zona rural de Cavalcante, no Povoado Engenho II, na comunidade Kalunga. O que isso significa? Que a cachoeira se encontra em uma comunidade de descendentes quilombolas – uma das maiores do Brasil. Atualmente, mais de 4.500 pessoas vivem por lá, e o desenvolvimento da comunidade se dá principalmente pelo turismo. Para conhecer a cachoeira é necessário contratar um guia local e você pode fazer isso tanto no CAT de Cavalcante como no CAT da comunidade. Obviamente os valores são diferentes e sem dúvidas é mais barato na comunidade.

Lendo assim parece ser tranquilo, né? E, é! Mas o nosso maior medo era chegar tarde na Cachoeira Santa Bárbara, encontrá-la lotada e ter que ficar esperando para entrar, já que ela tem limite de público (300 pessoas por dia / 60 pessoas por grupo). Mas como não havia sol naquele dia, nos informaram que o risco era pequeno.

Guia e valores

Mas era mesmo o nosso dia de sorte! Chegamos no CAT de Cavalcante e resolvemos contratar o guia lá mesmo, já que o tempo continuava bem chuvoso e estávamos com receio de não encontrar nenhum no CAT da comunidade. Ele nos cobrou 140 reais para conhecer a Cachoeira Santa Bárbara e a Capivara. Esse valor pode ser dividido para até 6 pessoas, mas como não havia mais ninguém, arcamos com tudo. No final das contas, pagamos felizes. O guia era um amor de pessoa, sempre explicando tudo nos mínimos detalhes. Além disso, ele era extremamente cuidadoso, principalmente comigo. Mesmo sendo acostumada com trilhas, ele fazia questão de ajudar em qualquer situação que achasse que eu poderia escorregar ou qualquer coisa do tipo. Aliás, achamos a trilha tranquila e acredito que quem não tem nenhum tipo de problema de locomoção não terá muitas dificuldades.

Cachoeira Capivara
O Candinho é um guia que merece demais a nossa indicação!
Em sua maioria, os guias são pessoas humildes e vivem praticamente disso. Quando é baixa temporada ou não tem passeio por motivo de chuva, eles precisam buscar outras opções para fazer dinheiro. Muitos deles procuram frutas para vender e até mesmo lotes para capinar – nas palavras do nosso próprio guia. Sejam gentis com essas pessoas que apesar de simples, têm muita história pra contar. Nosso guia se chama CandinhoO contato dele é 62 99999-6117 e fazemos questão de indicá-lo. 

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR:

-Confira nossa dica de onde ficar na Chapada dos Veadeiros
-Conheça a Cachoeira do Label, a maior queda d’água da Chapada
-Se encante com a Cachoeira do Cordovil e a Fazenda Volta da Serra

A dita e cuja

Como estávamos com carro alugado, o guia nos acompanhou e nos guiou a direção. Seguimos até o CAT da comunidade e pagamos as taxas de entrada das cachoeiras – 20 reais para Santa Bárbara e 10 reais para Capivara (por pessoa). Em seguida, fomos até o ponto onde deveríamos estacionar e tomar um pau de arara até o início da trilha. Algumas pessoas até arriscam seus carros nesse trecho, mas pelo menos nesse dia a estrada estava inviável. Buracos enormes se faziam presentes e muitas poças d’água profundas também. Enfim, jamais colocaríamos o automóvel ali.

O início da trilha já é incrível. Um descampado enorme com aquela típica vegetação do cerrado. Nem mesmo o céu cinza tirava o brilho daquilo lá! Um pouco antes da Cachoeira Santa Bárbara passamos pela Santa Barbarinha. Linda, também com águas azuis esverdeadas, porém menor. Optamos por não parar ali e ir direto para a cereja do bolo. Chegar na Santa Bárbara foi só amor. Encontrá-la praticamente vazia foi amor ao quadrado. Eu realmente não tenho palavras para descrever o lugar e certamente chamar de linda é muito pouco perto do que ela merece. Em dias de sol a água fica ainda mais próxima do azul, no entanto, eu confesso que fiquei apaixonada pelo tom que vi. Ficamos por lá um bom tempo, só curtindo aquela água que como eu já falei, estava incrivelmente agradável.

Cachoeira Santa Bárbara
Que lugar!

Cachoeira Capivara

Após conhecer a Cachoeira Santa Bárbara seguimos para a próxima beleza do dia, a Cachoeira Capivara. Antes fizemos uma parada em um dos restaurantes da comunidade Kalunga para marcar o nosso almoço. Embora muita gente almoce entre uma cachoeira e outra, optamos por almoçar só no fim do dia. Vai que bate aquela preguiça pós rango? haha. Seguimos em direção a Cachoeira Capivara, estacionamos e iniciamos a trilha. Apesar de ter mais declives e precisar de um pouco mais de atenção, o caminho até a cachoeira também não traz muitas dificuldades. Diferente da Santa Bárbara, a Cachoeira Capivara não possui água azul meio esverdeada, mas ainda assim, é muito bonita e tem o seu valor. Eu fiquei impressionada com a grandiosidade da sua queda dividida em níveis. É claro que mesmo com a água bem gelada não perdemos a oportunidade de dar um bom mergulho!

Cachoeira Capivara
Cachoeira Capivara, linda e bem diferente!

Vamos falar de comida?

Encerramos o dia cheios de fome e um buffet livre no fogão à lenha nos esperava no Restaurante da Áurea. Por 30 reais comemos a melhor comida da viagem! O menu contava com salada, arroz, feijão, peixe, frango, diversos tipos de farofa, aipim e mais um tanto de coisa deliciosa. Aliás, gostaria de abrir um parêntese para a farofa de carne… foi uma das melhores que já comi até hoje! A comida era bem caseira, simples, daquelas que enchem a barriga e alma, sabe? O lugar também é modesto, com mesas grandes e compartilhadas. Ao final disso tudo, ainda tinha aquele cafézinho esperto para quem não vive sem, como a gente, por exemplo. rs

Chapada dos Veadeiros
Comida caseira no Restaurante da Áurea

Por fim, já era hora de voltar para Alto Paraíso, mas não sem antes parar em um mirante pelo caminho. Na estrada entre Cavalcante e a Comunidade Kalunga se encontra o Mirante Nova Aurora. Apesar de estarmos bem cansados, quisemos parar mesmo assim. Depois ver tanta coisa linda, ainda havia espaço para mais amor pela Chapada dos Veadeiros.

♦PLANEJE A SUA VIAGEM♦

  • Reserve a sua hospedagem através do Booking e garanta as melhores tarifas. Fique tranquilo porque reservando através do nosso blog você não pagará nenhuma taxa extra. E além disso ainda nos ajuda a mantê-lo no ar, criando cada vez mais conteúdos gratuitos e de qualidade.
  • Reserve seus hostels através do Hostelworld e garanta a sua hospedagem nos melhores hostels do mundo.
  • Reserve um apartamento através do AirBnb e ganhe até 179 reais em crédito na sua primeira reserva pelo site.
  • Compre seu seguro viagem com a Real Seguros e tenha os maiores descontos e as melhores formas de pagamento, inclusive parcelando em várias vezes no cartão de crédito
  • Reserve os melhores passeios e experiências com a Get Your Guide e com a Civitatis.
  • Alugue o seu carro com até 60% de desconto. Parcele no cartão e sem cobrança de IOF pela RentCars. Além disso, todo o valor é gerado em reais.
  • Viaje conectado! Compre seu chip de celular da Yes Brasil com internet 4G para usar no exterior.
  • Compre seus ingressos antecipados através da Tiqets e evite filas nas atrações mais famosas do mundo.

Author

Carioca de nascimento. Educadora Física de profissão. Viajante de coração. Apaixonada pelas coisas simples da vida e intrigada pelas complexas. Costuma dizer que adora um sol, mas não dispensa os dias nublados.

3 Comments

  1. Jessica Beserra Reply

    Oi, Dhebora, gostei muito do post! Foi um dos melhores relatos que vi até agora. Bem explicadinho. Gostaria muito de saber que horas você saiu de alto paraiso para conseguir chegar na cachoeira a tempo de poder visitá-la. Grata desde já! Irei no meio de fevereiro (não será feriado).

    • Oi, Jessica! Que bom que o post te ajudou!!! =)
      Nós saímos de Alto por volta das 9 horas, mas sinceramente? achei tarde. Nós saímos esse horário porque chovia horrores e estávamos na dúvida do que fazer. Por isso, só conseguimos fazer Santa Bárbara + Capivara e Candaru ficou de fora. Caso você queira fazer as três, aconselho sair mais cedo….

  2. Pingback: Santa Bárbara - Chapada dos Veadeiros | Leve Sem Destino

Write A Comment