Praia de Pocitos

6 dicas para não cair em furada em Montevidéu

Quem acompanha a gente pelo Instagram já sabe que não tivemos muita sorte durante a nossa passagem por Montevidéu. Não, nada de ruim ou grave aconteceu em nossos dias na cidade. Porém, o que ocorreu foi que para a nossa tristeza, não curtimos tanto assim a capital do Uruguai. E chegamos a conclusão de que isso pode ter acontecido pelo simples fato de termos cometido alguns erros em nosso planejamento. Mas como aqui a gente mata a cobra e mostra o pau (já falei isso outras vezes rs), resolvemos fazer uma listinha de tudo o que achamos furada em Montevidéu para vocês avaliarem e montarem o seu próprio roteiro.

Montevidéu
A placa mais famosa de Montevidéu, na orla de Pocitos

 

 

1 – Carnaval em Montevidéu

Há quem discorde, mas acho que a maior furada da viagem foi ter reservado a segunda-feira e a terça-feira de carnaval para Montevidéu. Primeiro porque segunda não é um dos melhores dias para estar na cidade, já que muitos estabelecimentos como museus e restaurantes estão fechados. E segundo porque o carnaval em si também já é uma época bem ruim para estar por lá. Como o país também comemora o Carnaval, a terça-feira também é feriado por lá. O que significa que a cidade fica completamente vazia, tipo coisa de outro mundo mesmo. E acaba acontecendo o mesmo efeito da segunda-feira, ou seja, tudo fechado! Eu já tinha lido que muita coisa fechava por lá, mas não imaginava que esse “muita coisa” era tipo que TUDO!

Palácio Salvo
Palácio Salvo, que já o mais alto da América Latina

 

2 – Conhecer Punta del Este e Colonia del Sacramento primeiro

Havíamos conhecido Colonia del Sacramento em 2012, quando estivemos em Buenos Aires, e ficamos encantados com a cidade. Claro, já havíamos passado uns bons dias na cidade grande, andando pra lá e pra cá, conhecendo os lugares e andando de metrô. Foi aí então que Colonia caiu como uma luva no nosso roteiro. No último dia de viagem precisávamos desacelerar, curtir um lugar sem se preocupar muito com horários, um lugar que tivesse aquele clima mais calmo, de interior, sabe? Colonia foi esse lugar! E pra completar, ainda estava linda toda florida da primavera.

Colonia del Sacramento
Eu ainda morena em Colonia del Sacramento

Punta del Este foi nossa primeira parada nessa viagem para o Uruguai durante o carnaval. Ou seja, mal chegamos em Montevidéu e já pegamos o carro para conhecer o tão famoso balneário uruguaio. E claro, como bons cariocas amamos o clima da cidade. Punta del Este é extremamente vibrante durante a alta temporada, com todos os restaurantes e lojas abertos até tarde e as famílias felizes curtindo a praia. As ruas ficam bem cheias e movimentadas até tarde da noite. Enfim, é uma energia bem gostosa. Chegar em Montevidéu depois disso tudo e encontrar uma cidade deserta e com tudo fechado foi meio que decepcionante. Nos deu aquela sensação de “não tem nada pra fazer aqui”.

Dia de praia em José Ignácio

 

-> Veja também: José Ignacio, o balneário vizinho mais famoso de Punta del Este

 

3 – Quantidade de dias na cidade

As pessoas costumam falar que dois dias em Montevidéu está de bom tamanho. Seguimos o conselho e ficamos dois dias por lá. E o que achamos? Muito! Juro, gente. Como tudo estava fechado na cidade, não havia nada mais para fazermos no segundo dia. Com certeza você vai me perguntar se isso não foi efeito do primeiro item e eu acredito que sem dúvidas foi por isso. Mas a verdade é que a cidade não tem muitas opções do que fazer. E a não ser que você seja um fanático por museus ou por shoppings, não há nada que justifique muitos dias por lá. No meu ponto de vista, em um dia e meio você já vê tudo de mais importante na cidade. Mas então será que não dá pra ficar mais dias? Sim, com certeza deve dar, principalmente se você for em uma época diferente da que nós fomos.

 

 

Em Montevidéu nós ficamos hospedados no bairro de Punta Carretas, que é considerado um dos melhores bairros para se hospedar na cidade. Nossa escolha foi o Hotel Vivaldi, com um ótimo quarto, café da manhã e uma piscina na cobertura que nos salvou do calor no fim da tarde. E ainda por cima, o hotel ficava quase que no bairro de Pocitos, considerado também um ótimo bairro para se hospedar, além de ser perto da praia. Mas também existem ótimas opções no centro histórico com um bom custo x benefício. Caso você queira conferir todas as opções de hotéis disponíveis na cidade, no Booking você tem a opção de cancelamento gratuito, além do fato da sua reserva ser super segura.

 

 

4 – Parque Rodó

Oi? Como assim o Parque Rodó é furada? Pois é, pessoinhas… não fomos felizes no Parque Rodó! Chegamos lá e não havia absolutamente nada. Nem pessoas e nem limpeza. O local parecia sujo e abandonado. Inclusive, com o mato um pouco alto em algumas partes. Fiquei me questionando o tempo inteiro onde eram tiradas as fotos bonitas que havíamos visto na internet.

Parque Rodó
O que era pra ser o Parque Rodó… mas ficamos tão desanimados quando chegamos lá que não tiramos nenhuma foto para fazer a comparação (Foto: Brasileiros no Uruguai)

 

5 – Restaurantes ou pólos gastronômicos

Não há uma região com concentração de restaurantes onde você pode jantar ou almoçar e depois dar uma volta. E se há, não achei nem na internet antes de viajarmos e nem andando por lá. É tudo muito espaçado e à noite você vai sair apenas para jantar e só. A não ser que você vá no shopping, o que nós particularmente costumamos passar longe em nossas viagens, não existe a possibilidade de você escolher os restaurantes andando pelas ruas. Portanto, o ideal é já escolher onde você irá jantar antes de sair do seu hotel, e se possível realizar uma reserva também. Se o restaurante estiver muito cheio dificilmente terá algum bem próximo para você escolher.

Mercado del Puerto
Só no Mercado del Puerto que vimos uma grande concentração de restaurantes

 

6 – Preço

Montevidéu é cara! E eu poderia resumir esse tópico com essa frase que já seria o suficiente para vocês entenderem, mas vou ser um pouco mais específica. Sabe aquela parrilla maneira que você nem saiu do Brasil ainda e já está pensando em comê-la? Então, vai ser cara, amigo. Sinto te informar, mas os restaurantes lá são caríssimos também e eu sinceramente não vi nada que justificasse o preço cobrado. São bons? Sim, são. Mas tô até agora tentando entender como pode ser normal pagar sempre 60 reais ou mais em um prato pra um. Agora você deve estar se perguntando se não tem restaurantes mais baratos. Sim, até tem alguns lugares mais em conta, mas mesmo os mais em conta são caros para o que oferecem. Vá preparado!

Façam o câmbio de 1 real = 8,80  pesos uruguaios

 

Ué, Dhebora, então vocês não gostaram de nada em Montevidéu?

Calma, gente! rs… Nós gostamos sim de muitas coisas por lá e contamos nesse post o que achamos de interessante na cidade. Também já prometemos para nós mesmos que iremos voltar em outro período para tentar mudar a nossa impressão. Ainda assim, acho que vale a pena conhecer Montevidéu. Mas se atentem para um planejamento melhor que o nosso.

Pocitos
Praia de Pocitos, voltaremos para uma segunda vez!

 

 

♦PLANEJE A SUA VIAGEM♦

 

  • Reserve a sua hospedagem através do Booking e tenha opções de pagamento mais flexíveis. Mas caso você queira parcelar a sua hospedagem, confira todas as opções de parcelamento do Hoteis.com.
  • Alugue o seu carro com até 60% off, com parcelamento no cartão de créditosem cobrança de IOF e com os valores em reais pela RentCars
  • Ganhe 5% de desconto no seu seguro viagem usando o cupom CARIOCA5 em pagamentos à vista na Seguros Promo. Caso opte pelo pagamento em cartão crédito você pode parcelar em até 12 vezes sem juros.

 

 

 

Compartilhar

Dhebora Sancho

Carioca de nascimento. Educadora Física de profissão. Viajante de coração. Apaixonada pelas coisas simples da vida e intrigada pelas complexas. Costuma dizer que adora um sol, mas não dispensa os dias nublados.

11 thoughts to “6 dicas para não cair em furada em Montevidéu”

  1. Kkk acho que foi azar do Carnaval. Nós fomos em baixa temporada também estava vazia a cidade e também muita coisa fechada. Mas fomos no Mercadão pelo menos e uma noite jantamos em um lugar ótimo e já outra fomos no tango do Primuseum. É legal mas ainda não conhecemos Buenos Aires já lemos que quem compara com Buenos sempre decepciona rs. Mas muito bom o post!

  2. Cariocas amados…primeiramente, fico chateado em saber que não curtiram a charmosa Montevideo que nós tanto amamos😩. Talvez a época escolhida para sua visita não foi ideal, pois os montevideanos viajam no carnaval e a cidade fica meio vazia mesmo…agora dizer que é tudo super caro é exagero!Afinal, como em qualquer outra cidade no mundo, um planejamento prévio para saber o que fazer e onde comer é básico e Montevideo é cheia de opções para todos os bolsos.Dá pra se comer muito bem (e com qualidade!) por preços honestos, pois muitos restaurantes incríveis oferecem um menu completo (entrada, prato principal, sobremesa e bebida) por no máximo R$50. E no quesito “o que fazer por lá?”, a cidade está repleta de passeios fantásticos (e gratuitos…) que vão muito além do Palácio Salvo ou do Parque Rodó…a começar pela maravilhosa Rambla, que pode ser percorrida de bike e com vários “points” deliciosos para dar uma paradinha estratégica e tomar uma cerveza geladinha ou apreciar o lindo pôr-do-sol (visto do farol em Punta Carretas é inesquecível!). Bom, eu poderia ficar horas dando inúmeras dicas de como se aproveitar tudo o que a tranquila cidade tem a oferecer, pois sabendo-se onde ir, acho que 1 mês ainda é muito pouco para se conhecer tudo de bacana que existe por lá…sugiro que da próxima vez voces passem pelo nosso site, o http://www.uruguaipuntapunta.com.br, para conferir as dicas que oferecemos para tornar a viagem ao Uruguay certamente inesquecível.Besitos 😘!!!

    1. Oi, Marcelo! Tudo bem?
      Obrigada pelo seu feedback!
      Sim, com certeza o período em que fomos (carnaval) contribuiu para todas as nossas impressões sobre a cidade, por isso mesmo ele é o item número 1 da nossa lista. Consideramos a maior furada ter conhecido a cidade justamente nesse época e não indicamos que outros viajantes façam o mesmo. Em relação aos restaurantes, nós pesquisamos bastante antes de viajar, inclusive pegamos dicas com moradores locais (uruguaios) que tivemos contato e infelizmente não achamos e nem nos foi indicado nenhum desses lugares com menus por no máximo 50 reais. E os próprios uruguaios mesmo falavam de cara para nós que a alimentação no país é cara sim, assim como os blogs mais renomados de viagem falam por aí (pode dar uma olhada em blogs como o Viaje na Viagem, do Ricardo Freire, que é um dos mais bem posicionados em nosso cenário). Mas a ideia do que é caro ou barato é muito relativo e vai variar de acordo com o bolso de cada um. Para você ter uma ideia do nosso ponto de vista em relação ao que é caro ou não,achamos a alimentação em Montevidéu muito mais cara do que nas outras capital sul-americanas.
      Em relação ao que fazer por lá, concordo com você em sobre Rambla. Nós adoramos passear por ela e parar em um parador para tomar um cerveja gelada. Inclusive, esse será um dos itens de nosso próximo post, onde falaremos sobre as coisas que gostamos na cidade. No mais, a ideia de ter coisas legais ou não para fazer vai mudar bastante de perfil para perfil de viajante, vai de cada um mesmo rs… aqui no blog prezamos por expressar nossa total opinião mesmo, e conforme falei no final do post, a cidade tem coisas interessantes sim, e nós curtimos muitas coisas por lá. A questão toda é que a época em que fomos e a expectativa que criamos em relação a certos pontos foram essenciais para que, sem querer, entrássemos em algumas “furadas”.
      Pretendemos voltar à cidade em breve e com certeza entraremos em contato com vocês!!!! Beijo grande!

  3. Li os dois post e me assustei um pouco, de verdade. Por que estou indo para Uruguai em Maio, e vi diversas coisas para fazer por lá. De repente senti um balde de água fria. Não sei como foi o planejamento de vocês, e todas as questões que envolveram ele. Tenho algumas duvidas, falaram da segunda eu não entendi direito toda segunda é tudo fechado ou na segunda de carnaval apenas ? A Segunda duvida, sobre o valor do Real, vocês colocaram na foto que R$ 8,80 é igual a 1 peso uruguaio. Isso esta certo mesmo por que pelo que li. O Real era bem valorizado por lá, sim já foi bem mais. mas ainda é valorizado. Se puderem me ajudar…

  4. Também estarei lá durante o carnaval, mas já chego no sábado para o almoço. O mercado funciona no sábado de carnaval? Em caso positivo, saberia me dizer até que horas?

    1. Oi, Christiane! Olha, eu acredito que deve funcionar sim. O feriado de carnaval é somente na terça, então acredito que sábado estará aberto. Pode ser que algumas lojas e restaurantes não abram (embora eu ache difícil isso), mas os principais devem ficar abertos até às 17 horas.

  5. Ola Dhebora, concordo com vc em todos os quesitos mencionados no seu post, principalmente no que diz respeito ao preço, não se iludam em achar que o real é valorizado em relação ao peso Uruguaio, tudo muuuuuito caro, alimentação caríssima!!!!! Claro que como foi dito acima, tudo vai depender do bolso de cada um, mas se comparar com o real, muito caro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

* Checkbox GDPR / Regulamento Geral de Proteção de Dados do Usuário

*

Concordo / I agree