Atualizado em 9 de abril de 2020

Conhecer Frutillar foi uma das surpresas mais agradáveis durante a nossa viagem pelos Lagos Andinos do Chile. A cidade em si não tem nenhuma atração turística muito marcante e nem aqueles museus que não podem ficar de fora do roteiro. Para muitos, também não há nada por lá que justifique passar mais de um dia. Mas, ainda assim, fiquei com vontade de pernoitar pelo menos uma noite. Tudo isso porque Frutillar já é uma atração por si só.

Lago Llanquihue
Lago Llanquihue em Frutillar

Talvez tenha sido por causa do estilo da cidade, que é daquelas em que parece que o tempo passa mais devagar. Ou então por todo aquele charme que existe em uma cidadezinha pequena à beira de um lago. Ou quiçá tenha sido pelo Vulcão Osorno que, tímido por si só, deixou para dar o ar da graça somente no último dia de viagem, já em Puerto Varas. A verdade é que Frutillar é um bate e volta perfeito para que está viajando pelo sul do Chile e por isso vamos te dar dicas para você aproveitar um dia nesse lugar encantador.

O charme de Frutillar

Chegamos até a cidade quando fizemos a volta pelo Lago Llanquihue de carro, saindo de Puerto Varas, com um carro alugado pela RentCars. O trajeto até Frutillar já é uma atração à parte. E, é neste ponto que te daremos uma das principais dicas para chegar na cidade: estando de carro, saia da rodovia e vá pelas estradas secundárias. Ruas pitorescas, casinhas de madeira e o lago te acompanharão pelo caminho. E não se assuste com a falta de asfalto em alguns pontos, pois isso deixará o cenário ainda mais especial.

Não sei se foi o tempo que do nado ficou lindo, com um super céu azul, mas a pequena cidade realmente me encantou. Assim como em Puerto Varas, a influência alemã também é grande É possível ver os detalhes na arquitetura das casinhas e do comércio local. Inclusive, você pode visitar o Museu Colonial Alemão, bem no centrinho, para conhecer um pouco mais da história.

Casinhas com arquitetura alemã em Frutillar
Casinhas com arquitetura alemã

Além disso, é uma delícia caminhar à beira do lago, parar um pouco e contemplar a vista. Do outro lado da margem você terá o Vulcão Osorno a te encarar, mas infelizmente, apesar do céu azul, havia tanta névoa que não pudemos vê-lo. Ainda na beira do lado, há um pier bem charmoso e convidativo. É possível ficar ali só curtindo a paisagem, mas também é inevitável o clique da máquina fotográfica

Lago Llanquihue em Frutillar
Deck sobre Lago Llanquihue

Frutillar e a Música

Uma das marcas registradas de Frutillar são as esculturas de instrumentos e símbolos musicais posicionadas em alguns pontos da cidade, compondo um cenário bem bonito. Isso acontece porque desde de 1968 o local é sede do Semana Musicales. Grandes artistas chilenos e internacionais participam do evento que ocorre no Teatro del Lago, um enorme teatro com uma linda arquitetura construído às margens do Lago Llanquihue.

Escultura de piano em Frutillar
Há várias esculturas musicais espalhadas pela orla

O teatro também conta com um deck, um restaurante e um café, e recebe peças de teatro, musicais e demais espetáculos o ano inteiro.

Teatro del Lago em Frutillar
Teatro del Lago

Depois dessas fotos todas, me digam: vale ou não a pena um bate e volta em Frutillar?

Para um pernoite na cidade

Apesar de não termos no hospedado na cidade, chegamos a dar uma olhadinha nos hotéis. Acredite, vontade de dormir uma noite por lá não nos faltou, mas como nosso roteiro estava apertado e precisávamos voltar para Puerto Varas, ficou para uma próxima vez. Caso você decida dormir um dia por lá, confira os hotéis Hosteria el Arroyo, Hostal La Solar, Cabañas El Maqui e El Avellano. Eles são muito bem avaliados no Booking e possuem bom custo x benefício. Se você procura um pouco algo mais diferenciado, confira o Hotel Serenade de Franz Schubert e o Hotel Elun.

SIGA AS NOSSAS REDES SOCIAIS E NOS ACOMPANHE EM TEMPO REAL =)
Instagram: @cariocasemfronteiras
Facebook: /cariocasemfronteiras

Autor

Carioca de nascimento. Educadora Física de profissão. Viajante de coração. Apaixonada pelas coisas simples da vida e intrigada pelas complexas. Costuma dizer que adora um sol, mas não dispensa os dias nublados.

9 Comments

  1. que gracinha de lugar, deu para entender o por quê você quis ficar mais… esses achados são tão bons né?! adorei o post!

  2. Que charminho que é Frutillar. Surpresas assim no meio das viagens sempre deixam a gente mais encatada por esse mundo, né?

  3. Sou igual a você. Me programo para fazer um bate e volta e depois sempre me arrependo, pois quero ver como é a cidade a noite e ficar por lá curtindo o anoitecer… Aí penso: por que não dormi aqui mesmo? hahaha
    Adorei esse lugar, lindo demais! Tb ia querer dormir!

  4. Olha não vale um bate volta mas sim ficar uns dias la heheeh, que lugar bonito e charmoso, gostei dessas casinhas a beira do lago e esse deck então nem se fala, essa primeira foto com as casinhas e o lago parece até montagem rsrs, gostei da dica

  5. Nunca tinha ouvido falar dessa cidade! Pelas fotos, não vale só bate-volta, mas uma noite tranquila e um dia sem pressa! É exatamente como Colônia, um charminho e que é bom pra contemplar a paisagem e não ver o tempo passar. Adorei!

  6. Coooom certeza vale! Adorei o post. Realmente o lugar é um charme e encanta! Pena que não deu para apreciar o vulcão! Mas valeu super a pena a visita 😉
    Bjs

  7. Que lugar gostoso. Adorei o post e todas as fotos!a névoa não estragou as fotos!

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.