Atualizado em

Algumas pessoas dizem que tem 42, enquanto outras juram de pés juntos que há mais de 100. De fato, ninguém sabe ao certo a quantidade de praias em Floripa. Por outro lado, uma coisa é certeza: a Ilha da Magia, como é popularmente chamada, é linda e oferece um litoral que é difícil botar defeito. Das mais famosas às menos conhecidas, cada uma tem uma beleza ímpar. Mas, por ora, vamos dar algumas dicas diferentes de praias de Florianópolis para você montar um roteiro além do tradicional.

Praias de Florianópolis
Praia da Armação, uma das praias de Florianópolis que colocamos no roteiro

6 Praias de Florianópolis para fugir do óbvio

Passamos 7 dias em Floripa, em pleno carnaval, e por isso, visitamos tanto algumas praias famosas como outras um pouquinho mais desconhecidas. No geral, gostamos de todas e já queremos voltar para conhecer as tantas que ficaram de fora. Fizemos todos os trajeto de carro alugado e não tivemos problema algum. Alugamos através da RentCars, enquanto ainda estávamos no Rio de Janeiro, e dava pra fazer o pagamento online e parcelado.

Abaixo você confere as nossas sugestões de quais praias de Florianópolis fogem um pouco do óbvio, mas no final do post indicaremos algumas das mais famosas também. Além disso, também vamos sugerir algumas hospedagens próximas de cada praia para facilitar o planejamento de vocês.

1 – Praia do Forte, um achado e tanto!

Vimos poucas indicações na internet para conhecermos a Praia do Forte, mas seguimos fielmente a dica de um casal que já morou na cidade e não nos arrependemos! Localizada no Norte da ilha, com uma larga faixa de areia, águas calmas e de temperatura agradável, a Praia do Forte ainda conta com algo especial: a Fortaleza de São José da Ponta Grossa. Um dos responsáveis pela defesa de Santa Catarina na época colonial, o forte foi desativado em 1935, mas foi ele quem também deu inícios às habitações naquela área. Hoje em dia é possível visitá-lo e o ingresso custa 8 reais por pessoa.

Além de abrigar um ponto turístico da cidade, a praia ainda possui uma excelente infraestrutura, com quiosques à beira mar e até mesmo estacionamento grátis. Porém, caso você queira garantir uma vaga, chegue cedo, pois ele lota rápido. Do contrário você terá que pagar um estacionamento privado na faixa de 20 reais a diária.

Vale ressaltar que para chegar na Praia do Forte você precisará encarar uma boa ladeira, que se torna ainda maior e cheia de areia na hora de sair da praia. Ou seja, é necessário ter bastante atenção ao volante. Enquanto estávamos lá um carro não conseguiu subir e desceu com tudo, de ré, batendo em um canteiro. Para quem não está com automóvel é possível chegar na praia através de um trilha próxima à fortaleza.

Onde ficar na Praia do Forte, em Florianópolis:

2 – Praia da Armação, quando rio e mar se encontram

A antiga vila de pescadores é hoje em dia uma das praias de Florianópolis que nós mais curtimos passar o dia. Localizada no Sul da ilha, a praia de águas frias possui um rio à tiracolo. Isto é, no canto direito dos seus 3 km de extensão, há um pequeno riacho que deságua no mar e torna o cenário encantador. Se do lado direito da praia temos águas calmas e um córrego, do lado direito temos um mar mais agitado, perfeito para quem quer um pouco mais de movimento.

Mas seu charme não pára por aí. Ainda no canto direito, uma passarela liga as areias da Praia da Armação até uma península com uma vista incrível tanto da praia como de Matadeiro, a sua vizinha com mais ondas.

Praia da Armação Floripa
Vista da pequena península para a Praia da Armação

Também é da Praia da Armação que saem alguns barcos para a paradisíaca Ilha do Campeche, mas infelizmente acabamos não fazendo esse passeio. Apesar de muitos indicarem como imperdível, o preço estava exorbitante por causa da alta temporada, então, deixamos passar.

Cais na Praia da Armação de onde saem os barcos para a Ilha do Campeche
Cais de onde saem os barcos para a Ilha do Campeche

Onde ficar na Praia da Armação, em Florianópolis:

3 – Praia do Matadeiro, a praia de Florianópolis que mais mexeu com nossos corações

De todas as praias de Florianópolis que nós visitamos, a Praia do Matadeiro foi que nós achamos mais bonita. Também localizada no Sul da ilha, não é possível acessá-la de carro, já que não há estradas até ela. Ou seja, para chegar lá, você precisará caminhar. Mas pode ficar tranquilo, basta apenas pegar uma pequena trilha no canto direito da Praia da Armação e voilà, você estará nas areias dessa praia apaixonante!

Vista da trilha para a Praia do Matadeiro
Vista da trilha para a Praia do Matadeiro

Com cerca de 850 metros, a Praia do Matadeiro possui um pouco de ondas, mas nada que assuste. Apesar de ser possível ingressá-la somente a pé, há quiosques e restaurantes à beira mar. Então, ainda que não muita, não falta estrutura para quem pretende passar o dia. Também é nesta praia que se inicia uma das trilhas mais bonitas de Florianópolis, a Trilha da Lagoinha do Leste. Infelizmente também não tivemos tempo de fazê-la, mas com certeza entrará em um próxima visita à cidade.

Onde ficar na Praia de Matadeiro, em Florianópolis:

  • Casinha Charmosa, a única que é realmente na Praia de Matadeiro
  • Hotéis na Praia da Armação também servem bem

4 – Praia da Solidão, natureza intocada

A Praia do Solidão foi uma grande surpresa e de todas as praias que nós conhecemos em Florianópolis, essa foi a que tinha menos estrutura. Mas não pensem que isso é algo ruim. Não, mesmo! Seu nome não é à toa, já que ela é considerada ainda intocada e por isso, não tão cheia e muito menos tão conhecida.

Também localizada no Sul da ilha, a Praia da Solidão se encontra em uma pequena vila de pescadores e confesso que o local me lembrou um pouco Trindade, perto de Paraty, aqui no Rio de Janeiro. Não há muitas pousadas e nem muitos restaurantes por lá. E além disso, os quiosques que se encontram na praia são daqueles mais simples, sabe? Mas dizem por aí que essa é a graça da Praia da Solidão.

No entanto, seus 600 metros de areia de praia e suas ondas não são os únicos atrativos turísticos. Uma trilha sem muitas dificuldades e de mais ou menos 20 minutos te levará até a Cachoeira da Praia da Solidão. Caso você tenha tempo vale a pena não só fazer essa caminhada como também uma outra que leva até a Praia do Saquinho.

Onde ficar na Praia da Solidão, em Florianópolis:

5 – Praia Mole, impecável para quem buscar surf nas praias de Florianópolis

Se você curte surf, esportes e badalação, a Praia Mole é a praia de Florianópolis feita pra você! Localizada no Leste da ilha, a praia possui ondas eleitas como perfeitas para a maioria dos surfistas. Além disso, suas encostas são um convite e tanto para quem curte parapente. Aliás, estivemos por lá em uma dia de céu muito azul e vimos muitas pessoas voando!

A praia possui uma faixa de areia grande e, por sinal, seu nome é justamente por causa de sua areia bem fina e fofa. Há bastante infraestrutura, com muitos quiosques e restaurantes fazendo aquele estilo rústico-chique. Como não conseguimos parar nas vagas gratuitas, optamos por um dos estacionamentos privados ao custo de 15 reais.

No canto esquerdo da praia há uma trilha de mais ou menos 15 minutos que leva até a Praia da Galheta, que é uma praia linda, mas de nudismo. Não fomos até lá, mas sei que é linda por causa das fotos, mesmo. haha. Caso você resolva conhecer a Praia Mole e tenha um tempinho livre, também vale a pena dar um pulo na Lagoa da Conceição, já que o fim de tarde é bem animado por lá.

Onde ficar na Praia Mole, em Florianópolis:

6 – Praia da Daniela, perfeita para ir com crianças

Em nosso último dia livre na cidade optamos por conhecer a Praia da Daniela e essa foi a praia de Florianópolis com a água mais agradável – pra não dizer quente. Sério, gente, já tínhamos sido avisados que as praias do Norte da ilha eram mais quentes que as demais, mas ainda assim, a Praia da Daniela conseguiu superar até mesmo as outras do Norte. haha.

Suas águas muito calmas são perfeitas para família com crianças… ou então, perfeitas para quem quer ficar morgando na água no último dia de viagem como nós. rs. Como toda a área da praia é protegida por vegetação de restinga, somente no seu canto direito há um pouco de estrutura com quiosques. Porém, em toda a sua extensão, há local gratuito para estacionar o carro.

Onde ficar na Praia da Daniela, em Florianópolis:

Dicas de praias de Florianópolis que já são mais famosas, mas ainda assim, valem uma visita

Sem dúvidas não poderiam faltar dicas de praias de Florianópolis que já são bem famosas, mas que ainda assim, são boas de frequentar.

Praia dos Ingleses

A Praia dos Ingleses foi a primeira praia que conhecemos em Floripa. Como estávamos hospedados em um Airbnb no bairro, aproveitamos o primeiro dia de roteiro para dar um pulo lá. Aliás, através desse link nós te damos até 179 reais em desconto na sua primeira reserva pelo Airbnb.

Localizada no Norte da ilha, essa é uma praia mais cheia, com muitas famílias e turistas como frequentantes, principalmente porque além desse ser o bairro mais populoso de Floripa, ainda é um local com um ótimo custo x benefício de aluguel de casas para temporada.

A praia possui bastante infraestrutura, com muitos quiosques na areia e estacionamentos tanto públicos como privados. Inclusive, muitos dos estacionamentos privados oferecem duchas e até mesmo banheiro, tudo praticamente à beira mar. Nós não achamos vaga e paramos em um desses pelo preço de 20 reais a diária.

Com ondas moderadas e temperatura da água agradável, a Praia dos Ingleses tem esse nome porque há mais de 200 anos uma embarcação inglesa naufragou por ali. Então, os tripulantes que sobreviveram passaram a morar e se desenvolver naquela região. Hoje em dia, o local do naufrágio virou ponto de mergulho. A praia também é famosa por suas dunas, onde muitos praticam sandboard, e por duas trilhas, sendo elas a Trilha do Costão dos Ingleses e a Trilha da Feiticeira, que vai até a Praia Brava.

Onde ficar na Praia dos Ingleses, em Florianópolis:

Praia de Canasvieiras

Também no Norte da Ilha, a Praia de Canasvieiras, é uma das praias mais procuradas em Floripa, principalmente na alta temporada. Com mais ou menos 2 km de extensão, suas águas mansas atraem muitos moradores e turistas, entres eles, argentinos. Aliás, dizem que tem até mais hermanos que brasileiros! rs. Muito bem estruturada, há muitos quiosques, restaurantes, hotéis e pousadas.

Praia de Canasvieiras (Foto: http://destinoflorianopolis.com.br/)

Além disso, há dois passeios bem famosos que saem de lá. Então, caso queira fazer um tour, você pode embarcar no célebre Barco Pirata, com seu bar e show consagrados, ou então, pode fazer um passeio de barco até a Ilha de Anhatomirim.

Onde ficar na Praia de Canasvieiras, em Florianópolis:

Praia de Jurerê Internacional

Jurerê Internacional… a área mais nobre da cidade! Conhecido no país inteiro como o bairro das mansões de Floripa, a Praia de Jurerê se encontra por lá, perfeita para quem busca agito e acolhimento nos conceituados beach clubs locais.

Localizada no Norte da ilha, a praia está longe de ser uma das mais bonitas e paradisíacas, mas por outro lado, sua infraestrutura é excelente. Há muitos quiosques, restaurantes, hotéis, pousadas e até mesmo baladas e festas. Aliás, algumas das mais famosas de Florianópolis estão por lá, como as que acontecem no P12 e no Cafe de La Musique.

Onde ficar em Jurerê Internacional, em Florianópolis:

Praia do Santinho

Se você gosta de curtir uma boa estrutura de resort, essa praia de Florianópolis é o lugar certo, já que é aqui que se encontra um dos resorts mais famosos do sul do país, o Costão do Santinho. Mas além disso, a Praia do Santinho tem um certo quê histórico. Nela é possível ver um acervo de arte rupestre em pedras datado de mais de 5 mil anos.

Praia do Santinho (Foto: http://destinoflorianopolis.com.br/)

Também no Norte da ilha, a praia em si é um tanto quanto isolada e não conta com uma infraestrutura muito grande de quiosques ou restaurantes. Como é mar aberto, sua ondas também são fortes, mas possui uma grande faixa de areia e dunas encantadoras.

Onde ficar na Praia do Santinho, em Florianópolis:

Dicas importantes para curtir as praias de Florianópolis

  • Durante a alta temporada a cidade fica bem cheia e os engarrafamentos são presentes – e enormes – por lá. Por isso, vá com bastante paciência ou então, evite os horários de pico.
  • Apesar da ilha não ser gigante, por vezes a distância entre uma praia e outra é grande. Para vocês terem uma ideia, nos hospedamos no Norte da ilha e levávamos cerca de 30 à 40 minutos, sem trânsito, até algumas praias do Sul.
  • Além do perigo de beber e dirigir, tem lei seca em Floripa. Então, atenção aí!

SIGA AS NOSSAS REDES SOCIAIS E NOS ACOMPANHE EM TEMPO REAL =)
– Instagram: @cariocasemfronteiras
– Facebook: /cariocasemfronteiras

♦PLANEJE A SUA VIAGEM♦

  • Reserve a sua hospedagem através do Booking e garanta as melhores tarifas. Fique tranquilo porque reservando através do nosso blog você não pagará nenhuma taxa extra. E além disso ainda nos ajuda a mantê-lo no ar, criando cada vez mais conteúdos gratuitos e de qualidade.
  • Reserve seus hostels através do Hostelworld e garanta a sua hospedagem nos melhores hostels do mundo.
  • Reserve um apartamento através do AirBnb e ganhe até 179 reais em crédito na sua primeira reserva pelo site.
  • Compre seu seguro viagem com a Real Seguros e tenha os maiores descontos e as melhores formas de pagamento, inclusive parcelando em várias vezes no cartão de crédito
  • Reserve os melhores passeios e experiências com a Get Your Guide e com a Civitatis.
  • Alugue o seu carro com até 60% de desconto. Parcele no cartão e sem cobrança de IOF pela RentCars. Além disso, todo o valor é gerado em reais.
  • Viaje conectado! Compre seu chip de celular Viaje Conectado da Yes Brasil com internet 4G para usar no exterior.
  • Compre seus ingressos antecipados através da Tiqets e evite filas nas atrações mais famosas do mundo.

Autor

Carioca de nascimento. Educadora Física de profissão. Viajante de coração. Apaixonada pelas coisas simples da vida e intrigada pelas complexas. Costuma dizer que adora um sol, mas não dispensa os dias nublados.

Deixe um comentário